Importância dos indicadores de projetos de melhoria

Os indicadores de projetos de melhoria são de grande importância na hora de a empresa avaliar se uma alteração em um processo produtivo trouxe resultados positivos ou se uma invenção pode de fato se tornar inovação, para ser usada em larga escala. Quem faz os cursos Green Belt, da Escola EDTI, aprende desde cedo que mudança nem sempre é melhoria, mas para melhorar é preciso mudar. E como mensurar a eficiência e a eficácia de uma mudança? Essa avaliação pode ser feita justamente por meio de indicadores de projetos de melhoria, que é tema do post de hoje.

Medir para poder gerenciar

Você talvez já tenha ouvido que aquilo que não é medido não pode ser gerenciado. No modelo de melhoria, essa máxima pode ser aplicada. Para a organização saber se determinada mudança trouxe ou não benefícios para o processo produtivo, como ganho de tempo e redução do desperdício de recursos em geral, é necessário mensurar os impactos das alterações. Para que essa medição seja confiável, a empresa deve utilizar o método científico, como o uso de hipóteses, a verificação de situações ou a experimentação, o controle de variáveis etc. O uso da Estatística, por exemplo, para medir a variabilidade de um processo pode ser bastante útil na mensuração dos resultados dos testes.

Definir os indicadores de projetos de melhoria

Para que uma sugestão de melhoria seja realmente adotada pela empresa como parte integrante de um processo, é preciso que essa ideia seja testada e aprovada. Porém, para que essa avaliação de desempenho seja confiável, a empresa deve estabelecer critérios de análise, por exemplo, por meio da elaboração de indicadores de projetos de melhoria. Nesse sentido, a performance da mudança observada sob a ótica desses indicadores é que servirá de base para a tomada de decisão dos gestores. Portanto, a correta definição dos indicadores de projetos de melhoria é fundamental para que não haja distorções na avaliação de uma mudança. Caso contrário, se uma alteração é analisada com base em um indicador inadequado, pode levar a conclusões equivocadas.

Tipos de indicadores

O ideal é que cada objetivo do projeto de melhoria tenha um ou mais indicadores específicos para mensurar se a meta foi ou não cumprida. Para facilitar a mensuração, os critérios de avaliação devem ser simples e objetivos. No modelo de melhoria, podem ser usados três tipos de indicadores: medidas de resultado, medidas de processo e medidas de equilíbrio.

As medidas de resultado, por exemplo, mostram se o objetivo proposto pela empresa é conquistado ou não. Já as medidas de processo mensuram se a organização de fato aplica as melhorias necessárias para o alcance das metas. As medidas de equilíbrio, por sua vez, avaliam se uma determinada mudança que gerou efeito positivo numa realidade pode causar danos a outra parte do processo produtivo da empresa. Nesse último caso, por exemplo, uma mudança na rotação de uma máquina pode aumentar a quantidade produzida, mas gerar fadiga em peças móveis e exigir manutenção antes da hora.

A importância da coleta de dados

Se você já baixou a apostila gratuita do curso Green Belt, da Escola EDTI, deve ter visto que uma das três questões fundamentais do modelo de melhoria é: “Como saberemos se uma mudança é uma melhoria?”. Essa pergunta é respondida com a ajuda dos indicadores de projetos de melhorias. Contudo, para que a avaliação do impacto de uma mudança seja possível, é preciso coletar dados relevantes para a mensuração.

Muitas vezes os dados estarão ligados ao problema que a empresa quer resolver com o teste da mudança. Por exemplo, se o atraso em entregas é motivo frequente de reclamação por parte dos clientes, o tempo gasto nas operações de logística pode ser um indicador num projeto de melhoria. Vale lembrar que a coleta deve ter um número de dados suficiente para permitir uma decisão convicta de transformar ou não uma mudança em melhoria definitiva. Nesse sentido, o uso da Estatística é essencial para demonstrar se uma determinada ação gerou de fato melhoria, para descartar efeitos que podem manipular os resultados, entre outros benefícios. No caso de uma operação logística, por exemplo, o transporte em um dia de feriado poderia reduzir ou aumentar o tempo médio de entrega, por isso, a amostra de dados deve ser relevante para uma análise confiável.

Como você pôde perceber, a definição correta e precisa de indicadores de projetos de melhoria é crucial para que a organização realmente alcance o aperfeiçoamento contínuo de suas atividades e, assim, consiga aumento de produtividade e de qualidade, bem como maior satisfação dos clientes. Além disso, melhoria é impacto positivo, relevante e duradouro em indicadores de interesse da organização.

A empresa em que você trabalha utiliza indicadores de projetos de melhoria? Como é feita a escolha desses critérios de avaliação? Compartilhe sua experiência nos comentários aqui do blog. Participe!

Rating: 5.0/5. From 2 votes.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta