Como o Lean Manufacturing aumenta minha produtividade?

A metodologia Lean Manufacturing pode ser traduzida como “manufatura enxuta”. Trata-se de um método operacional que busca eliminar os oito principais desperdícios dentro da linha de produção.

O Lean Manufacturing tem como objetivo reduzir os desperdícios e aumentar a eficácia dos processos. Com isso, ele consegue diminuir consideravelmente o tempo entre o pedido do cliente e a entrega, gerando um melhor fluxo de caixa para a qualquer empresa.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o nosso texto!

Como surgiu o Lean Manufacturing?

O Lean Manufacturing, foi adaptado do Sistema Toyota de Produção (STP), que por sua vez foi desenvolvido pelo executivo japonês Taiichi Ohno durante o período de reconstrução do país após a Segunda Guerra Mundial.

Taiichi Ohno era responsável pela produção da Toyota e desenvolveu uma filosofia de gestão que foi capaz de torná-la referência em produtividade e qualidade. Quando foi desenvolvido, apontava-se os sete desperdícios que devem ser evitados nas empresas — atualmente, no entanto, já se fala em oito. Vamos falar deles adiante. Acompanhe!

Quais são os objetivos do Lean Manufacturing?

Essa filosofia foca em eliminar os processos e as atividades que não beneficiam nem agregam valor para o cliente. O Lean Manufacturing tem como objetivo principal a redução dos desperdícios e, com isso, a redução drástica no tempo dos processos. gerando mais agilidade e flexibilidade.

O resultado dessa economia é a diminuição dos custos que envolvem todas as etapas, desde a produção até a entrega. Logo, o método Lean Manufacturing diminui o tempo e o custo, ao passo que aumenta a lucratividade da empresa.

O que é o Lean Seis Sigma?

O Lean Seis Sigma representa a união das filosofias Seis Sigma e Lean. O objetivo dessa metodologia é de buscar melhora nos resultados da organização por meio da redução da variabilidade dos processos e pela eliminação de desperdícios e de atividades que não trazem valor ao produto que o cliente procura.

Quais são os 8 desperdícios citados pela metodologia?

Abaixo listaremos os oito desperdícios em empresas que podem ser superados por meio da união entre o Lean Manufacturing e o Six Sigma, além de alguns exemplos de cada um deles. Confira:

1. Superprodução

Significa produzir mais ou antes do tempo necessário, comprar itens antes da hora, dar andamento a um documento antes de uma análise prévia ou produzir excessivamente um produto.

2. Transporte

Tem relação com os movimentos desnecessários de materiais: movimentações de materiais com máquinas e transporte do material de um setor para o outro, quando os setores ficam distantes.

3. Tempo de espera

Refere-se a produtos ou pessoas ociosas, esperando o andamento de um processo: documentos aguardando assinatura, novos funcionários esperando por treinamento, transporte parado esperando material para levá-lo de um setor a outro.

4. Excesso de processamento

São os esforços que não agregam valor ao cliente: etapas repetidas na linha de produção, inspeções desnecessárias no processo, tecnologia que não está adequada às demandas da empresa.

5. Alto número de defeitos

Entra aqui todo erro responsável por exigir refação do trabalho: erros de processos na manufatura, erros de impressão no pedido, digitação errada, erros de na linha de produção.

6. Estoque

Quer dizer que existem mais suprimentos ou itens no processo do que o necessário: material de produção além do necessário, excesso de máquinas paradas, produtos mantidos após virarem obsoletos.

7. Movimento de pessoas sem necessidade

Movimentos desnecessários de pessoas para realizar tarefas: operador que precisa andar até outro setor distante para buscar equipamentos ou peças, caminhadas longas para realizar operações.

8. Habilidades subutilizadas

Significa não utilizar completamente a capacidade dos funcionários: não envolver a equipe nos processos de melhorias, não dar a correta atribuição ou orientação às pessoas, trabalho desigual.

Como você pode ver, os oito desperdícios em empresas envolvem tanto aspectos de produtividade e de qualidade. Logo, eles podem ser evitados com o uso combinado das técnicas do Lean e do Six Sigma.

Cada desperdício possui inúmeras ferramentas para auxiliar na sua redução ou eliminação. Vamos definir, a seguir, três conceitos dentro do Lean Manufacturing para aumentar a produtividade da sua empresa. Veja!

O que é 5S?

O termo 5S relaciona-se a cinco conceitos vindos do Japão, que começam com a letra “s”: Seiri, Seiton, Seiso, Seiketsu, Shitsuke. A tradução para os 5S são: Senso de Utilização, Senso de Arrumação, Senso de Limpeza, Senso de Normalização e Senso de Disciplina.

Ao implementar a metodologia 5S, a empresa deve certificar-se de que todas as ferramentas e os materiais desnecessários sejam descartados — e que as ferramentas tenham lugares definidos.

Além disso, o espaço de trabalho deve estar limpo enquanto as tarefas são realizadas, permitindo que a prática do 5S possa ser melhorada de forma contínua.

O que é o Fluxo Contínuo?

Fluxo contínuo significa o envio ininterrupto dos itens produzidos para a próxima etapa do processo, uma peça de cada vez. A interrupção de uma linha de produção deve ser evitada a todo custo. O objetivo é evitar ao máximo que o fluxo de linha de produção pare.

A estratégia de fluxo contínuo normalmente é aplicada em manufaturas como uma tentativa de lidar com grandes volumes de produção, envolvendo peças distintas de produtos em um fluxo no processo de fabricação.

Como funciona o Trabalho Padronizado?

O trabalho padronizado é uma maneira ideal de realizar qualquer atividade, seja para conduzir uma reunião ou avaliar um orçamento. Ao utilizar da padronização é possível se beneficiar de tais normas, prevenindo erros de sistematização e de produção. Um dos meios de adotar o trabalho padronizado são os checklists.

O trabalho é padronizado quando se garante que não haverá nenhum esquecimento ao realizar tarefas-chave. Ao fazer isso, a empresa ganha tempo e concentra a equipe em tarefas mais criativas e produtivas.

Em um ambiente extremamente competitivo, como o corporativo, é fundamental buscar melhores opções de redução de custos e aumento da qualidade. Aumentar a margem de lucro sem diminuir na qualidade do serviço prestado é um desafio enorme e a metodologia Lean Manufacturing é fundamental para superá-lo.

E então? Gostou de conhecer o Lean Manufacturing? Que tal aprofundar-se no assunto e conhecer ferramentas que aumentam a produtividade da empresa? Leia nosso artigo sobre as 9 ferramentas que aumentam a produtividade e não deixe de acompanhar nossos conteúdos!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *