O que é o Seis Sigma e as suas diferentes certificações?

Profissionais que obtém a certificação Green Belt foram habilitados, através de um curso específico, na metodologia Seis Sigma, que visa a melhoria de processos de produção. O especialista Green Belt é, então, capaz de aplicar os preceitos do método Seis Sigma em empresas e outras organizações.

Um Green Belt não tem a especialização de um Black Belt ou Master Black Belt, mas é responsável por liderar equipes de colaboradores dentro dos processos de melhoria. Apesar de não ter a graduação máxima dentro da metodologia Seis Sigma, os profissionais Green Belt precisam estar sempre atualizados e serem capazes de aplicar as ferramentas.

Hoje iniciaremos uma sequência de posts no qual iremos abordar a metodologia Seis Sigma em todos seus aspectos. O que isso quer dizer exatamente? No post de hoje vamos explicar melhor sobre o que se trata a metodologia Seis Sigma e daremos continuidade ao assunto abordando outros tópicos importantes. 

Nosso objetivo é dar atenção a metodologia que move nossa empresa, e a qual será um diferencial em sua carreira!

eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!

O grande resultado do Seis Sigma é redução de custos. Sem comprovação dos resultados financeiros, um projeto Seis Sigma não é aprovado, o que gera um compromisso por parte dos participantes do projeto em entregar resultados e não somente ideias e diagnósticos. A maneira mais rápida é dar o primeiro passo e adquirir o conhecimento necessário para a implementação de melhorias. Participar de um curso para ganhar habilidade necessária na aplicação das ferramentas é essencial!





Capa eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!

A metodologia Seis Sigma foi desenvolvida na gigante de telecomunicações Motorola, na década de 1980, pelo engenheiro Bill Smith. Nos anos 1990, foi a vez de mais uma grande corporação utilizar a metodologia, a General Electric (GE), por iniciativa do então CEO Jack Welch.

Com o sucesso alcançado por essas corporações, logo os profissionais certificados nessa metodologia passaram a ser disputados pelo mercado.

Como a metodologia é utilizada geralmente em projetos de melhoria, com começo, meio e fim, se faz necessária a criação de um grupo de colaboradores qualificados para concretizar a iniciativa.

Os profissionais envolvidos nesses projetos precisam ter algum nível de certificação, conforme o grau de dificuldade das tarefas assumidas.

Apesar da ter nascido na área fabril é cada vez mais comum a aplicação de projetos de Seis Sigma nas áreas administrativas, em empresas de serviço e empresas da área da saúde.

Certificação Seis Sigma são divididos em faixas

Os níveis de certificação Seis Sigma são divididos em faixas (belts), com cores diferentes, assim como no judô. As certificações existentes são as seguintes: White Belt, Yellow Belt, Green Belt, Black Belt e Master Black Belt. O profissional com a certificação Green Belt tem condições de gerenciar um projeto de melhoria em uma organização.

O White Belt é uma pessoa que conhece superficialmente o assunto.

O Yellow Belt representa um nível inicial de conhecimento, assim normalmente participa como integrante do grupo ou lidera projetos de menor complexidade.

O Green Belt já é um profissional com ampla formação em Seis Sigma e geralmente é designado para liderar projetos importantes para organização o que muitas vezes garante que seu trabalho esteja sempre em evidência.

Já o Black Belt muitas vezes atua como orientador e treinador de Green Belts, disseminado a cultura e acelerando os resultados dos projetos.

Para se diferenciar no mercado de trabalho e aumentar as chances de ser selecionado por uma organização, o profissional deve demonstrar preparo e excelência. Nesse sentido, possuir uma certificação Green Belt é uma maneira de o indivíduo mostrar que se preocupa com a própria formação.

Além disso, ele demonstra que possui competências que podem trazer melhorias significativas para uma organização. Se quiser entender mais sobre essa metodologia, convido você a ler Seis Sigma: o que é e como surfar nessa onda e ver o vídeo que preparamos para explicar para você com funciona cada certificação disponível abaixo.

Qual a razão de se falar tanto em Seis Sigma e em Green Belts nas melhores empresas?

Melhoria contínua, satisfação do cliente e resultados financeiros positivos. Não há dúvida de que esse tripé é o sonho de qualquer empresa, não é mesmo?

Porém, para que essa combinação se torne realidade a organização deve dispor de ferramentas apropriadas e equipe qualificada.

