Conheça 7 benefícios das ferramentas seis sigma para a sua empresa

Em um mercado extremamente competitivo como o atual, as empresas vivem uma busca constante por processos que potencializem seus esforços e tenham o máximo de produtividade.

Neste cenário, surgem possibilidades como as ferramentas Seis Sigma, que melhoram significativamente a rotina empresarial e identificam melhorias possíveis para o desenvolvimento organizacional.

Elaboramos este artigo para explicar o que são essas ferramentas, como implementá-las e quais são os seus benefícios. Confira!

O que são as ferramentas Seis Sigma?

O Seis Sigma é um conjunto de práticas, reconhecidas internacionalmente, que, quando colocadas em ação, permitem que a organização maximize seu desempenho em processos e reduza defeitos e não-conformidades, acarretando no aumento de produtividade.

Por isso, é possível dizer que mais que ferramentas, o Seis Sigma é uma metodologia que identifica os pontos processuais falhos, permitindo a melhoria contínua de um departamento, de uma organização ou dos próprios profissionais. Essas mudanças têm impactos diretos na lucratividade e na qualidade da produção, o que faz das ferramentas parte fundamental da Qualidade Total.

Como funcionam as ferramentas Seis Sigma?

O sigma é uma letra do alfabeto grego que representa uma medida de variação muito utilizada em Estatística.

Já na esfera organizacional, a letra ganha um outro significado: aqui, o sigma está condicionado ao nível de desempenho dos processos da uma empresa, verificando o quanto eles estão adequados às especificações dadas pelo cliente. Assim, quanto maior for o sigma, maior será o índice de satisfação do seu público.

Resumidamente, é como uma verdadeira escala de qualidade. Imagine um processo simples como o atendimento ao cliente. Em uma situação hipotética e dadas as condições de aplicação das ferramentas Seis Sigma, a rotina de atendimento foi classificada com 1-sigma.

Na escala de qualidade da ferramenta, esse é o nível mais baixo. Isso significa que existe um processo com alto nível de defeitos, o que impacta, por reação em cadeia, nas vendas da organização.

Como implementar as ferramentas Seis Sigma?

As ferramentas Seis Sigma possuem dois métodos principais de implementação, cada um com cinco fases. São eles: o DMADV, relacionado à criação de novos produtos/serviços, e o DMAIC, relacionado à melhoria contínua de processos existentes.

O DMAIC é a abreviação de definir (define), mensurar (measure), analisar (analyze), melhorar (improve) e controlar (control).

Esse método consiste em definir metas claras que estarão alinhadas aos objetivos estratégicos da empresa. A partir disso, mensurar o sistema existente para qualificar métricas e compreender as melhorias possíveis.

Sequencialmente, deve-se fazer uma análise geral para identificar caminhos possíveis de serem seguidos e implementá-los. Por fim, é substancial que seja feito o controle do processo como um todo, valorizando a prática da melhoria contínua.

Já o DMADV contrai em sua abreviação as seguintes ações: definir (define), mensurar (measure), analisar (analyze), desenhar (design) e verificar (verify).

A diferença, quando comparado ao processo anterior, é que por se tratar do desenvolvimento de um novo produto e não algo já existente na empresa, o DMADV alterna as etapas finais para o desenho do novo produto, seguido pela verificação aos requisitos propostos.

Quais os benefícios das ferramentas Seis Sigma?

Considerando o que foi exposto por aqui, fica bem claro que as ferramentas Seis Sigma são muito eficientes quando se pensa em otimizar processos e ter ganhos de produtividade. Mas, além disso, é possível estabelecer algumas outras vantagens que essa implementação pode trazer para uma organização.

1. Elevação do nível de qualidade

Partindo da premissa de que processos mais eficientes geram produtos melhores, fica clara a significância das ferramentas Seis Sigma para o ganho substancial da qualidade do produto final — não é à toa que elas estão atreladas às ferramentas de Qualidade Total.

2. Acréscimo na satisfação do cliente e na lucratividade

Quando os processos são otimizados, é possível reduzir custos, o que impacta positivamente no fluxo de caixa da organização.

Além disso, com o ganho de qualidade nos processos e no produto final, o consumidor fica mais satisfeito, o que aumenta seu consumo e, por consequência, o lucro da empresa — além de ser um excelente meio de promover a sua marca.

3. Aumento da retenção de clientes

Esse tópico está diretamente relacionado ao anterior: se o cliente está satisfeito com o produto/serviço que você fornece, ele cria uma relação de confiança com sua empresa e, muito provavelmente, retornará quando precisar novamente.

4. Diminuição do desperdício de tempo e de recursos

Ao otimizar processos, toda uma cadeia organizacional se movimenta, fazendo com que sejam evitados desperdícios de recursos e de tempo — bens valiosos para qualquer empresa que quer se manter competitiva no mercado atual.

5. Redução de custos da empresa

Processos otimizados reduzem os problemas e as não-conformidades, fazendo com que tudo caminhe da maneira programada. Ou seja, menos atrasos, menos desperdícios, menos custos.

6. Padronização de processos

Com um olhar mais apurado para os processos realizados na empresa, é possível estabelecer padrões documentados, o que facilita a rotina organizacional e evita falhas na produção.

7. Engajamento das equipes de trabalho

Por exigir um conhecimento mais profundo de cada processo existente na rotina de cada setor, a implementação da metodologia exige que as equipes se aproximem e troquem mais conhecimento para que insights de melhoria contínua aconteçam, fazendo o engajamento aumentar e o compartilhamento passar a ser uma troca natural.

Além disso, as ferramentas Seis Sigma podem ser extremamente eficazes para potencializar a sua própria carreira.

Profissionais que conhecem a fundo a metodologia são capazes de identificar com mais facilidade a necessidade dos seus clientes e atendê-las por meio de processos otimizados, avaliando constantemente a eficácia dos mesmos e os aperfeiçoando sempre que possível.

O foco nos processos é, sem dúvida alguma, o grande ponto das ferramentas Seis Sigma. Quando isso é aliado a uma gestão proativa, colaborativa e voltada para a melhoria contínua, os resultados são extremamente positivos e cumprem com o objetivo principal que é a busca pela perfeição na entrega. Não perca tempo e certifique-se Lean Seis Sigma Green Belt agora mesmo!

Considerando os pontos apresentados, não fica difícil perceber o valor que as ferramentas Seis Sigma podem ter para qualquer empresa. Por isso, se você se interessou pelo assunto, leia este artigo e saiba mais sobre sua origem e aplicações.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *