Governança corporativa

Características e vantagens de uma boa Governança Corporativa

publicado em | atualizado em

A Governança Corporativa é um termo que se tornou bastante popular no mundo dos negócios nos últimos anos.

O conceito descreve todas as ações e práticas aplicadas na gestão de um negócio para ter os melhores resultados possíveis.

Ainda que ele tenha ganhado popularidade, muitas pessoas ainda têm dificuldade em entender sua definição.

Para entender as características da Governança Corporativa e suas vantagens, é só continuar lendo.

O que é Governança corporativa?

O que é Governança corporativa?

Chamamos de Governança Corporativa o conjunto das melhores práticas administrativas que um gestor deve ter em sua organização para melhorar os resultados.

Elas precisam ser bastante abrangentes, capazes de abraçar diferentes aspectos do negócio.

É importante incluir ações de planejamento, comunicação, relacionamento com os colaboradores e com a clientela – apenas para citar alguns exemplos.

No fim, o objetivo é aumentar a confiabilidade da organização junto a seus stakeholders (sócios, acionistas, fornecedores, funcionários e outras partes interessadas) por meio de um bom desempenho comercial.

Boas práticas de governança devem ser capazes de traduzir princípios básicos da gestão em recomendações objetivas sobre o que precisa ser feito para garantir o andamento dos negócios no cotidiano da produção.

4 pilares da governança corporativa

4 pilares da governança corporativa

Quando falamos em boa governança, isso tudo pode soar um pouco genérico e vago.

Para que não reste dúvidas, o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) esclarece em seu site quais são os quatro pilares da estratégia.

Confira abaixo mais detalhes sobre cada um desses aspectos.

Equidade

O foco da Governança Corporativa é conduzir a gestão de modo a agradar todos os stakeholders daquela organização.

Isso é alcançado por meio da equidade, um conceito que precisa guiar as ações do gestor desde sempre.

Esse pilar defende um tratamento justo e isonômico para todas as partes envolvidas, levando em consideração os direitos e deveres de cada um.

A equidade não é necessariamente sobre um tratamento igual, mas, principalmente sobre dar a cada um conforme suas necessidades.

Transparência

A equidade não poderá ser alcançada se não houver transparência nas ações e estratégias adotadas pelo gestor.

Isso significa não divulgar apenas aquelas informações que são públicas por obrigação legal.

A real transparência está pautada em fornecer aos stakeholders todas as informações que possam ser de seu interesse, inclusive aquelas que porventura não dizem respeito às finanças.

Prestação de contas

De nada adianta os agentes da governança realizarem um trabalho impecável se eles não se esforçam em prestar contas sobre suas escolhas.

É obrigação de gestores e gerentes manter uma comunicação clara, concisa e transparente sobre suas ações.

Somente por meio da prestação de contas – accountability¸ em inglês –, o agente da governança pode assumir integralmente a responsabilidade por suas ações.

Responsabilidade corporativa

Por último, mas não menos importante, esse pilar fala sobre toda a responsabilidade da empresa frente aos stakeholders, à sociedade e o meio-ambiente.

Dentro da governança, esse item reforça a importância de reduzir as consequências negativas do modelo de negócio para agentes de dentro e de fora da organização.

Ainda, deve existir a preocupação de manter a viabilidade econômica da empresa por tempo indefinido.

Objetivos da Governança Corporativa

O grande objetivo da Governança Corporativa é aumentar os níveis de confiança depositados na organização por seus stakeholders.

Mas, isso não acontece sem antes atingirmos alguns outros objetivos intermediários.

Uma boa gestão alinhada aos princípios da governança é transparente e, portanto, capaz de evitar e fiscalizar a ocorrência de atos ilícitos ou imorais dentro da empresa.

Ela ainda vai contribuir para uma melhora na comunicação de maneira geral pois reafirma a importância de fazer a informação circular até quem interessa.

Podemos falar também sobre como a equidade contribui nesse sentido, pois evita ruídos na comunicação ao distribuir os direitos e deveres de maneira justa.

Por fim, a Governança Corporativa trabalha de maneira bastante ampla para garantir o bem-estar de trabalhadores, o lucro de sócios e investidores e a sustentabilidade dos negócios.

Como executar uma boa Governança Corporativa?

Se você se interessou pela Governança Corporativa, não perca tempo e incorpore-a já em sua gestão de maneira definitiva.

Cada um de seus pilares nos dá dicas valiosas sobre o que precisa ser feito.

Para executar uma boa governança, é importante ter bem-definidas as questões societárias, assim como os fluxos de trabalho para que não reste dúvidas.

A transparência deve acompanhar as ações sempre que possível, transmitindo as informações relevantes aos stakeholders por meio da prestação de contas.

Isso pode ser feito com o auxílio de um Conselho de Administração e/ou Consultivo que vai ajudar no processo decisório.

Conclusão

A Governança Corporativa define o conjunto de práticas necessárias para uma gestão responsável e que preza pela sustentabilidade dos negócios.

Na prática, uma boa governança tem objetivo de atender as necessidades dos stakeholders com equidade e garantir que todas as ações da organização estejam dentro da legalidade e da ética.

Para aprender mais sobre esse e outros conceitos importantes para gestão, continue acompanhando nosso blog!

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]