Design Thinking, Lean e Agile: entenda quais as diferanças entre eles!

Você já ouviu falar em Design Thinking, Lean e Agile? São metodologias de trabalho que podem ser aplicadas em todas as áreas.

São utilizadas para otimizar as atividades e fazer com que as organizações pensem de forma mais estratégica, com foco nos usuários de seus produtos ou serviços.

Apesar de serem métodos interessantes e bastante debatidos no meio empresarial contemporâneo, não é raro encontrarmos analistas de processos e empresários que façam confusão entre os termos.

Caso queira aprender como melhor utilizá-los no seu negócio, conheça nossos cursos de Green Belt e Black Belt.

Foi por conta disso que desenvolvemos este artigo, para que você conheça mais sobre Design Thinking, Lean e Agile.

E para que saiba como trabalhá-las juntas e também de forma isolada na sua empresa. Continue conosco e fique bem informado sobre o assunto!

Entenda os conceitos de Design Thinking, Lean e Agile

O primeiro passo para implementar estratégias de Design Thinking, Lean e Agile na sua empresa é entender o conceito de cada uma dessas técnicas. Para que possa executá-las em sua empresa, visando a uma boa experiência do cliente. Entenda agora!

Design Thinking

Design Thinking, em tradução livre, significa “pensamento de designer” e é isso mesmo que essa metodologia propõe. A ideia é que os profissionais de qualquer área desenvolvam o seu pensamento assim como um designer.

Isso se justifica porque os designers são profissionais que analisam todos os cenários e contextos para desenvolver layouts. Além de aplicar conceitos visuais que proporcionem uma boa experiência para os clientes.

Ao criar um site de uma empresa, por exemplo, o designer avalia as cores aplicadas, os melhores locais para colocar os textos, onde os botões ficariam mais intuitivos para o usuário etc.

A ideia é que essa mesma habilidade seja transportada para outras áreas da empresa.

No setor de atendimento, por exemplo, podem ser feitos estudos para verificar qual é a melhor maneira de solucionar problemas do cliente.

Na área de vendas, deve-se pensar em como abordar os prospects de forma que eles se tornem clientes da organização etc.

Lean

O Lean é uma filosofia que vem sendo cada vez mais aplicada na indústria 4.0 e que surgiu justamente no meio industrial, em pesquisas sobre a gestão de pessoas realizadas no Vale do Silício.

Existem várias classificações ou tipos de Lean. Os principais deles são os seguintes:

  • Lean startup;
  • Lean Six Sigma;
  • Lean product;
  • Lean Analycts;
  • Lean UX; entre outros.

De maneira geral, o Lean serve para agilizar e gerenciar startups, pois garante que os produtos sejam produzidos mais rapidamente. Para colocar essa metodologia em prática, é necessário que os empresários enxuguem as atividades da empresa, utilizando um Canvas.

Também é necessário testar hipóteses e novos métodos de produção, trocando ideias com possíveis clientes ou compradores de seus produtos. A essa ação é dado o nome de Customer Development.

Agile

O Agile é um mindset utilizado para a construção de softwares. Trata-se de um método em que os sistemas são criados de modo que possam ser facilmente editados no futuro.

Uma vez que as demandas das empresas mudam muito, quase que da noite para o dia, na contemporaneidade, tal quesito se mostra necessário.

Além disso, o método Agile realiza abordagens interativas e documenta experiências para que melhorias sejam implementadas. Pode-se implementar uma melhoria para evitar a ocorrência de algumas imprecisões.

Isso pode acontecer, por exemplo, quando ocorre a implementação de um software de gestão na empresa e os analistas observarem que, ao operá-lo, um mesmo erro se repete.

O Agile entende que aquilo que é uma solução hoje pode não ter a mesma eficácia amanhã e é por isso que os softwares devem ser sempre programados, de modo que alterações possam ser realizadas de forma rápida, em um curto espaço de tempo.

Veja como essas estratégias podem ser aplicadas em conjunto

O Design Thinking, o Lean e o Agile são métodos que funcionam de forma separada, mas que podem formar um ciclo de melhoria contínua quando trabalhados juntos. Isso porque, se você observar bem, um complementa o outro.

No Design Thinking, identificam-se os problemas com antecedência, analisando as suas possíveis causas e já antecipando consequências ruins. Logo, tudo é feito de forma otimizada e pensando em desenvolver produtos perfeitos.

Já na metodologia Lean, os processos produtivos são enxugados, para que as atividades industriais possam ser executadas mais rapidamente e com resultados mais positivos.

O Agile, por sua vez, utiliza o conhecimento sobre os processos produtivos da organização para criar softwares. Tais softwares têm o objetivo de agilizar a produção e também podem contar com antecipações de demandas, o que acontece ao se pensar como designer.

Para que as três estratégias funcionem com sinergia, no entanto, é preciso ter disciplina e prática. Algumas empresas chegam a adotar um método que é originário dos treinamentos do exército, chamado de iniciativa disciplinada.

Nesse tipo de treinamento, os soldados são orientados para executarem os movimentos que precisam fazer em combates. Nas empresas, isso pode ser adaptado para que se possa observar as oscilações de mercado, por exemplo.

Saiba como as métricas possibilitam a tomada de decisão e o aprendizado

O consultor em ciências de decisão e atuariais, Douglas W. Hubbard, tem uma frase interessante sobre o uso de métricas nas organizações. Ele diz que “se uma mensuração importa, é porque ela deve ter algum efeito concebível nas decisões e no comportamento”.

Isso quer dizer que as métricas devem ser acompanhadas nas empresas e servir como base para a implementação de estratégias, como Design Thinking, Lean e Agile, entre outras.

Em uma indústria, se houver uma grande quantidade de produtos refugados, pode significar que há algo errado em alguma etapa da linha de produção. Essa métrica pode ser aproveitada para a aplicação das estratégias que debatemos. O mesmo pode ser aplicado em diversas áreas da empresa.

As técnicas de Design Thinking, Lean e Agile, como podemos observar, podem ser aplicadas na empresa e conquistar resultados positivos para o seu negócio.

Por isso, não deixe de aplicá-las e de tornar a sua organização ainda mais eficiente. Nós, da Escola EDTI, temos sempre bons materiais que podem ajudar nessa implementação.

Um deles é o nosso e-book “O guia completo de implementação Lean”. Baixe e saiba como utilizar esse método na sua empresa!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.