Como está a construção civil? Terceira parte

Como está a construção civil? Terceira parte

Após nosso último artigo sobre construção civil, nossos leitores nos pediram para que comparássemos o preço do índice FIPE e ZAP do preço dos imóveis com o valor das ações em bolsa das principais empresas do setor. Desafio aceito, neste artigo vamos comparar o valor de 8 empresas do setor com o índice FIPE e ZAP.

As empresas escolhidas para esta comparação foram:

  • BISA3 – BROOKFIELD ON
  • BRML3 – BR MALLS
  • BRPR3 – BRASIL PROPERTIES
  • RSID3 – ROSSI
  • MRVE3 – MRV
  • CYRE3 – CYRELLA
  • GFSA3 – GAFISA
  • BBRK3 – BR BROKERS

Para esta análise, coletamos o preço ajustado das ações no fechamento do primeiro dia útil de cada mês. Como fonte dos dados, utilizamos o Yahoo Finance. Como explicado no outro post, o período escolhido para o estudo ficou limitado ao período do índice FIPE e ZAP (agosto de 2010). Por tratar-se de um período curto, não é recomendável utilizar este estudo como estratégia de investimento e nem montagem de portfólios.

Na figura 1 fizemos um gráfico de tendência com todas as ações.

 construção civil

Figura 1: Gráfico de tendência das ações analisadas.

Pelo gráfico da figura 1, não dá para enxergar muita coisa, apenas que a BRML3 e a BRPR3 estão subindo no período. Para facilitar a comparação, é interessante colocar todas as ações na base 100. Assim, todas as ações terão o valor igual a 100 em agosto de 2010, tais quais os outros índices.

 

Figura 2: Gráfico de tendência das ações do setor da construção civil (AGO/2010 = 100).

A figura 2 fica mais fácil enxergar as ações que caíram mais: BISA3, RSID3 e GFSA3. Como nós sabemos que o FIPE e ZAP subiu bastante, vamos compará-lo ao valor das ações da BRML3 e da BRPR3. Faremos isto na figura 3.

  

Figura 3: Gráfico de tendência comparando BRML3, BRPR3 com o índice FIPE e ZAP.

Pela figura 3, fica claro que o valor das ações acompanhou o índice até janeiro de 2012. Após este período, elas se descolaram do índice. Esta análise é bastante interessante, pois mostra que as ações se valorizaram mais do que o preço dos imóveis, porém, não vamos elencar hipóteses para isto neste artigo. Se fossemos, poderíamos argumentar que a BR Malls investe em imóveis comerciais (Shoppings) e o índice FIPE e ZAP acompanha o preço dos apartamentos.

Somente para fins de comparação, se o preço destas ações tivesse continuado seguindo o índice, como o ocorrido até janeiro de 2012, diríamos que seus preços estão supervalorizados. Só para ilustrar, colocamos na tabela 1 os preços atuais das duas ações e os preços que elas estariam se estivessem seguindo o índice.

Tabela 1: comparação entre os preço atual e o preços estimado.

AçãoPreço estimadoPreço atualDiferençaDif %
BRML321.967412525.593.62258814.16%
BRPR322.270962224.62.3290389.47%

 

Pela tabela 1, fica claro que quem usou o FIPE e ZAP como “estimador” do preço das ações da BRML3 e da BRPR3 teria errado bastante. E as outras ações? Como ficaram em relação ao índice. Vamos analisar isto na figura 4.

  

Figura 4: Gráfico de tendência comparando BISA3, RSID3, MRVE3, GFSA3, CYRE3 e BBRK3 com o índice FIPE e ZAP.

Pelo gráfico da figura 4, estão todas abaixo do índice e quase todas abaixo do preço que estavam em agosto de 2010, com exceção da BBRK3.

Assim, encerramos mais uma análise do mercado da construção civil e deixamos algumas pergunta aos nossos leitores: por que será que isto aconteceu? Há alguma semelhança entre as empresas que cresceram acima do índice e aquelas que ficaram abaixo dele? Pra pensar. No mais, convidamos os leitores a conhecerem nossa página, está cheia de novidades, como vários vídeos disponíveis e cursos abertos.

Bom domingo a todos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *