Soluções criativas

soluções criativasSoluções criativas

Ao longo de toda nossa vida escolar nós somos treinados para resolver problemas. Aprendemos diversas maneiras de abordá-los utilizando diferentes técnicas de variados livros com distintos tutores. Começamos no jardim da infância e vamos até a pós-graduação quase que na mesma toada: aulas, livros, listas de exercícios, provas e nossa única meta é acertar o que nos é perguntado. São-nos dados exercícios que em sua grande maioria admitem apenas uma resposta certa que deve ser obtida aplicando uma determinada técnica. Somos treinados durante toda a vida escolar para resolvermos problemas do tipo: 5 + 3 = 8.

Porém, quando saímos dos bancos escolares ou da faculdade nos deparamos com outra demanda. Os problemas reais não são do tipo 5 + 3 = 8. Eles não têm gabarito ou nem admitem apenas uma resposta certa. Os problemas reais são do tipo X + Y = 8, admitindo infinitas soluções não conhecidas para um mesmo resultado e a sua tarefa, no mundo real, é escolher entre as infinitas possibilidades a mais adequada à condição que sua companhia se encontra.

E nesta hora, nos deparamos com a seguinte dúvida: como fazer isto.

Logo que saímos da faculdade tentamos aplicar algumas técnicas aprendidas para resolver estes problemas, mas por não acharmos nenhum gabarito, acabamos nos sentindo inseguros e estressados. E como fazer então? A resposta para isto vem de algumas técnicas que lidam com a criatividade e a tomada de decisão. Para escolhermos uma resposta devemos começar listando várias. Para isto, utilizamos diversas técnicas já comentadas, como os conceitos de mudança ou as ferramentas de criatividade do De Bono, por exemplo.

Após, analisamos cada uma das ideias listadas por meio de critérios pré-definidos que podem ou não, terem pesos diferentes.

Após priorizar as mudanças, começamos a testar em pequena escala as mais promissoras, para ganharmos mais convicção de que tais mudanças podem satisfazer as nossas exigências. Feitos os testes, ganhamos mais segurança de que temos uma boa solução para o problema colocado, que pode não ser a melhor, mas que é a melhor que temos naquele momento e a implementamos. Claro que a insegurança da mudança pode nunca ser reduzida a zero, mas um processo como este acelera muito seu desenvolvimento e implementação.

Com a mudança posta em prática, começamos a coletar os dados que alimentarão nossos indicadores de interesse, que vão nos guiar sobre o que ainda precisa ser feito para afinar ainda mais o produto ou serviço que está no mercado. Com estes indicadores nós conseguimos entender a percepção do cliente sobre nossa solução e iniciar um novo ciclo de mudanças que visa melhorá-lo ainda mais, por meio de uma nova solução, entre as infinitas possíveis, que vá satisfazer nossos clientes. Desta forma, conseguimos responder as perguntas da vida real, que nos remetem a equações do tipo X + Y = 8.

Se desejarem conhecer um pouco mais sobre as ferramentas para soluções criativas, consultem nosso Curso de Criatividade.

Ttire suas dúvidas sobre sobre Criatividade com um de nossos professores clicando abaixo!

tire suas dúvidas

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.