Nesse contexto, a metodologia Lean Seis Sigma oferece o suporte necessário para que um negócio consiga promover a qualidade dos processos, dos produtos e dos serviços, de modo a reduzir custos, atender aos anseios dos clientes e aumentar a lucratividade da empresa.

Para que tudo isso possa se concretizar, a organização precisa ter profissionais certificados na metodologia Six Sigma. Esse profissionais devem ser capazes de aplicar as técnicas de melhoria e elevar de forma significativa os resultados da empresa.

Como têm potencial para gerar importantes vantagens competitivas para um negócio, os profissionais certificados Green Belt são vistos com bons olhos pelo mercado de trabalho.

O indivíduo graduado, que apresenta uma certificação no currículo, diferencia-se da maioria em uma seleção de emprego.

Continua acompanhando nossa série para saber mais! Enquanto isso não perca tempo, faça sua inscrição em nosso curso de White Belt. É inteiramente grátis, você irá receber um certificado ao final do curso e ainda continuará aprendendo mais sobre o Seis Sigma até nosso próximo post, sensacional não é? Basta clicar aqui e comece agora.

Por que devo investir em capacitação profissional?

A qualificação profissional é uma poderosa ferramenta para aqueles que buscam se inserir no mercado de trabalho, para os que pretendem se recolocar e até mesmo para funcionários que almejam melhorar seu posicionamento dentro de uma organização.

No entanto, vale lembrar da importância de escolher um curso de qualidade, que forneça certificado e seja reconhecido. Na hora de escolher a instituição de ensino, analise sua reputação e não tenha medo de entrar em contato para esclarecer dúvidas.

É comum escutar que a causa do desemprego não é a falta de vagas, mas a escassez de candidatos realmente capacitados e aptos a ocupá-las. De fato, é o que aponta a pesquisa feita pela OCDE(Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico). Nela, o Brasil está em terceiro lugar no ranking de países com maior dificuldade em encontrar trabalhadores qualificados.

Por isso, durante o processo de recrutamento e seleção, o destaque é do profissional que possuir um currículo recheado de cursos, especializações e certificados relevantes para seu segmento de atuação. É claro, esse não é o único fator levado em consideração, mas certamente auxilia na tomada de decisão.

A capacitação também é fundamental para quem já tem um emprego e almeja ascensão profissional. Além de torná-lo realmente competente para um cargo superior, investir em estudos demonstra ao seu líder que você é proativo, dedicado e que busca evoluir constantemente.

Um curso Green Belt, por exemplo, prepara você para liderar projetos importantes de Lean Six Sigma, com foco na geração de resultados. Entenda melhor quais são seus benefícios.

O que é a Certificação Green Belt e como ela pode me beneficiar?

Durante o curso Green Belt, vários conhecimentos são desenvolvidos e praticados. Os Green Belt se formam com habilidades específicas e capacidades técnicas que colaboram na formação de um profissional completo e capacitado.

Green Belt é a certificação intermediária do Seis Sigma, que capacita o profissional para elaborar e liderar projetos de melhoria dentro de uma organização. Ou seja, além das suas tarefas diárias, ele ajuda a desenvolver projetos que têm a intenção de reestruturar determinados processos internos, contribuindo para a competitividade da empresa.

Para se tornar um especialista Green Belt é preciso realizar um curso, ser aprovado no exame e apresentar um projeto de melhoria que comprove o aprendizado de todos os ensinamentos transmitidos durante as aulas. Após o líder do processo aceitar, ocorre o reconhecimento e a certificação do aluno.

Nos dias de hoje, essa certificação é pré-requisito de entrada em diversas empresas. Afinal, os negócios carecem de colaboradores bem preparados para lidar com os inúmeros desafios do dia a dia. O olhar analítico e o comportamento transformador de um Green Belt é a chave para identificar oportunidades e solucionar problemas.

Um bom curso Green Belt fará com que você se torne um líder produtivo e eficiente, que sabe analisar cenários, lidar com dados, organizar processos e gerenciar projetos que geram resultados e alto impacto positivo.

Resumindo, ser expert em uma das metodologias mais populares no mundo corporativo contemporâneo valoriza seu currículo, abrindo portas para os melhores cargos e empregos do mercado.

