9 dicas imperdíveis para se destacar na área da saúde

Para se destacar na área da saúde, é preciso ser um profissional dinâmico, proativo e com conhecimento amplo. Além disso, é necessário desenvolver habilidades que serão requeridas durante toda jornada profissional. Também é necessário adaptar-se às possíveis mudanças organizacionais e jurídicas e estar preparado para as alterações nas regulamentações sanitárias e clínicas.

Os saberes adquiridos ao longo dos anos devem proporcionar competências no âmbito clínico, gerencial e pessoal para que o profissional se destaque entre os demais colaboradores e seja selecionado para cargos hierárquicos mais elevados.

Por isso, abordaremos neste post 9 dicas imperdíveis para se destacar na área da saúde e se tornar um profissional completo na atualidade. Não deixe de ler!

1. Atualize seus conhecimentos

O profissional de saúde deve buscar atualizar seus conhecimentos, visto que teorias são refutadas, procedimentos clínicos passam a ser contraindicados e novas regulamentações sanitárias vão surgindo.

A atualização pode ser feita por meio de cursos complementares, pós-graduação, imersão em práticas assistenciais ou seminários, grupos de discussão e análises de casos clínicos complexos.

Ademais, o perfil de pacientes atendidos nas unidades de saúde tem demandado um maior manejo nas condutas terapêuticas, devido à sua complexidade fisiopatológica e comportamental.

Pacientes polimedicados, com restrições alimentares, estilos de vida diferentes e recursos financeiros diferenciados precisam ser atendidos conforme suas necessidades.

O conhecimento sobre cuidado e qualidade do atendimento em saúde tem sido cada vez mais requisitado no mercado de trabalho. O Seis Sigma, método desenvolvido na indústria, tem sido utilizado em projetos de melhoria em muitos hospitais.

Outro método muito utilizado é o Lean Healthcare, o qual você pode pode conhecer mais lendo o eBook gratuito Lean Healthcare: Guia da Gestão de Processos na Área da Saúde.

2. Analise as tendências do mercado

O advento das novas demandas clínicas fez surgir novos empreendimentos e projetos profissionais nunca antes imaginados. Serviços como oncologia, parto humanizado, cuidados intensivos neonatais e assistência ao doente sem possibilidade terapêutica são comuns hoje em dia. Soma-se a isso a enfermagem dermatológica e estética e os cuidados com cirurgias complexas, entre outras tendências que estão se consolidando.

Pensando nisso, é importante que os profissionais analisem o cenário externo e as principais necessidades clínicas e se envolvam em projetos diferenciados e inovadores.

Prevendo essas necessidades e se preparando para conquistar novas oportunidades, com certeza não faltarão ambientes de trabalho para os profissionais mais engajados.

3. Pratique a humanização

Tratar o paciente com todo o cuidado e abordando as questões biopsicossociais são virtudes que devem embasar todos os procedimentos clínicos. As angústias do indivíduo devem ser tratadas antes da complexidade da doença, e os profissionais devem propor estratégias que garantam conforto e qualidade de vida ao doente.

A humanização pressupõe o tratamento respeitoso, carinhoso e atento a todas as propriedades físicas, psicológicas, financeiras e medicamentosas. Os profissionais devem acolher adequadamente os pacientes e responder ao questionamento considerando sempre os sentimentos envolvidos.

4. Desenvolva habilidades gerenciais

Um profissional de saúde precisa desenvolver habilidades gerenciais, tais como organização das atividades rotineiras, elaboração de projetos e capacidade para trabalhar hipóteses, acompanhar indicadores, apresentar resultados.

As análises gerenciais contribuem para a manutenção ou desativação de serviços e avaliações econômicas condizentes às atividades de saúde.

É crescente a procura de profissionais clínicos que desejam aperfeiçoar esses conhecimentos por meio de cursos de gerenciamento hospitalar, auditorias em saúde e práticas para elaboração de projetos.

5. Trabalhe em equipes multidisciplinares

Foi-se o tempo em que os profissionais clínicos decidiam o prognóstico do paciente de forma centralizadora e individualista. Atualmente, as passagens de plantão nas unidades de saúde são feitas de maneira multidisciplinar.

Nesse contexto, enfermeiros, médicos, farmacêuticos, nutricionistas e fisioterapeutas analisam as particularidades de cada paciente, estabelecem condutas terapêuticas que se complementam e monitoram a evolução clínica dos indivíduos.

Tudo isso para oferecer o melhor e mais completo suporte terapêutico, livre de interpretações incorretas ou hierarquização sem propósitos.

6. Identifique e diminua suas fraquezas

Os enfermeiros precisam reconhecer e trabalhar suas fraquezas de forma proativa e objetiva. Para aqueles que se sentem tímidos diante de alguma situação, é recomendável trabalhar a oratória, enquanto aqueles que não suportam trabalhar sob pressão devem procurar ajuda psicológica.

Para cada problema, existe uma solução que pode necessitar de atitudes gerenciais ou pessoais. No primeiro caso, pode ser o remanejamento de funcionários para ambientes mais adequados ou a capacitação para outras atividades. Já no segundo caso, é importante apurar a raiz do problema para melhorar a forma de lidar com as situações do trabalho.

7. Relacione-se adequadamente com as pessoas

É importante cercar-se de pessoas com motivação para o trabalho e ignorar as lideranças negativas.

A linguagem não verbal rege as relações humanas. Trata-se dos momentos em que as pessoas demonstram por meio de gestos as suas reais intenções. Nesse sentido, podemos destacar os braços cruzados, que indicam negação, ou o movimento constante de pernas, que indica ansiedade.

Saber identificar essas situações poderá poupar possíveis investidas desnecessárias ou estimular os próximos passos dentro das unidades de saúde.

8. Acompanhe as inovações tecnológicas

Um profissional almejado pelo mercado é aquele que está atualizado em relação às inovações tecnológicas ou que tem interesse em aprender mais sobre elas.

Novos equipamentos de diagnósticos, avaliação de parâmetros vitais de forma digital, ferramentas de telemedicina, detecção precoce de anormalidades biológicas e conhecimento de técnicas minimamente invasivas surgem a cada momento e cabe aos profissionais a função de se familiarizar com esses conhecimentos.

9. Aprimore os conhecimentos em informática

Saber lidar com computadores é algo tão essencial quanto necessário nos dias de hoje. Considerando isso e querendo investir um pouco mais, é importante que o profissional aprimore suas habilidades nas funções de informática, análise de dados, softwares específicos em saúde etc.

Essas competências serão requeridas nas unidades de saúde que utilizam o prontuário eletrônico, ou que fazem conexões via telemedicina com outros profissionais com a mesma linha de pesquisa.

Para se destacar na área da saúde, o profissional precisa investir continuamente na sua formação. Para isso, é preciso investir em cursos para atualização de conhecimentos clínicos,na área de informática e sobre as tecnologias em saúde. Também é importante desenvolver ou aprimorar habilidades gerenciais e saber lidar com os pacientes e os funcionários dentro de uma equipe multidisciplinar.

Direcionando seus conhecimentos e procurando as principais tendências, será mais tranquilo buscar a tão sonhada ascensão profissional, colhendo seus resultados financeiros.

Agora que já sabe que é preciso ir atrás de aperfeiçoamento profissional, não perca tempo e veja também o nosso guia para preparar uma reunião de passagem de plantão!

No votes yet.
Please wait...
1 responder
  1. Reginaldo
    Reginaldo says:

    Olá, adorei visitar este site, artigos muito interessante,vale a pena tudoque achei aqui, voltarei a visitar com certeza

    No votes yet.
    Please wait...
    Responder

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *