Entenda o que é acreditação hospitalar e suas vantagens

Os estabelecimentos de saúde vêm buscando diminuir custos e atingir a excelência no fornecimento de seus serviços. Para isso, é necessário ter uma melhor capacitação dos recursos humanos, uniformizar os processos e automatizar estratégias administrativas.

Qual seria a melhor maneira de alcançar esses resultados? Um excelente instrumento para esse fim seria a acreditação hospitalar. Por meio dela, a instituição de saúde garante confiabilidade diante da sociedade, atesta a eficiência das suas estratégias de gerência e produz parâmetros seguros de melhoria contínua.

Mas, afinal, o que é acreditação hospitalar e como obter esse instrumento? Neste texto, vamos abordar a relevância desse processo para diminuição de custos, melhoria da excelência de processos e atendimentos e a consolidação da marca das instituições de saúde brasileiras. Acompanhe!

O que é acreditação hospitalar?

Primeiramente, devemos observar que acreditação não é a mesma coisa que certificação hospitalar. Esses dois instrumentos se fundem — no entanto, compreendem particularidades diferentes.

Os dois dizem respeito à adequação a leis, regulamentações e normas técnicas formatadas pelas entidades certificadoras. Estas, após um período de avaliação, conferem ao hospital uma espécie de selo em qualidade de gestão e serviços, o que garante superioridade competitiva aos hospitais credenciados.

Contudo, observamos múltiplas diferenças entre a acreditação e a certificação. As acreditações são de qualidade mais técnica que as certificações, avaliando menos os procedimentos.

Produzida com profundo comprometimento da comunidade científica, de técnicos ou clínicos, a acreditação procura demarcar os melhores procedimentos de gestão, garantindo segurança do paciente. Os profissionais que realizam as auditorias conhecem profundamente a área médica, diferentemente do que é realizado na inspeção certificadora.

A acreditação é um sistema de avaliação opcional que é feito de tempos em tempos. É importante ressaltar que não é caracterizado como um método de fiscalização, mas sim uma maneira de promover educação continuada. Além disso é um processo reservado, ou seja, nenhuma informação reunida durante a avaliação será divulgada.

O processo tem como objetivo desenvolver o entendimento estratégico, a otimização da utilização dos insumos e o aumento da produtividade dos profissionais, visando sempre a melhoria na qualidade do atendimento e nos resultados dos hospitais.

Pode, ainda, ser entendida como uma metodologia de gestão, que fomenta o consenso produtivo multiprofissional, a racionalização da utilização dos insumos, o entendimento estratégico e a otimização dos processos que são realizados dentro do ambiente hospitalar.

Quais são os principais programas de acreditação?

O principal objetivo de um programa de acreditação é avaliar a instituição em sua totalidade, e não departamentos ou serviços isolados. Essa é uma característica de todos os modelos de acreditação.

O processo é realizado desse jeito porque é preciso garantir que a gestão de todos os setores da instituição de saúde funcionem de maneira interligada. Dessa forma, os processos de um departamento isolado podem interferir nos resultados do conjunto.

Existem vários modelos de certificação. No Brasil, o principal deles é a ONA.

ONA (Organização Nacional de Acreditação)

A ONA é uma das principais instituições brasileiras relacionadas à qualidade dos serviços de saúde e à segurança do paciente. Os hospitais e demais organizações da área de saúde optam por essa acreditação por ela permitir uma melhora nos quesitos de gestão, elevação da qualidade dos serviços, maior segurança dos profissionais e pacientes e a valorização da marca.

Existem três graus de acreditação: Acreditado, Acreditado Pleno e Acreditado com Excelência. O primeiro grau é responsável por processos ligados à segurança dos pacientes. O grau de acreditado pleno tem um adicional para a organização, que é ter planejamento e organização na gestão integrada.

A acreditação com excelência é o nível mais completo. Ela engloba todas as premissas e procedimentos para fazer com que o hospital tenha excelência na gestão. Em outras palavras, além dos benefícios das duas primeiras acreditações, o último nível permite que a organização tenha uma cultura organizacional propícia para sempre buscar melhorias, visando resultados positivos e a consolidação da marca no mercado.

Joint Commission International

Essa acreditação hospitalar é uma ONG, criada em 1994 e que atua em mais de 90 países. Os principais parâmetros adotados por essa entidade se dão sobre os direitos dos pacientes e familiares, utilização de indicadores de segurança internacionais, acesso ao tratamento e a sua continuidade e a capacitação dos profissionais de saúde.

Os prontuários também passam por alterações, tornando mais simples o processo de análise de dados e a administração dos resultados, o que facilita a tomada de decisão e o acompanhamento dos pacientes.

NIAHO – Acreditação Nacional Integrada para Organizações de Saúde

Outra acreditação de nível internacional é a NIAHO, que tem várias normas focadas na conquista de resultados mais eficientes e eficazes. O grande diferencial dessa opção está nos ensinamentos e conhecimentos em gestão de riscos que ela proporciona.

Além de prover medidas nos âmbitos da proteção à vida e da saúde do paciente, a gestão de riscos permitirá que todas as questões ligadas à avaliação de um paciente e todos os procedimentos relacionados à alta sejam mais bem controlados, evitando erros e prejuízos para a saúde dos enfermos.

HIMSS – Healthcare Information and Management Systems Society

A revolução tecnológica que estamos vivenciando no dia a dia também chegou aos processos de acreditação hospitalar. A HIMSS é uma corporação sem fins lucrativos, com a missão de utilizar a tecnologia da informação para melhorar a assistência e a prestação dos serviços em hospitais.

Essa acreditação se baseia nos requisitos mínimos que um hospital deve implementar para a utilização de um prontuário eletrônico. Em toda a América Latina, apenas um hospital tem o nível mais alto dessa acreditação.

Accreditation Canada

A Accreditation Canada tem como principal objetivo capacitar os hospitais a atuarem com extrema qualidade e segurança, garantindo a alta performance na operação. Fundamentado em 3 princípios (governança clínica, medicina de evidência e sobrecarga dos colaboradores), essa acreditação permite que haja um completo entendimento dos processos e na eliminação do fluxo de padronização.

Os resultados apresentados, ao utilizar essa acreditação, nada mais são do que ter processos internos com certo grau de perfeição, reduzindo a burocracia e otimizando o tempo dos profissionais de saúde, o que permite que eles possam ser mais produtivos e prestar um melhor atendimento.

Existem diversas vantagens da acreditação hospitalar. Como já dito anteriormente, as principais têm haver com uma melhor gestão hospitalar, melhora na assistência e garantia de segurança para o paciente.

Por meio da acreditação hospitalar, é possível implementar na instituição de saúde um processo de educação continuada. Mas para garantir que você obtenha melhoria de processos é importante aproveitar esse momento de acreditação e também investir na formação de profissionais voltados ao Lean Healthcare, um método que tem ganho cada vez mais visibilidade devido ao alto impacto no cuidado e qualidade do atendimento ao paciente.

Você pode baixar gratuitamente o eBook Lean Healthcare: Guia da Gestão de Processos na Área da Saúde.

E aí, gostou do nosso artigo? Que tal aprender agora sobre como preparar uma reunião de passagem de plantão? Não perca essa oportunidade!

No votes yet.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *