Business Model Canvas: por que ele é importante para as empresas?

O ponto de partida para qualquer reunião corporativa ou mesmo do nascimento de uma empresa deve ser a compreensão compartilhada por todos os envolvidos do modelo de negócios. Entretanto, por muitos anos, não havia um consenso na definição e na estrutura de um modelo que fosse facilmente visualizado em todas suas etapas. Foi pensando nisso que o consultor suíço Alexander Osterwalder desenvolveu em sua tese de doutorado o Business Model Canvas — o método canvas.

Usando conceitos de design thinking, Alexander criou um método que permite aos empreendedores descrever e pensar o modelo de negócios de maneira simples e fácil de ser compreendida ao mesmo tempo em que considera toda a complexidade do funcionamento de uma empresa.

Neste post, você vai entender o que é exatamente o método canvas, como ele funciona e porquê ele é tão importante nos dias atuais. Acompanhe!

O que é o Business Model Canvas?

Basicamente, o método canvas é uma ferramenta de planejamento estratégico que permite aos executivos e empreendedores descrever, pensar e visualizar os componentes mais importantes de um modelo de negócios de maneira organizada e intuitiva. A palavra “Canvas” significa “tela” em inglês, e se refere à possibilidade de enxergar a empresa em uma única janela de trabalho.

Parte do pressuposto de que um modelo de negócios pode ser melhor desenvolvido e compreendido se for dividido em nove componentes básicos que descrevem como uma empresa pretende criar valor. Esses nove componentes abrangem as quatro 4 principais áreas de um negócio: oferta, clientes, infraestrutura e viabilidade financeira.

Quais são os 9 componentes básicos do método canvas?

1. Segmento de clientes

O método canvas parte do pressuposto que, para satisfazer os clientes, a empresa deve agrupá-los em diferentes segmentos, cada qual com necessidades, comportamentos e atributos em comum. Um modelo de negócio pode definir um ou mais segmentos e, tomada a decisão, o planejamento poderá ser melhor projetado tendo como base as necessidades dos clientes.

Há diferentes tipos de segmentos. Veja alguns exemplos.

  • Mercado de massa: as propostas de valor, o relacionamento com os clientes e os canais de distribuição se concentram em um grupo uniforme com problemas e necessidades semelhantes;
  • Nicho de mercado: atendem segmentos específicos e especializados;
  • Segmentado: quando o modelo de negócio faz distinção entre segmentos com problemas e necessidades ligeiramente diferentes;
  • Diversificada: serve segmentos de clientes com problemas e necessidades muito diferentes;
  • Plataforma multilateral: servem dois ou mais segmentos de clientes interdependentes.

2. Proposta de Valor

É o motivo pelo qual os clientes escolhem entre uma e outra empresa. Cada proposta de valor é um pacote específico de serviços e produtos que supre as necessidades de um segmento de clientes. Os valores podem ser quantitativos (velocidade do serviço, preço, etc.) ou qualitativos (experiência do cliente, design, etc.). Outros elementos que contribuem para a criação de valor para o cliente são:

  • novidade;
  • desempenho;
  • personalização;
  • acessibilidade;
  • marca/status;
  • redução de custo;
  • redução de risco;
  • conveniência/usabilidade.

3. Canais

Este componente descreve como uma empresa se comunica para alcançar seu segmento de clientes e entregar uma proposta de valor. No Business Model Canvas, distinguem-se em canais diretos (equipe de vendas e vendas na web) ou indiretos (lojas próprias, lojas parceiras e atacado) e têm cinco fases distintas:

  1. Conhecimento: como ampliar o conhecimento sobre produtos e serviços;
  2. Avaliação: como ajudar os clientes a avaliarem a proposta de valor;
  3. Compra: como permitir ao cliente comprar serviços e produtos;
  4. Entrega: como levar uma proposta de valor ao cliente;
  5. Pós-venda: como fornecer suporte após a compra.

4. Relacionamento com clientes

A empresa deve definir que tipo de relacionamento quer estabelecer com seu segmento de clientes:

  • assistência pessoal;
  • assistência dedicada;
  • self-service;
  • serviços automatizados;
  • comunidades;
  • cocriação.

