Como me tornar apto a executar projetos Seis Sigma?

Como iniciar uma carreira como gestor de projetos? Ou então, como conseguir uma promoção dentro da minha empresa se não consigo executar projetos de melhoria?

Hoje iremos falar de que forma como você pode se tornar apto a executar projetos de melhoria, e também  um especialista na metodologia Seis Sigma.

eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!

O grande resultado do Seis Sigma é redução de custos. Sem comprovação dos resultados financeiros, um projeto Seis Sigma não é aprovado, o que gera um compromisso por parte dos participantes do projeto em entregar resultados e não somente ideias e diagnósticos. A maneira mais rápida é dar o primeiro passo e adquirir o conhecimento necessário para a implementação de melhorias. Participar de um curso para ganhar habilidade necessária na aplicação das ferramentas é essencial!





Capa eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!

A metodologia Seis Sigma é uma das poucas metodologias de gestão de processos que possui uma grande credibilidade e é reconhecida ao redor do mundo. Grandes empresas e multinacionais realizam melhorias em seus processos com os conceitos Seis Sigma.

Certificar-se em Seis Sigma é, portanto, um passo à frente na sua carreira profissional. Com um certificado Seis Sigma, você será reconhecido por empresas em território nacional e internacional.

Isto pode ser realizado através de certificações com os cursos de  Green Belt, Black Belt, e alguns outros que também podem atender a necessidade de conhecimento adequada para a necessidade de cada um.

É sobre cada um desses cursos que iremos falar a seguir.

Belts

Para obter uma certificação Seis Sigma é preciso procurar um curso de qualidade. Como não existe uma regulamentação nacional ou internacional para escolas que oferecem a certificação, é essencial pesquisar e buscar uma instituição de prestígio.

Dentre os vários níveis de certificação Seis Sigma, é possível encontrar cursos presenciais, cursos online e de modalidade mista. Em um dia a dia cada vez mais atribulado, encontrar escolas que oferecem uma flexibilidade em suas modalidades de certificação é com certeza uma boa oportunidade.

Sem dúvidas, certificar-se e qualificar-se é sempre um passo de crescimento na carreira de qualquer profissional. E, quando falamos de um certificado com fama internacional, isso traz ainda mais vantagens. É preciso deixar claro que, além das vantagens citadas, o Seis Sigma tem muito a acrescentar em termos de conhecimento, mudando a maneira como você executará suas tarefas profissionais.

Os níveis de conhecimento Seis Sigma é classificado em “belts”. A vantagem dessas variações de níveis de conhecimento é importante por focar na necessidade de aprendizado de cada um. O que isso quer dizer?

De forma resumida, podemos dizer que cada nível de belt – curso Seis Sigma – atende as necessidades de conhecimento de cada um no momento.

Para deixar esses níveis de conhecimento mais claros iremos falar um pouco sobre os outros níveis que estão antes do Green e o Black Belt.

O primeiro deles é o White Belt (disponível gratuitamente em nossa plataforma). Nesse nível o aluno aprende os conceitos básicos de melhoria e auxilia times na execução desses projetos.

Introduz aos participantes a metodologia Lean Six-Sigma e suas ferramentas, as quais são utilizados em projetos de melhoria cujos objetivos são reduzir custos, melhorar a qualidade e aumentar a atratividade dos seus produtos e serviços.

O segundo nível é o Yellow Belt. Ao realizar o curso de Yellow Belt, o certificado pode ser integrante em projetos Seis Sigma e lidera esforços de baixa complexidade.

Nele é introduzido a metodologia Lean Six-Sigma, os modelos de Melhoria, o PDSA, define, introdução ao contrato de melhoria, measure, fluxograma, o analyse, introdução ao desenvolvimento de mudanças, diagrama de causa e efeito,  desconexões, diagrama ECRS, improve, teste de mudanças, control, e implementação de mudanças.

