Saiba agora como implantar o Lean nas empresas em 8 passos!

Levando em consideração um cenário econômico extremamente competitivo, a busca pela redução de custos e aumento da qualidade tem sido uma preocupação incessante de todos os gestores.

Uma das principais metodologias que ajudam nessa busca é o Lean Manufacturing, apesar de já termos sido apresentados as suas ferramentas a mais de 2 décadas, ainda são poucas empresas que têm tido sucesso em sua implementação.

No post de hoje, vamos começar nossa semana falando sobre passos que você deve seguir para ajudá-los para implementar a metodologia Lean em sua organização!

Aprenda você também como enxugar os desperdícios, reduzir custos e problemas de qualidade e melhorar o fluxo de caixa de sua empresa!

*Esse material é adaptado do livro de Lonnie Wilson “How to implement Lean”. Nós, do grupo EDTI, utilizamos esse modelo adaptado para a realidade brasileira para implementar Lean em nossos clientes.

eBook: Como é o GREEN BELT da Escola EDTI na visão de seus alunos?

Entrevistamos três alunos que dividiram sua trajetória ao longo desse processo, desde a decisão de se tornar um Green Belt, até a experiência ao longo das aulas. Escolher uma instituição de ensino adequada é primordial para uma experiência completa de aprendizado, não basta tomar a decisão de realizar cursos para se destacar se isso não gerar, de fato, conhecimento ao aluno.





Capa eBook: Como é o GREEN BELT da Escola EDTI na visão de seus alunos?

O que é Lean e o Sistema Toyota de Produção (TPS)

De uma maneira simplista, ser Lean (enxuto) significa fazer mais com menos. Durante seus anos de controle da planta da Toyota, Taiichi Ohno desenvolveu um conjunto de ferramentas que, quando aplicadas sistematicamente, diminuíram os 7 desperdícios.

Quando questionado sobre o que a Toyota estava fazendo, Taiichi Ohno disse:

“Tudo que estamos fazendo é olhando para a tempo, desde o momento em que o consumidor nos envia uma ordem de compra até o momento em que nós coletamos o dinheiro… e nós estamos reduzindo esse tempo removendo as os desperdícios que não agregam valor”

Podemos concluir que para Ohno, o Lean e a redução do lead-time, era uma importante ferramenta para melhorar o fluxo de caixa e, consequentemente, uma vantagem competitiva.

Os sete desperdícios

Guia para implementação do Lean

Nossa estratégia de implementação está baseada na casa do Lean. O passo 2 é avaliar se os fundamentos pessoas e
estabilidade estão prontos. Caso contrário, será preciso estruturá-los antes de passarmos para o JIT e Jidoka.

Objetivos

  • Melhor qualidade
  • Reduzir lead time
  • Reduzir custo

JIT

  • Takt
  • Operações balanceadas
  • Sistemas puxados
  • Mínimos tamanhos de lote
  • Fluxo
  • Redução de lead time
  • Kanban
  • Células
  • SMED
  • Estoque de segurança

JIDOKA

  • Poka-yoke
  • 5 porquês
  • Kaizen
  • Melhoria contínua

Pessoas

  • Funcionários multitarefa
  • Melhoria realizada por todos
  • Entendimento de variação

Estabilidade

  • OEE
  • MSA
  • Cp, Cpk
  • Disponibilidade
  • Trabalho padrão
  • 5S
  • TPM
  • Simplificação de processos
  • Manter os ganhos

Os oito passos para a implementação do Lean

Atividades que se relacionam com os fundamentos da casa Lean, o controle de qualidade Atividades que se relacionam com as “paredes” da casa Lean, o controle da quantidade.

Avaliação inicial do sistema

1. Avalie se a empresa está preparada para a mudança cultural que virá

Quem será o líder do projeto?

Precisamos encontrar um líder para o projeto e essa pessoa deve ser capaz de elaborar um plano, articular esse plano e resiliência para executar o plano, mesmo sob pressões adversas.

Além disso, é necessário um sensei, ou consultor externo, com experiência e competência para orientar o líder nos momentos difíceis e de dúvidas que ele passará. Esse é um dos melhores investimentos que você pode fazer.

Temos especialistas em melhoria na organização para tornar essa empreitada um sucesso?

Existem pessoas com boa formação nas ferramentas e habilidades de melhoria?

Eles possuem a habilidade para analisar dados e processos? Se esse grupo ainda não está pronto, qual o plano de treinamento? O sensei será fundamental nessa avaliação.

2. Avalie qual é o estado presente do sistema de produção

Avalie se a direção está comprometida.

Para esse tipo de iniciativa não basta envolver-se, é necessário comprometimento! Avalie se os processos estão preparados para a iniciativa.

Esse cinco pilares devem estar no mínimo no estágio definido abaixo, caso contrário desenvolva um plano
para atingi-los e inclua-o em seu cronograma.

Estabilidade (ausência de causas especiais) e qualidade (pouca variação): pelo menos todas as característica críticas são identificadas e maioria delas apresenta estabilidade e atendem requisitos de qualidade.

Indisponibilidade de máquinas: a indisponibilidade é conhecida e menor do que 2%. Equipe preparada para a melhoria contínua: existe uma equipe preparada com habilidade para realizar, projetos de melhoria de alta complexidade.

Filosofia de melhoria contínua: projetos são realizados com regularidade e a alta gerência esta envolvida nessas iniciativas.

Técnicas de padronização: as políticas e métodos estão documentados; os problemas voltam a ocorrer depois de um longo período e intervalo.

3. Avalie a necessidade de treinamento da força de trabalho e execute os treinamentos necessários

Introduza o assunto para alta administração, em um treinamento em torno de 8 horas sobre a casa do Lean. Essas pessoas precisam compreender os conceitos da casa do Lean e vivenciar simulações de redução de variação, cálculo de tempo Takt , OEE e balanceamento de linha.

Faça um treinamento de 4 horas com todas as pessoas da fábrica. Dívida em grupo de até 50 pessoas e passe os conceitos de balanceamento de linha e melhoria contínua para todos. Essa pessoas deveria ser capazes de realizar Kaizen em suas atividades.

Execute o plano de treinamento para o pessoal especializado que será a alma do seu projeto.

Essas pessoas devem ser capazes de estruturar as iniciativas de melhoria, orientar e realizar as coletas de informações necessárias e desenvolver, testar e implementar todas as oportunidades descobertas.

Introduza o assunto para alta administração, em um treinamento em torno de 8 horas sobre a casa do Lean. Essas pessoas precisam compreender os conceitos da casa do Lean e vivenciar.

Simulação de redução de variação, cálculo de tempo de TAKT , OEE e balanceamento de linha.

Faça um treinamento de 4 horas com todas as pessoas da fábrica. Dívida em grupo de até 50 pessoas e passe os conceitos de balanceamento de linha e melhoria contínua para todos.

Essa pessoas deveria ser capazes de realizar Kaizen em suas atividades. Execute o plano de treinamento para o pessoal especializado que será a alma do seu projeto.

Essas pessoas devem ser capazes de estruturar as iniciativas de melhoria, orientar e realizar as coletas de informações necessárias e desenvolver, testar e implementar todas as oportunidades descobertas.

AVALIAÇÃO DO FLUXO DE VALOR E PLANOS DE AÇÃO

4. Documento o estado atual do fluxo de valor

Prepare um VSM do estado atual. Documento o fluxo de valor, o lead time atual, inventários, tempo de setups.

5. Redesenhe o sistema para reduzir desperdícios

Sincronize o fornecimento com a demanda do cliente.

Conheça a demanda do cliente e prepare sua linha para produzir de acordo com o tempo Takt.

Sincronize a produção.

Balanceie as etapas de sua linha e produção de acordo com o tempo Takt Crie fluxos Tente minimizar o tempo de espera.

Calcule o lead time e tente reduzi-lo. Tente eliminar todas as atividades que não agregam valor. Crie sistemas puxados.

Tenha um inventário máximo fixo, de acordo com a demanda do cliente e seus estoques de segurança.

Somente ative a produção quando as peças de seus estoque fixo forem consumidas pela etapa posterior.

Crie sistemas Kanban para auxiliar nesse trabalho.

6.Avalie e determine as metas para a linha

Determine os KPI (indicadores críticos) para a linha. Determine as metas para cada indicador para que isso direciona o comportamento de todos.

É útil visualizar os indicadores em um gráfico de tendência ou de controle.

Sempre que o indicador não atender as metas, prepare um plano de ação – não esqueça de levar em conta as causas de variação presentes!

7.Implemente as atividades de Kaizen

Implemente as atividades identificadas no passo 5.

Forme grupos de melhoria Inicie a cultura Jidoka, principalmente no que se refere ao poka-yoke em um primeiro momento.

Documente essas atividades em um cronograma.

Documente os aprendizados para disseminar os aprendizados para outras linhas

8.Depois das mudanças, avalie o novo estado atual, estresse o sistema e volte ao passo 4

O processo de tornar uma fábrica Lean é a busca pela melhoria contínua. Conforme melhoramos uma parte do sistema, outras aparecem como oportunidades. Estressar o sistema serve para evidenciarmos problemas que estavam escondidos (por desperdícios) e assim conseguimos atingir um patamar ainda melhor de desempenho.

Essa é uma mudança cultural que toda organização deveria buscar.

Como você viu acima, a metodologia Lean Manufacturing pode ser implementada através de 8 PASSOS.

Com esse conhecimento em mãos, você pode atuar como um líder estratégico e operacional dentro da sua empresa,
independentemente do segmento de atuação da corporação.

Ficou interessado em conhecer mais sobre o Lean? Inscreva-se agora clicando aqui e destaque-se também em sua empresa!


0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.