Saiba mais: 14 princípios de Deming e o modelo Toyota de produção

Em busca de reduzir seus custos e realizar a produção com o mínimo de desperdício, as empresas encontram no Lean um caminho atingir esses objetivos. Mas o que é uma empresa Lean? Como nos tornamos uma?

O que vamos discutir aqui são os princípios encontrados no livro “Saia da Crise” escrito por W. Edwards Deming.

Publicado em 1986, Deming descreveu em seu livro 14 princípios aos quais constituiam a sua teoria revolucionária da gestão.

Vamos falar também das empresas Lean, mais especificamente vamos tomar como exemplo a Toyota, onde encontramos o modelo dos 4 P´s e 14 princípios que fundamentam o Sistema Toyota de Produção.

Continue acompanhando para saber mais!

eBook – Lean Manufacturing, tudo que você precisa saber!

As metodologias Lean e Seis Sigma são bastante utilizadas pelas empresas no mercado atual. Porém, muitos profissionais ainda têm dúvidas sobre cada uma, como funcionam e o que difere as duas filosofias de gestão.





Capa eBook - Lean Manufacturing, tudo que você precisa saber!

14 princípios de Deming

1º princípio

Estabeleça constância de propósitos para a melhoria do produto e do serviço, objetivando tornar-se competitivo e manter-se em atividade, bem como criar emprego;

2º princípio

Adote a nova filosofia. A administração ocidental deve acordar para o desafio, conscientizar-se de suas responsabilidades e assumir a liderança no processo de transformação;

3º princípio

Deixe de depender da inspeção para atingir a qualidade. Elimine a necessidade de inspeção em massa, introduzindo a qualidade no produto desde seu primeiro estágio;

4º princípio

Cesse a prática de aprovar orçamentos com base no preço. Ao invés disto, minimize o custo total. Desenvolva um único fornecedor para cada item, num relacionamento de longo prazo fundamentado na lealdade e na confiança;

5º princípio

Melhore constantemente o sistema de produção e de prestação de serviços, de modo a melhorar a qualidade e a produtividade e, consequentemente, reduzir de forma sistemática os custos;

6º princípio

Institua treinamento no local de trabalho;

7º princípio

Institua liderança. O objetivo da chefia deve ser o de ajudar as pessoas e as máquinas e dispositivos a executarem um trabalho melhor.

A chefia administrativa está necessitando de uma revisão geral, tanto quanto a chefia dos trabalhadores de produção;

8º princípio

Elimine o medo, de tal forma que todos trabalhem de modo eficaz para a empresa;

9º princípio

Elimine as barreiras entre os departamentos. As pessoas engajadas em pesquisas, projetos, vendas e produção devem trabalhar em equipe, de modo a preverem problemas de produção e de utilização do produto ou serviço;

10º princípio

Elimine lemas, exortações e metas para a mão-de-obra que exijam nível zero de falhas e estabeleçam novos níveis de produtividade.

Tais exortações apenas geram inimizades, visto que o grosso das causas da baixa qualidade e da baixa produtividade encontram-se no sistema, estando, portanto, fora do alcance dos trabalhadores;

11º princípio

Elimine padrões de trabalho (quotas) na linha de produção. Substitua-os pela liderança; elimine o processo de administração por objetivos.

Elimine o processo de administração por cifras, por objetivos numéricos. Substitua-os pela administração por processos através do exemplo de líderes;

12º princípio

Remova as barreiras que privam o operário horista de seu direito de orgulhar-se de seu desempenho.

A responsabilidade dos chefes deve ser mudada de números absolutos para a qualidade; remova as barreiras que privam as pessoas da administração e da engenharia de seu direito de orgulhar-se de seu desempenho.

Isto significa a abolição da avaliação anual de desempenho ou de mérito, bem como da administração por objetivos

13º princípio

Institua um forte programa de educação e auto-aprimoramento.

14º princípio

Engaje todos da empresa no processo de realizar a transformação. A transformação é da competência de todo mundo.

14 Princípios do Modelo Toyota

Os 4 P´s referem-se, do inglês: Filosofia (Philosophy), Processos (Process), Pessoas e parceiros (Peoples and partners) e Melhoria continua (Problem solving). Vamos falar um pouco sobre cada um, encaixando os 14 princípios.

Tal quais os 14 pontos de Deming, também existe os 14 princípios da Toyota de seu modelo de gestão. Vocês sabem quais são? No artigo de hoje vamos mostrar quais são os 14 Princípios do Modelo Toyota.

Depois, trataremos de cada um deles mais detalhadamente nos post subsequentes. Espero que gostem.

  • Basear as decisões administrativas em uma filosofia de longo prazo, mesmo em detrimento de metas financeiras de curto prazo.
  • Criar um fluxo de processo contínuo para trazer os problemas à tona.
  • Usar sistemas puxados para evitar a superprodução.
  • Nivelar a carga de trabalho (heijunka). (Trabalhar como a tartaruga e não como a lebre).
  • Construir uma cultura de parar e resolver os problemas, obtendo a qualidade logo na primeira tentativa.
  • Tarefas padronizadas são a base para a melhoria contínua e a capacitação dos funcionários.
  • Usar controle visual parar que nenhum problema fique oculto.
  • Usar somente tecnologia confiável e completamente testada que atenda aos funcionários e processos.
  • Desenvolver líderes que compreendam completamente o trabalho, que vivam a filosofia e a ensinem aos outros.
  • Desenvolver pessoas e equipes excepcionais que sigam a filosofia da empresa.
  • Respeitar sua rede de parceiros e de fornecedores desafiando-os e ajudando-os a melhorar.
  • Ver por si mesmo para compreender completamente a situação (genchi genbutsu).
  • Tomar decisões lentamente por consenso, considerando completamente todas as opções; implementá-las com rapidez.
  • Tornar-se uma organização de aprendizagem por meio da reflexão incansável (hansei) e da melhoria continua (kaizen).

Bom, agora que já sabem os princípios da Toyota, dou uma sugestão. O imprima e o coloque próximo a sua mesa, para que ao tomar decisões ou agir você lembre-se deles. A cultura da empresa é feita de princípios e, a cultura é aquilo que os funcionários fazem quando a direção e a gerência não estão vendo. Qual é a cultura da sua empresa? E os princípios? Tem orgulho dela? Boa reflexão.

Aproveito para convidar você para conhecer nosso curso de Lean. Ou se você quiser saber mais sobre como implantar o Lean em sua empresa, acesse o link e saiba mais!





3 respostas

Trackbacks & Pingbacks

    Deixe uma resposta

    Want to join the discussion?
    Feel free to contribute!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.