Você sabe o que é o desdobramento da função da qualidade (QFD)?

O desdobramento da função da qualidade, também conhecido pela sigla em inglês QFD (Quality Function Deployment) é uma ferramenta de gestão da qualidade, criada ainda na década de 1960, por um pesquisador japonês chamado Yoji Akao.

O primeiro registro da aplicação do método em uma grande empresa é datado de 1972, quando a Mitsubishi Heavy o adotou. Pouco mais de uma década depois, em 1983, o desdobramento da função qualidade chegou nos Estados Unidos, em empresas como a Xerox e a Ford.

Desde então, a QFD vem sendo aplicada nas empresas das mais diversas áreas, se tornando uma disciplina que deve ser de conhecimento do analista de processos e todos os profissionais da organização.

A seguir, vamos esclarecer as principais dúvidas sobre esse assunto. Continue a leitura e descubra como melhorar os resultados da sua empresa!

O que é o desdobramento da função da qualidade?

Podemos definir o desdobramento da função da qualidade como uma técnica que tem o objetivo de traduzir as experiências dos clientes em algo consistente, que possa ser visualizado pela empresa.

Uma montadora de automóveis, por exemplo, pode aplicar o desdobramento da função da qualidade ao verificar o que faz os clientes terem uma experiência positiva ao comprarem seus carros. Nesse sentido, o baixo consumo de combustível pode ser um indicador de QFD, bem como a potência do veículo.

Assim sendo, os analistas de processos precisarão verificar o que é necessário fazer para que os carros produzidos tenham ao mesmo tempo uma alta potência e um baixo consumo de combustível.

Como o QFD funciona?

Ainda considerando o exemplo da montadora de carros do tópico anterior, é preciso que os responsáveis pela produção dos veículos encontrem métodos para desdobrar os processos e otimizá-los. Muitos estudos e testes devem ser realizados para que se possa confeccionar um produto que vá ao encontro das expectativas do seu público.

Porém, para que o desdobramento da função da qualidade da empresa funcione, não basta que apenas os gestores entendam sobre o assunto. Trata-se de algo que precisa ser enraizado na cultura organizacional, de modo que todos os colaboradores possam contribuir com ideias e sugestões para melhorar aquilo que está sendo produzido.

O operário que conduz uma máquina, por exemplo, é quem mais conhece aquele equipamento dentro da indústria, tendo muitas vezes mais conhecimento prático do que o seu supervisor, que pode ser um engenheiro formado, mas pouco experiente. É por isso que, para desenvolver a QFD, todos precisam ter voz e trabalhar com um objetivo comum na empresa.

Em resumo, podemos dizer que o QFD é uma técnica que visa antecipar problemas de qualidade, antes mesmo que os produtos sejam lançados. Nesse sentido, evita problemas graves, como situações em que todo um lote de produtos apresenta defeitos e a empresa precisa fazer campanhas de recall e até mesmo enfrentar uma grave crise de imagem.

Para executar uma estratégia de desdobramento da função da qualidade, é imprescindível que se façam muitas pesquisas e sejam acompanhados indicadores de desempenho ou KPIs. A ideia é que essas informações, como a opinião dos clientes atuais sobre os produtos que você já oferece, sirvam para antecipar possíveis problemas com lançamentos futuros da organização.

Quais são as principais etapas do desdobramento da função da qualidade?

Uma estratégia de desdobramento da função da qualidade tem quatro etapas básicas, que devem ser seguidas pelas empresas que a utilizam. Na sequência, vamos explicar sobre cada uma delas. Confira!

Projeto informacional

Na etapa do projeto informacional é feito o planejamento dos produtos que serão lançados pela empresa. Em algumas obras, essa parte do processo é chamada de “casa da qualidade”, pois, quando representada graficamente em uma matriz, tem um formato que lembra o de uma residência.

No projeto informacional devem ser levantadas as especificações técnicas do setor de engenharia, bem como a opinião dos clientes acerca de um produto ou serviço. Também pode ser mapeada a posição que a organização está em relação aos seus concorrentes.

Projeto conceitual

A fase do projeto conceitual indica quais são as características dos componentes críticos de um projeto. A ideia é que as observações técnicas sejam convertidas em elementos reais, com o objetivo de garantir a qualidade para aquilo que está sendo produzido.

De forma resumida, podemos dizer que se trata da etapa em que as ideias saem da parte conceitual e migram para a prática, ou seja, para a engenharia.

Projeto detalhado

O projeto detalhado é uma etapa que, como o próprio nome sugere, detalha os processos, os relacionando com os componentes do produto e suas principais características.

É nesse momento que são levantadas questões cruciais para o desenvolvimento de produtos, tais como os processos de fabricação, a metodologia que será adequada, os recursos físicos e humanos necessários etc.

Desenvolvimento da produção

Finalmente, a etapa do desenvolvimento da produção serve para estabelecer os recursos que serão utilizados para confeccionar os produtos, bem como os meios de monitoramento que servirão para verificar as questões da qualidade.

É importante que, nesse momento, sejam adotados programas de gestão da qualidade, como é o caso do Six Sigma, por exemplo.

Quais são os principais benefícios do QFD?

São diversos os benefícios que o desdobramento da função da qualidade traz para as empresas. Os principais deles são:

  • diminuição de custos, em caráter preventivo;
  • diminuição do tempo levado para desenvolver novos produtos;
  • aumento da satisfação dos consumidores;
  • aumento da competitividade da empresa, que poderá ultrapassar as concorrentes mais facilmente;
  • desenvolvimento dos recursos humanos, uma vez que os funcionários terão que exercitar mais a criatividade.

O desdobramento da função da qualidade, como você pode perceber no decorrer deste artigo, é uma metodologia muito importante e que pode contribuir para melhorar os processos produtivos e a satisfação dos clientes do seu negócio.

A Escola EDTI oferece diversos cursos que podem contribuir para a implementação da QFD na sua empresa, como os de Six Sigma. Para saber mais sobre os nossos treinamentos, assine a nossa newsletter! Assim, poderemos sempre enviar novidades para você. Não perca essa oportunidade de se aperfeiçoar!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *