Pau no IPCA

Pau no IPCA

Toda vez que o IBGE divulga o IPCA mensal é a mesma coisa. Todas as agências de notícias se apressam em divulgar uma manchete com o índice e com o acumulado nos últimos 12 meses. Segue exemplo deste mês:

“IPCA acelera a 0,35% em setembro, mas recua a 5,86% em 12 meses”

A minha dúvida é: por que isto? A verdade é que para os jornalistas só importam os dados sobre os últimos 12 meses, pois eles o comparam com a meta de inflação do governo. Os jornalistas querem somente afirmar se a inflação acumulado nos últimos 12 meses está abaixo ou acima da meta estabelecida.

Este resposta é fácil, a inflação brasileira está sempre acima da meta. O governo inclusive já fala que teto da meta virou meta. Mas qual seria a maneira mais interessante para divulgarmos a você, caro leitor, como anda a inflação? A minha predição é que seria muito mais interessante divulgarmos a inflação por meio de um gráfico de controle. Vamos lá.

Pau no IPCA

Figura 1: gráfico de controle (de individuais) com a evolução mensal do IPCA de janeiro de 2008 até setembro de 2013.

 

Figura 2: gráfico de controle (x-barra s) de 12 períodos com a evolução mensal do IPCA de janeiro de 2008 até setembro de 2013.

 

Figura 3: Média móvel de 12 meses do IPCA.

Por meio do gráfico da figura 1 é possível verificar que o governo está tentando de todo jeito “ajustar” a inflação. Quando há uma causa especial como em janeiro de 2013 (0,86%), o governo a começou a fazer várias mudanças “heterodoxas” para controlar a inflação conseguindo quase que zerar o IPCA de julho. O problema que este “tempering” tem limites. Controlar a inflação por meio destas mudanças desesperadas pode causar uma tensão muito grande e, quando o governo não mais dispuser de maneira para tal, corre-se o risco da inflação estourar os limites da meta.

Quando vemos a figura 3 este comportamento é mais pronunciado. Isto pode ser observado por meio da linha vermelha que representa a média móvel da inflação mensal nos últimos 12 meses. 

Observem as subidas e descidas contínuas da linha.

Fica a dica para os meios de comunicação. Mudem a forma como divulgam indicadores de séries temporais. Não custa nada divulgar os dados com um pouquinho mais de esmero, mostrando pelo menos um gráfico de tendência (melhor um de controle) para que o leitor possa saber qual a decisão mais certa para se tomar.

E para o ministro Guido Mantega, cuidado com suas análises. Ele disse, segundo o jornal do Brasil (http://www.jb.com.br/economia/noticias/2013/10/09/mantega-diz-que-resultado-do-ipca-mostra-inflacao-sob-controle/):

O IPCA fechou o mês de setembro em 0,35%. Em setembro do ano passado, o índice chegou a 0,57%. “Fiquei satisfeito com o ajuste de 0,35%. Ele é menor do que o IPCA de setembro do ano passado e do retrasado. Significa que a inflação está sob controle”, acrescentou.” Como vocês já viram o gráfico e a análise, gostaria que enviassem comentários sobre a declaração do ministro. Ele está errado? Certo? Louco? Mandem suas contribuições.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.