Após esses níveis de certificação encontraremos os Green Belts e os Black Belts.

Igualmente importantes para a implantação bem-sucedida do Lean Seis Sigma em uma empresa, os Green e os Black Belts desempenham funções em magnitudes distintas nos projetos de melhoria. Enquanto o Black Belt atua em uma posição de liderança, supervisionando e coordenando várias equipes e processos, o Green Belt tem sob sua responsabilidade projetos individuais.

Na escala de aprofundamento da metodologia, o Green Belt tem conhecimento intermediário, sendo considerado um profissional ainda em formação. Por isso, necessita sempre da orientação e supervisão de um Black Belt. Detalharemos mais essas certificações a seguir.

Green Belt

Certificados para gerenciar projetos solo, os Green Belts atuam na coleta de dados e informações, além da realização dos testes. Por terem conhecimento prático das ferramentas do Lean Seis Sigma, esses profissionais atuam de maneira mais operacional, tendo o líder Black Belt como um coach, um guia.

4 habilidades que um Green Belt desenvolve

Para conseguir ter sucesso em suas estratégias de melhoria o Green Belt vai desenvolver as habilidades de Análise de Dados, Visão Sistêmica, Aprendizado Acelerado e Trabalhar com Pessoas.

  • Analisar dados: aprender a coletar e extrair informações para que suas decisões sejam assertivas e tragam resultados.
  • Visão sistêmica: desenvolver a habilidade de visualizar a interações entre os diferentes processos organizacionais para encontrar pontos de alavancagem para o negócio.
  • Aprendizado acelerado: conseguir realizar testes rápidos que aceleram o aprendizado em direção às mudanças que irão gerar os resultados desejados.
  • Trabalhar com pessoas: lidar adequadamente com outras pessoas da organização para garantir que as mudanças propostas sejam adotadas pelo restante da organização.

Com isso, o profissional Green Belt, munido de uma formação fortemente analítica, tem se diferenciado pelos insights fornecidos para seus superiores. Ele consegue fornecer direções que ajudam a organização a melhorar suas decisões, gerando resultados financeiros. E quem não gostaria de contar com uma pessoa dessa em sua equipe, não é mesmo?

Com essas competências, o Green Belt formado por uma boa escola tem um futuro promissor na carreira. Além disso, ele desenvolve um alto poder de convencimento. O guru Deming tinha uma frase interessante sobre essa constatação: “Acredito em Deus, os outros devem apresentar dados e fatos”.

Como o Green Belt tem destreza na análise de dados, os resultados das melhorias se traduzem diretamente em redução de custos para a empresa e em elevação da lucratividade.  Ainda assim, para reduzir custos, sem piorar a qualidade, é preciso dominar uma metodologia eficiente, como os Green Belts dominam o Six Sigma.

Como o mercado vê um Green Belt?

Caso você ainda esteja se perguntando por que ser Green Belt, existe mais um dado importante: muitos executivos têm dito que possuir essas certificações tem sido um pré-requisito para vagas em suas empresas. Isso acontece por que as empresas precisam de profissionais mais bem preparados para lidar com os dados disponíveis e muitas vezes a formação de graduação não dá conta dessa tarefa.

Assim fica na responsabilidade do indivíduo se preparar para essa exigência e o certificado de Green Belt de uma escola referência na área é a segurança que o departamento de RH precisa para saber que está investindo na contratação do profissional adequado.

Além da capacidade de analisar dados, em um curso de Green Belt você aprenderá técnicas para visualizar e organizar processos, liderar equipes em projetos de melhoria e gerenciar processos por meio de indicadores.

Com isso, você conseguirá aumentar a própria capacidade de desenvolver projetos com resultados financeiros de alto impacto.

Qual a razão de se falar tanto em Seis Sigma e em Green Belts nas melhores empresas?