5. Fontes de receita

Representa o dinheiro que uma empresa ganha a partir de cada segmento de clientes. Ou seja, que valor cada segmento está realmente disposto a pagar pelos produtos e serviços?

Algumas formas de se gerar fontes de receita são:

  • taxa de uso;
  • venda de recursos;
  • empréstimos/aluguéis;
  • licenciamento;
  • taxa de corretagem;
  • anúncios.

6. Recursos Principais

Os recursos principais podem ser financeiros, físicos, intelectuais e humanos e permitem que uma empresa crie valor, atinja mercados, obtenha fontes de receita e mantenha um relacionamento com o segmento de clientes.

7. Atividades-chaves

As atividades-chaves do método canvas se referem às ações mais importantes que fazem o modelo de negócios funcionar e podem ser distinguidas entre:

  • produção;
  • resolução de problemas;
  • plataforma/rede.

8. Parcerias principais

Quais são os principais parceiros e fornecedores que fazem o modelo de negócios funcionar? As parcerias principais são categorizadas em 4 tipos:

  1. alianças estratégicas entre não competidores;
  2. competição;
  3. joint ventures;
  4. relação comprador-fornecedor.

9. Estrutura de custo

A estrutura de custo do Business Model Canvas descreve todos os custos envolvidos no funcionamento de um modelo de negócios. São facilmente calculados depois de definidos os recursos principais, as atividades-chaves e as parcerias principais.

Por que o Business Model Canvas é tão importante para as empresas?

Veja bem, o método canvas não invalida um plano de negócios tradicional. O que acontece é que, geralmente, o plano de uma empresa fortemente estruturada tende a ser extenso, de difícil visualização e, muitas vezes, de ser compreendido. Já o canvas possibilita uma rápida visualização macro de como o modelo é estruturado e executado. Confira outras vantagens do método:

  • facilita a visualização e a compreensão do plano de negócio;
  • otimiza o processo de desenvolvimento do plano;
  • é de fácil elaboração e execução;
  • reduz falhas na comunicação interna da empresa e de planejamento;
  • facilita a apresentação do modelo a investidores e parceiros;
  • é flexível, já que permite alterações no modelo de acordo com o momento atual da empresa.

Quais outros modelos canvas estão disponíveis no mercado?

A partir do método original, vários outros modelos surgiram para contemplar as necessidades e especificidades de cada setor ou perfil de empresa. Veja quais são os mais utilizados.

Innovation Management Canvas (IMC)

Tem foco no planejamento de programas de inovação corporativa e pressupõe a definição de 8 elementos básicos:

  1. estratégia;
  2. pessoa;
  3. estrutura;
  4. processo;
  5. relacionamentos;
  6. liderança;
  7. cultura;
  8. funding.

Lean Canvas (LC)

É uma variação IMC, mas voltado para startups e permite criar diferentes modelos de negócio inovadores. Em relação ao Business Model Canvas, foram trocados os elementos Relacionamento, Recursos, Atividades e Parceiros por Barreira de Imitação, Indicadores, Solução e Problemas.

Project Canvas (PC)

É focado no planejamento e controle da execução de projetos e permite colocar todas as fases de planejamento e implementação de um projeto em uma mesma tela.

Business Model You (BMY)

Foi adaptado do método canvas para possibilitar o planejamento de carreira e permite refletir e visualizar de maneira ampla sobre elementos essenciais para o desenvolvimento profissional, como: recursos, parceiros, clientes e atividades.

O Business Model Canvas revolucionou a forma de pensar sobre os modelos de negócios e oferece aos empreendedores ferramentas simples e poderosas que permitem a elaboração, a análise, o planejamento, a compreensão, visualização e a implementação de modelos inovadores. Foi feito para aqueles que estão prontos para abandonar métodos ultrapassados e abraçar formas mais modernas e inovadoras de criar valor.

E aí, gostou de conhecer mais sobre o Business Model Canvas? Caso tenha gostado de aprender sobre o método canvas e quer continuar a se informar sobre o assunto, siga-nos no Instagram, no Facebook e no LinkedIn!

No votes yet.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta