3 motivos para ser Green Belt

3 motivos para ser Green Belt!

Descubra por que o Green Belt é um profissional tão requisitado no mercado de trabalho

3 motivos para virar um green belt – As pessoas têm cada vez mais buscado cursos para ganhar conhecimento e enriquecer o currículo. Como professor de pós-graduação da Unicamp, às vezes sou solicitado a indicar um curso que possa aumentar a habilidade de solução de problemas e uma ótima opção têm sido os cursos de Seis-Sigma, que ajudam trabalha as habilidades necessárias para o desenvolvimento de mudanças que resultam em melhoria.

Outro dia, conversando com o diretor de uma grande empresa, ouvi sua preocupação em relação a concorrência dos produtos chineses, muito mais baratos e cada vez com qualidade maior. Segundo ele, para que sua empresa sobrevivesse no mercado só restava uma opção: encontrar formas de reduzir o custo de produção sem piorar a qualidade de seus produtos. Disse para ele que o tipo de profissional que ele precisava eram os Green Belts.

O que são Green Belts

São profissionais com a habilidade para executar projetos de melhoria. Podem trabalhar em qualquer tipo de processo organizacional, seja na área produtiva ou administrativa, e que além das atividades de rotina, tem um tempo dedicado a reestruturar os processos e produtos da organização para que os problemas parem de acontecer.
De um Green Belt ainda não é esperado grande habilidade de liderança e durante o curso você aprenderá ferramentas úteis para reduzir custos e problemas de qualidade em qualquer tipo de processo, produto ou serviço.

Os três motivos para investir em um curso Green Belt

Desenvolver habilidade para analisar dados

Com uma quantidade cada vez maior de dados disponíveis, é preciso saber extrair informação deles para suportar a tomada de decisão. Por exemplo

  • Quanto de estoque é necessário para atender nossos clientes de tal forma que não aconteça perda de vendas nem tenhamos muito dinheiro imobilizado?
  • Qual estratégia utilizar para aumentar a satisfação dos nossos clientes? Devemos investir em melhorar a qualidade do produto? Ou é o serviço de pós-venda o grande problema?
  • Qual a melhor configuração de nossa injetora de tal maneira para que o tempo de ciclo e os refugos sejam reduzidos ao máximo?

Essas perguntas são recorrentes e quando você consegue a resposta adequada para elas, então você tem um diferencial.
As habilidades de planejar a coleta, coletar e analisar os dados deveriam fazer parte do conhecimento do profissional de qualquer área, mas muitas vezes isso não acontece. Por isso é cada vez maior a procura por um curso de Green Belt.

Aumentar a taxa de sucesso de seus projetos

Somos avaliados pela qualidade do nosso trabalho. O prof. Ademir Petenate brinca em seus cursos que os colaboradores de qualquer organização são pagos basicamente para:

1. Produzir
2. Resolver problemas que acontecem por produzir com defeito e
3. Desenvolver melhorias para evitar que os problemas voltem a acontecer

É claro que nenhum investidor fica feliz em pagar para o trabalho envolvido no item 2. Além disso, somos envolvidos em muitos projetos voltados para o item 3. Percebo, em muitas organizações que visito, que existem ótimas ideias para o desenvolvimento de melhorias, mas poucas delas chegam a fase de implementação por faltar estrutura e conhecimento sobre como se trabalha com melhoria.

O profissional Green Belt desenvolve durante sua formação as habilidades e ferramentas que potencializam os ganhos de seus projetos tornando as iniciativas em projetos finalizados e é por essa razão que esse tipo de profissional tem sido cada vez mais requisitado no mercado.

Aumentar os rendimentos

Com uma capacidade analítica apurada, o profissional Green Belt consegue ter insights que antes não eram percebidos pela empresa, com isso gerar resultado. Por essa razão esse tipo de colaborador tem apresentado rendimentos maiores do que a média de mercado.
Em estudos recentes, temos percebidos que a remuneração média de uma pessoa com certificação Green Belt é de 15-20% maior do que um profissional com currículo similar, mas sem essa especialização. Isso é facilmente explicado pela escassez desse tipo de conhecimento entre os postulantes a vagas de emprego e pelo retorno que um profissional com esse currículo traz para a empresa.

Fica o convite para você assistir a palestra do prof. Ademir sobre melhoria ou conhecer nosso curso de Green Belt, uma maneira completa e estimulante para você obter sua certificação.

4 respostas
  1. Leonardo Campos
    Leonardo Campos says:

    Gostaria de receber outros assuntos abordando o tema. Fiz um treinamento de yellow belt pela INDG, e isto me ajudou muito a entender os problemas e buscar as causas na minha organização. Por isso que me interesso bastante.

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *