Os perigos do viés da confirmação

Os perigos do viés da confirmação

Os perigos do viés da confirmaçãoNo artigo de hoje vamos falar de um assunto que é abordado no livro Manual de Melhoria, o viés da confirmação. Você sabe o que é isto? Muita gente não sabe, mas ele esta presente em quase todas as decisões que tomamos em nosso dia a dia.

O viés da confirmação é a tendência procurarmos por evidências que confirmem as crenças existentes, e não por evidências que desaconselhem estas crenças. Um importante estudo que mostra esses vícios foi realizado primeiramente por Wason em 1960 (Bazerman, 1990).

Wason apresentou a 29 participantes a sequência dos três números 2-4-6. Aos participantes foi solicitado que decidissem a regra para a sequência destes três números. Eles deveriam fazer isto através da geração de outras sequências de três números, as quais o experimentador deveria classificar como conformes ou não com a regra. Os participantes foram avisados para pararem quando tivessem descoberto a regra.

No experimento inicial de Wasons, somente 6 dos 29 participantes descobriram a regra correta, que era “qualquer três números ascendentes”, na primeira vez que pensaram que sabiam. Uma estratégia típica para os participantes julgarem incorretamente seria desenvolver a hipótese de “números aumentados de 2”. Eles deveriam então apresentar números com esta sequência ao experimentador, que deveria responder dizendo, “sim, estes números estão conforme a regra”, o que deveria confirmar suas hipóteses. Depois de diversos ciclos de confirmação eles acreditaram que sabiam a regra. Eles falharam ao não considerar uma tentativa de sequência simples, como “9-10-11”, que não confirmaria a crença na regra dos “números aumentados de 2”.

Saindo do experimento de Wason, podemos enumerar uma série de ocasiões em que o viés da confirmação aparece, são elas:
  • Torcedores fanáticos, que só leem ou acatam argumentos e informações favoráveis ao seu time, refutando todo o resto;
  • Partidários ou ativistas políticos que buscam somente informações que enalteçam os aspectos positivos do lado que estão refutando inúmeros escândalos ou provas que demonstrem ao contrário.

Mas, e nas organizações, como o viés da confirmação se manifesta? De várias formas, mas principalmente nas discussões sobre quais mudanças se fazer em projetos de melhoria. Toda vez que alguém sugere uma mudança, tem sempre alguém que se mostra contra, citando argumentos e histórias em que mudanças semelhantes foram implementadas e não deram certo.

Quando ouço este tipo de argumento me pergunto o quanto disto é verdade e o quanto é viés da confirmação. Será que as condições na implementação fracassada são as mesmas? Será que equipe tinha o mesmo perfil? Será que a mudança realmente não deu certo? Fazer estas perguntas poderão não bastar, porque o viés da confirmação é tão forte que dificilmente deixará alguém voltar atrás. Nestas ocasiões, sugiro lançar mão do experimento de Wason e mostrar como o viés da confirmação está presente. Mostrando isto, ficará mais fácil de convencer os participantes sobre o tamanho deste problema.

Fonte: Manual de Melhoria – API.

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.