Como fazer bons testes?

Como fazer bons testes?

Como fazer bons testes – No artigo de hoje continuaremos a falar sobre algumas técnicas para a realização de testes. Uma empresa fabricante de calçados para crianças desejava testar qual dos dois solados disponíveis era mais resistente ao desgaste. Para isto, o único jeito é elaborar um teste. Qual é a melhor maneira para se testar qual dos dois solados é mais resistente?

Statistics for Experimenters

Box, Hunter e Hunter comentam este exemplo em seu famoso livro Statistics for Experimenters. Nele os autores relatam dois testes realizados pela empresa para descobrir qual era o melhor tipo de solado.

No primeiro teste, a empresa distribuiu dois pares de calçados para 10 garotos. Os garotos ficaram uma semana com o calçado de solado A e uma semana com o calçado de solado B. Depois das duas semanas, os resultados foram analisados e a empresa não verificou diferenças significativas entre os dois tipos de solados, concluindo assim que ambos tinham durabilidade equivalente.

Qual é o problema com o teste feito pela empresa?

Você conseguiu descobrir? O problema do teste realizado é que as crianças não tem uma rotina tão definida assim. O garoto poderia ter uma semana bastante agitada quando estava usando o tênis de solado A e uma semana de descanso enquanto usava o calçado de solado B. Isto introduziu uma variabilidade desnecessária ao teste, invalidando-o.

Para melhorar o teste e eliminar a variabilidade causada pela diferença do uso do calçado de uma semana para a outra, resolveu-se realizar um novo teste. No novo teste foi dado um par de calçados para cada um dos dez garotos, porém, desta vez cada pé tinha um tipo de solado diferente. Por sorteio, determinou-se que alguns garotos usariam o solado A no pé direito e outros, o solado B. Assim, eliminou-se do teste as diferenças de uso de uma semana para a outra, pois onde o garoto vai com a pé esquerdo ele também vai com o direito.

Depois deste segundo teste, ficou claro que o solado A era bem melhor que o solado B. Este exemplo ilustra como um bom teste pode mudar as decisões estratégicas da empresa. Cai fora da tentativa e erro. Testar assim não aumenta seu aprendizado. O tipo de teste utilizado neste exemplo foi “experimento aleatorizado em blocos”. Se quiser aprender mais sobre isto, uma boa dica são nossos cursos de Estatística ou o bom e velho livro do Box, Hunter e Hunter. 

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.