Melhoria contínua, satisfação do cliente e resultados financeiros positivos. Não há dúvida de que esse tripé é o sonho de qualquer empresa, não é mesmo? Porém, para que essa combinação se torne realidade a organização deve dispor de ferramentas apropriadas e equipe qualificada.

Nesse contexto, a metodologia Lean Six-Sigma oferece o suporte necessário para que um negócio consiga promover a qualidade dos processos, dos produtos e dos serviços, de modo a reduzir custos, atender aos anseios dos clientes e aumentar a lucratividade da empresa.

Para que tudo isso possa se concretizar, a organização precisa ter profissionais certificados na metodologia Six Sigma. Esses profissionais devem ser capazes de aplicar as técnicas de melhoria e elevar de forma significativa os resultados da empresa.

Como têm potencial para gerar importantes vantagens competitivas para um negócio, os profissionais certificados Green Belt são vistos com bons olhos pelo mercado de trabalho. O indivíduo graduado, que apresenta uma certificação no currículo, diferencia-se da maioria em uma seleção de emprego.

Black Belt

O Black Belt ocupa, na escala das graduações da metodologia Lean Seis Sigma, o ranqueamento mais elevado na expertise e no conhecimento dos preceitos da filosofia.

Diferentemente de outros tipos de líderes, o Black Belt tem como função primordial garantir o sucesso da implantação da metodologia, bem como sua aceitação entre os colaboradores e o consequente ganho financeiro nos resultados finais.

Por todas essas habilidades, o Black Belt não só lidera várias equipes de Green Belts, orientando-os e guiando-os nas práticas da metodologia, como também é o responsável pela formação natural de novas lideranças. Exerce, então, uma liderança colaborativa, pensando sempre no crescimento da empresa como organização.

O que é Black Belt?

A metodologia Lean Seis Sigma demanda alto nível de dedicação e aprofundamento. Por isso, os profissionais certificados nela são ranqueados de acordo com o seu conhecimento sobre a filosofia.

Nesse sentido, o Black Belt é considerado o indivíduo especialista, que atingiu o máximo nível de familiaridade com os preceitos do Lean Seis Sigma.

O Black Belt é o profissional responsável por coordenar múltiplos projetos em uma empresa, assim como seus processos de melhoria. Além do conhecimento teórico aliado, ele precisa demonstrar grande capacidade de aplicação dos métodos e ferramentas do Lean Seis Sigma.

Com o objetivo final de impactar positivamente os indicadores econômicos da organização, trazendo ganho nos lucros, o Black Belt precisa ter grandes habilidades no trato com outros colaboradores, consolidando projetos em conjunto com várias equipes.

Dentro de uma empresa, esse verdadeiro líder é capaz de agir como um mentor para outros profissionais, formando não apenas Green Belts, como também outras lideranças Black Belts.

O profissional Black Belt é aquele líder que apresenta conhecimentos profundos dentro da metodologia Lean Seis Sigma. Esses conhecimentos podem ser balizados por quatro pontos essenciais:

Sistemas

Um grande problema presente nas empresas que buscam a melhoria dos processos é a baixa capacidade de enxergar, reconhecer e identificar esses processos de forma sistêmica. Muitas vezes, os diferentes setores e departamentos de uma organização estão focados no cumprimento de metas próprias, sem levar em consideração o todo.

Nesse sentido, uma das principais características de um profissional Black Belt é a habilidade de visualizar todo o sistema, de maneira organizada e setorizada, separando-o processualmente. Aplicando seus conhecimentos sobre mapeamento de processos, o Black Belt é capaz de organizar os sistemas produtivos de modo que seja possível identificar facilmente os seus defeitos e pontos de desperdício.

Variação

Desde os níveis mais básicos da metodologia Lean Seis Sigma, como no curso Green Belt, o indivíduo é exposto ao conceito de variação, inerente à análise dos processos. Essa nova maneira de enxergar dados, métricas e indicadores faz com que os profissionais certificados sejam capazes de avaliar de maneira mais profunda e cuidadosa cada um desses processos.

