A técnica dos 5 porquês

A técnica dos “Cinco Porquês”

Você já ouviu falar na técnica dos “Cinco Porquês” (5-Why)? Ela é muito utilizada na análise da causa raiz de algum problema, fenômeno ou resultado.

Como você deve saber, o ato de questionar está ligado à busca por conhecimento. Não é à toa que as crianças têm a chamada fase do “porquê”. Não podemos esquecer ainda que o filósofo Sócrates era um defensor da arte de perguntar.

O método científico também parte de um questionamento, para elaboração de uma hipótese e posterior confirmação ou não de certa proposta. Logo, saber perguntar é essencial para quem quer descobrir um conhecimento.

Veja, em seguida, como os “Cinco Porquês” podem ser úteis nas soluções de problemas e nos projetos de melhorias.

Como funciona a técnica dos Cinco Porquês?

Embora possa parecer simples, a técnica 5-Why tem grande potencial de eficácia na descoberta de causas de certos sintomas. A ideia é que o indivíduo questione até cinco vezes determinado efeito, para encontrar a razão de ele ter ocorrido.

Vamos partir de um exemplo, de uma situação prática: a produção de uma fábrica qualquer ficou parada por três horas. Num caso assim, poderíamos questionar por que a produção foi paralisada.

Uma possível resposta seria “a quebra de uma máquina”. Com essa informação, faríamos um novo “porquê” sobre essa primeira causa. Poderíamos achar como resposta “aquecimento de um componente”.

Mais alguns “porquês” e descobriríamos que a causa raiz da produção ter parado foi o não cumprimento do plano de manutenção preventiva. O exemplo é fictício, mas você já deve ter entendido o funcionamento dos “Cinco Porquês”.

Vale lembrar que nem sempre é preciso fazer cinco perguntas para se encontrar a causa raiz.

Quais são os limites da técnica do 5-Why?

Muita gente pensa que a inteligência de alguém está na maneira como responde dúvidas, porém, saber perguntar também é uma qualidade. Os cinco porquês podem perder eficácia se o profissional não sabe fazer os questionamentos certos.

Com a técnica, pessoas diferentes podem chegar a causas distintas, desde que observem aspectos diversos. Logo, o tipo de pergunta dependerá do conhecimento prévio de quem faz o questionamento.

Ainda assim, a técnica dos “Cinco Porquês” pode ser muito benéfica em projetos de melhoria. Com esse auxílio, o profissional pode encontrar as causas de falhas e defeitos. Dessa forma, é possível de fato resolver problemas e não somente contornar dificuldades.

Quer aprender mais técnicas para melhorar os seus resultados no trabalho? Então, obtenha as certificações Green Belt e Black Belt na Escolha EDTI.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.