Enquanto trabalham projeto a projeto, um de cada vez, o Green Belt deve se mostrar responsável, sabendo lidar com prazos e prioridades. Como responde diretamente para seu Black Belt, o Green Belt deve entender que nem sempre sua prioridade será a mesma do seu superior. Por isso, é essencial que ele seja capaz de planejar corretamente – e com antecedência – suas tarefas.

No curso Green Belt, o profissional terá contato com situações que o ajudam a desenvolver cada uma dessas habilidades. Apesar de não ter o mesmo nível de aprofundamento de um Black Belt, os profissionais certificados como Green Belt devem encarar os ensinamentos como um importante passo na carreira, capaz de alçá-los a níveis de liderança dentro de suas organizações.

Todos os fatos citados neste artigo ajudam não somente o profissional a se certificar como um bom Green Belt, mas, principalmente, auxiliam na formação de um profissional capacitado e diferenciado no mercado.

Essas características, ao serem exercitadas dentro do curso Green Belt, fazem com que o profissional desenvolva para si um perfil altamente cobiçado no mercado de trabalho. Além de um currículo recheado e qualificado, o Green Belt se torna um profissional melhor, capaz de co

Quais são as habilidades de um Green Belt?

Até aqui, você deve ter notado que os Green Belts são profissionais de grande relevância em uma corporação. E, para realizarem com sucesso todas as suas tarefas, devem possuir uma série de habilidades e competências. Veja a seguir quais são as principais.

Analisar e utilizar dados corretamente

Coletar e analisar dados é o primeiro passo para a implementação de mudanças realmente efetivas. Ao conhecer o estado atual da empresa, é possível identificar pontos de melhoria e, a partir daí, definir as diretrizes dos projetos.

Um Green Belt deve saber como utilizar as ferramentas disponíveis de maneira lógica e analítica, a fim de alcançar os melhores resultados.

Criar e desenvolver soluções

Após interpretar as informações obtidas, o Green Belt percebe quais elementos exigem melhorias. Logo, ele se empenha em elaborar soluções que contemplem essas mudanças.

A fim de desenvolver um projeto inovador, bem estruturado e organizado, é necessário encontrar o equilíbrio entre o pensamento criativo e o raciocínio lógico.

Buscar melhoria contínua

Green Belts de sucesso possuem paixão pela melhoria, estão sempre questionando os processos atuais e desejam evoluir constantemente. Eles sabem como conduzir essas mudanças, e, por isso, fazem a diferença na empresa.

Devido a essa busca incessante, esse profissional não hesita na aplicação de testes, com o objetivo de conhecer o potencial impacto do projeto e identificar possibilidades de falha. Assim, consegue garantir o bom investimento do tempo, dinheiro e mão de obra.

Ter a iniciativa de implementar mudanças

O papel do Green Belt não se limita a traçar projetos de melhoria, pois também é responsável por colocá-las em prática. Por se tratar de um profissional cheio de iniciativa, não exige muita supervisão, otimizando o tempo dos seus superiores.

Além da sua proatividade, também se destaca a organização do tempo. Afinal, ele também possui suas atividades “regulares” e sabe coordená-las adequadamente aos projetos Seis Sigma.

Saber lidar com pessoas e equipes

Implementar mudanças em uma estrutura organizacional não é um processo fácil. Muitas vezes, se encontra forte resistência por parte dos colaboradores. Sendo assim, a habilidade interpessoal é indispensável para motivar e engajar a equipe.

Como líder do projeto, não basta atribuir tarefas, gerenciar o tempo e monitorar os resultados. Também é essencial compreender o fator humano, explorando os pontos fortes de cada um, sabendo ouvir, resolvendo conflitos e se comunicando de forma clara.

Além das habilidades com dados e análises estatísticas, todo Green Belt deve ser capaz de criar histogramas e diagramas de Pareto e também saber diferenciá-los e entender quando cada um deve ser usado.

Caso você não tenha se identificado com todas as habilidades citadas, não se preocupe! Se deseja desenvolver as competências necessárias para liderar projetos bem-sucedidos, basta investir em um curso que ofereça um bom suporte ao aluno, disponibilize instrutores capacitados e possua credibilidade na área.

Quer investir na sua carreira e se tornar um Green Belt? Se inscreva aqui ou entre em contato conosco para saber mais sobre nossas certificações em Lean Six Sigma.

Daremos continuidade a nossa sequência de posts nos aprofundando mais no que se trata ser um Green Belt. Continue acompanhando para saber mais!



No votes yet.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta