Como surgem os Vampiros corporativos

Como surgem os Vampiros corporativos

Como surgem os Vampiros corporativos 

Tomem cuidado com algumas informações que nos chegam. Elas podem rapidamente serem tomadas como verdade. Consideremos o relato do De Bono sobre como surgiu a lenda dos vampiros.

A história começa com a senhora Elizabeth Bartolo. Algumas pessoas disseram a ela que se tomasse banho com o sangue de jovens virgens, ela nunca iria envelhecer. Então, ela pediu aos seus empregados fossem atrás de virgens com o intuito de encontrar o sangue para o seu banho da juventude. Seguindo suas ordens os servos localizaram as virgens, retiram seu sangue e jogaram seus corpos sem sangue nas redondezas da propriedade. Quais eram as possibilidades?

Há uma doença sanguínea chamada porfiria que possui graves sintomas e um dele é o surgimento de erupções na pele causadas pela exposição à luz do sol. Por isto, portadores desta doença passam os dias se escondendo do sol e só saem à noite, o que os torna extremamente pálidos. Outro sintoma é o sangramento das gengivas. Imaginem se vocês conhecessem alguém com pele pálida, que não pode expor-se ao sol, só saindo à noite e ainda assim o visse com as gengivas sangrando?

As chances de você acreditar que vampiros existem começam a aumentar, não?

Tudo isto aliado a corpos sem sangue encontrados próximos a casa da senhora Elizabeth resultaram na crença em vampiros. Como adicional, fala-se que os vampiros tem alergia a alho. Por sorte, duas pessoas que eu conheço e que tem esta doença são alérgicas ao alho. Desta maneira a possibilidade vai tornando-se cada vez mais uma certeza de que os vampiros existem.

Possibilidades com uma boa história podem rapidamente tornarem-se fato e crença. Assim, é importante desconfiarmos das possibilidades e aceitarmos que elas possuem uma enorme importância na forma como pensamos. Dito isto, cuidado com seus modelos mentais e com as explicações e teorias que ouvem diariamente. Muitas reuniões para análises de não conformidades podem acabar atribuindo o problema aos vampiros e lobisomens. Olho aberto.

 

*O que é porfiria?

É um conjunto composto por cerca de oito doenças diferentes, todas de caráter genético, além de também poderem ser de forma adquirida, decorrentes de disfunções enzimáticas durante a síntese do heme. Com isto ocorre uma acumulação e uma superprodução de precursores do metabolismo.

A palavra “porfiria” possui origens gregas e remete a algo como “pigmento roxo”. Este nome também possui relação com a aparência arroxeada do fluído corporal que as pessoas portadoras produzem durante uma crise. Devido aos sintomas produzidos pela porfiria, esta foi, muitas vezes, utilizada para explicar as lendas dos lobisomens e dos vampiros.

2 respostas
  1. admin says:

    Eles surgem com as “verdades” construídas. Criam-se pelos corredores ao inventarem histórias e lendas sobre mitos do passado. Sobre mudanças que não deram certo, sobre pessoas que não devemos falar e etc.

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.