Além disso, outro conhecimento teórico muito valorizado dentro da metodologia é a estatística. Ao lidar cotidianamente com dados e análises, o Black Belt precisa ser proficiente em ferramentas como testes de hipótese, regressão linear, experimentação planejada (DOE) e experimento fatorial fracionado, por exemplo.

Psicologia

Como não poderia deixar de ser, um grande líder tem não apenas conhecimentos teóricos e técnicos, mas principalmente humanos. Ao lidar com várias equipes de colaboradores de diferentes setores, o Black Belt deve entender os potenciais e limites de cada um, tirando o máximo proveito possível.

Nesse sentido, desde a sua formação, o Black Belt entra em contato com aspectos como o trabalho em conjunto, uma vez que bons cursos sempre formam times para trabalhar projetos de melhoria na prática.

Já no aspecto voltado realmente para a psicologia humana, é fundamental que o Black Belt tenha inteligência emocional bem desenvolvida, entendendo que, mais do que números e indicadores, está lidando com pessoas interagindo e reagindo às mudanças propostas nos projetos de melhoria.

Epistemologia

No contexto de melhoria abordado pela metodologia Lean Seis Sigma, essa é na verdade uma predição. Ou seja, se  forem tomadas atitudes visando a uma mudança, o resultado será, logicamente, uma melhoria. Dessa forma, quanto maior for o conhecimento do líder Black Belt, melhores serão suas predições, podendo analisar o sistema de maneira profunda.

Esse conhecimento traz para o processo de melhoria maiores probabilidades de sucesso. Ao utilizar ferramentas próprias da metodologia, como o ciclo PDSA, o Black Belt é capaz de comparar os resultados atingidos com as predições feitas anteriormente, sempre em busca de atingir os objetivos da melhor maneira.

Esse aprendizado proveniente da análise de resultados gera um ciclo de melhoria contínua essencial para organizações que adotam a filosofia Lean Seis Sigma.

Além dos conhecimentos acima listados, um Black Belt reúne características fundamentais de um grande líder, capaz de guiar equipes e empresas a um caminho de sucesso. Faz parte de suas habilidades o conhecimento intrínseco de cada processo, projeto e sistema presentes em uma organização.

Por isso, diferentemente de chefes autoritários que repassam suas responsabilidades, o Black Belt se envolve ao máximo com cada colaborador e departamento da empresa, compreendendo as habilidades e necessidades de todos, sempre em busca de maior sinergia entre todos os envolvidos.

Pensando de forma sistêmica, esse líder encontra oportunidades para que todos possam crescer e contribuir para o sucesso pessoal e institucional.

Dessa forma, qualquer empresa que conte com um Black Belt à frente de seus projetos de melhoria tem grandes possibilidades de sucesso.

Ao implementar o Seis Sigma na organização, a presença de um Black Belt é fundamental para que tudo saia conforme o planejado.

Isso porque esse tipo de profissional, além de reunir todas as características analíticas já citadas, é um exímio conhecedor da metodologia, sabendo escolher exatamente quais ferramentas utilizar em cada processo, como o Kaizen, que visa garantir a qualidade e a produtividade da empresa.

Todas essas características fazem com que o Black Belt seja, atualmente, um dos profissionais mais procurados no mercado. Além dos enormes benefícios que ele consegue trazer para negócios de todos os ramos e tamanhos, é ainda um indivíduo com grandes habilidades pessoais e um líder na gestão de qualidade empresarial.

Agora que você sabe mais sobre cada um dos níveis de aprendizado do Seis Sigma você pode escolher melhor a metodologia que se adequá a suas necessidades e qual curso irá de fato alavancar sua carreira.

Faça sua inscrição agora, basta clicar nos links a seguir:

White Belt, Yellow Belt, Green Belt e Black Belt.



No votes yet.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta