TODOS OS CURSOS DA EDTI POR R$ 169,90/MÊS.
INCLUINDO GREEN E BLACK BELT!!
Comece agora e cancele quando quiser.
Produtividade na Indústria

Produtividade na Indústria: Como medir e otimizar os resultados?

por Marcelo Petenate
publicado em | atualizado em

Com tantos processos, fatores e recursos envolvidos, acompanhar a produtividade na indústria é um desafio para muitos gestores. Quais informações direcionam suas estratégias e melhorias hoje? Como controlar os dados da sua organização?

Nesse artigo, nós separamos os principais indicadores que devem estar no seu radar, além de te ajudar a entender como gerenciar esses dados e transformá-los em oportunidades! Vamos lá?

5 Principais indicadores de produtividade na indústria

5 Principais indicadores de produtividade na indústria

Não basta definir metas para a sua produção, sem o devido entendimento da capacidade e do cenário atual sua planta! E, nesse processo, os indicadores de produtividade são determinantes para um panorama completo e tomadas de decisões mais assertivas.

Diferentes KPIs (Indicadores-chave de Desempenho) podem te ajudar a identificar os problemas e as oportunidades em todo o seu sistema produtivo, avaliando desde o funcionamento dos equipamentos e a utilização de recursos, até os resultados das equipes e a confiabilidade dos fornecedores.

Entenda os principais indicadores para direcionar e fundamentar suas operações:

  1. Indicadores de capacidade: Comparam as metas de produção com a real capacidade da indústria e a quantidade produzida em um determinado intervalo de tempo. Essa análise demonstra se a sua empresa está prometendo entregas que não pode cumprir, ou se algum departamento está sobrecarregado, por exemplo.
  2. Indicador OEE: Overall Equipment Effectiveness, ou Efetividade Global do Equipamento, é uma métrica fundamental para avaliar a disponibilidade, performance e qualidade de suas operações. Especialmente utilizado por indústrias que seguem o sistema de produção enxuta, Lean Manufacturing, esse indicador mensura a ociosidade dos equipamentos, o tempo dos processos e os retrabalhos gerados.
  3. Indicadores de qualidade: O cumprimento dos prazos, a conformidade com as normas e os padrões exigidos pelos clientes, o índice de reclamações, as devoluções e os retrabalhos são importantes indicadores tanto para o atendimento à sua carteira como para a sua produção, contribuindo com a gestão de seus processos e recursos.
  4. Indicadores estratégicos: Definidos de acordo com as prioridades da sua gestão, esses indicadores devem direcionar medidas preventivas e corretivas para a produtividade e lucratividade da sua indústria. A variação na quantidade de vendas, por exemplo, pode indicar a alta ou queda do seu mercado, ou ainda a necessidade de inovação e de maiores investimentos na gestão da qualidade.
  5. Indicadores de turnover: Além de demonstrar problemas no ambiente de trabalho, na capacitação e na satisfação de seus funcionários, o índice de rotatividade de seus colaboradores te ajuda a avaliar o quanto as mudanças na sua equipe podem impactar a produtividade e capacidade de entrega da sua indústria.

Acompanhar esses e outros indicadores não só permite uma visão estratégica diante da produtividade na indústria como promove a confiabilidade de todo o negócio. Se quiser saber mais sobre os métodos e as análises da gestão por indicadores, acesse um dashboard interativo e gratuito, criado a partir de cases reais!

Como otimizar a produtividade na indústria?

Como otimizar a produtividade na indústria?

Desde o planejamento da sua produção, até o controle de seus equipamentos, recursos, prazos, roteiros, colaboradores, e tantos outros processos podem ser mais simples com a aplicação das ferramentas e metodologias adequadas.

Nesse caminho, a busca pelas melhores soluções é o primeiro passo para chegar mais longe, concorda? E quando o assunto é produtividade na indústria, podemos citar importantes ferramentas focadas no controle de produção, como o MRP II, APS, MPS e S&OP.

Capaz de integrar todas essas soluções, além de cada um dos departamentos e processos de uma organização, o ERP é o sistema mais completo para a gestão industrial. Contribuindo com a definição das melhores rotas e o crescimento estruturado do negócio, essa ferramenta se tornou indispensável para qualquer indústria que busca gerenciar as informações e operações com agilidade, praticidade e credibilidade.

É com isso em mente que os gestores industriais decidem implementar a solução, no entanto, a contratação de ferramentas generalistas ainda é um erro comum, e pode resultar em grandes prejuízos!

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Portal do ERP, apenas 15% das indústrias afirmam contar com um sistema de gestão verdadeiramente aderente aos processos internos. Enquanto isso, um estudo realizado pela Aberdeen Group apontou que a necessidade de modificações e melhorias de usabilidade ou integração desse tipo de ferramenta gera custos inesperados e resulta em um valor de investimento acima do orçamento previsto em cerca de 65% dos projetos.

Para evitar essas dores de cabeça, é essencial a escolha e a implementação de um sistema de gestão especializado nos processos industriais, preparado para compreender e integrar todas as atividades da rotina da sua planta.

A partir de diferentes módulos e funcionalidades, um ERP industrial fornece dados fundamentados e atualizados em tempo real para a análise de  indicadores, a tomada de decisões estratégicas, bem como para o estabelecimento de melhorias e medidas preventivas para a produtividade na indústria. Assim, a solução elimina os maiores problemas que prejudicam sua linha de produção, incluindo atrasos, processos redundantes, falta de controle de estoque e falhas na qualidade!

Quer entender na prática essas vantagens e os diferenciais de um ERP especialista em indústrias? Nós separamos um eBook exclusivo para você, com estudos de caso e uma visão completa sobre esse sistema, desde a contratação até a evolução do software: Faça o download gratuito!

 

*Este conteúdo foi produzido pela equipe da ABC71, pioneira no desenvolvimento de sistemas de gestão para indústrias no Brasil. Conheça a ABC71 e entenda como ela pode contribuir com a produtividade na sua indústria!