Não seria melhor se…

Não seria melhor se…

Não seria melhor se pudéssemos com mais facilidade criar um mundo melhor? Se pudéssemos contar com pessoas capazes de fazer melhor em locais como o departamento de trânsito da nossa cidade, o ministério da saúde, da educação, da fazenda…? Mas a verdade é que não conseguimos melhorar tudo o quanto queremos.

Uma pergunta (talvez não tão óbvia) que surge frente à realidade é: “Por que não somos capazes de melhorar as coisas ao nosso redor?”. Tomando por base nossos trabalhos, vamos responder esta pergunta. Ao sermos contratados por uma empresa, nosso primeiro passo lá dentro é realizar a integração, aonde nos ensinam sobre a empresa, suas normas, sua história e seu negócio. Em seguida, somos conduzidos ao nosso setor, onde algum funcionário mais experiente (ou o chefe) nos instrui sobre a rotina diária. Assim, dia após dia, vamos nos tornarmos mais experientes acerca da rotina que executamos. Durante todo o período que lá estamos raramente somos instruídos a refletir sobre nossas atividades. Treinam-nos para executar os processos rotineiros (sejam lá como eles forem…), mas não para melhorá-los.

Desenvolver ideias totalmente inovadoras

Muitos podem pensar que várias empresas tem um departamento de melhoria de processos, com pessoas trabalhando focadas em resolver os problemas alheios na companhia. Quem trabalha nestes setores (nosso caso nos projetos de consultoria) sabe que melhorar processos é uma atividade delicada. Não há como desenvolver ideias totalmente inovadoras sem a ajuda e a dedicação dos envolvidos neles diariamente, e esta dedicação é de extrema importância, uma vez que a maioria das soluções saem de quem está na linha de frente (operadores, analistas, etc.). Muita comunicação entre o incumbido da melhoria e estes envolvidos mais diretos é necessária, trabalhando diversos aspectos, até mesmo psicológicos, modelando pouco a pouco a mentalidade dos mesmos para que eles enxerguem as maneiras de melhoria e ensinando-lhes as técnicas para desenvolver estas mudanças.

Talvez este seja o verdadeiro motivo pelo qual não possamos melhorar de fato as coisas ao nosso redor. Falta-nos a cultura da melhoria e as técnicas necessárias para chegar lá. Nossa experiência mostra que a maioria das empresas que investem em passar essa mentalidade e estas técnicas aos funcionários é capaz de se sobressair no mercado. Em nossos cursos procuramos fazer justamente isso com nossos alunos, mostrando-lhes a importância de estudar e refletir seus processos para que possam melhorá-los, além de ensinar-lhes as técnicas necessárias. Alguns exemplos de cursos que abordamos os aspectos da melhoria são o de Green Belt, Black Belt e nossos cursos de Lean. Com eles, procuramos tornar as pessoas mais capacitadas, e, quem sabe eventualmente uma delas possa melhorar o nosso caminho para casa, ou salvar a nossa vida reduzindo a fila em um hospital.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *