PCP: entenda o que é planejamento e controle de produção

O setor de produção de uma empresa é responsável por toda a mão de obra, pelas peças que estão em estoque e pelos demais requisitos relacionados aos custos de uma empresa.

Um gerente desse departamento administra a produção com intuito de não deixar faltar matéria-prima e para que todos os processos sejam feitos visando sempre à melhoria da qualidade.

Para isso, existe uma ferramenta chamada PCP, que pode ajudar na rotina de trabalho do gestor da área e garantir que a empresa tenha um melhor controle.

O planejamento e controle de produção (PCP) representa tudo aquilo que uma empresa precisa para melhor gerenciar sua quantidade de fabricação e suas vendas.

Além de destacar-se no mercado, que se encontra cada vez mais exigente e com diferentes opções de oferta.

Suas técnicas também mostram elementos essenciais que devem estar presentes no setor de produção. A fim de uma melhor organização e qualificação de sua mão de obra.

Para entender melhor o quão fundamental é essa necessidade dentro da metodologia Lean Six Sigma, conheça a certificação Black Belt.

Quer saber mais sobre o PCP? Então, continue lendo este artigo para entender quais são as suas etapas e a importância desse método para a previsão de demandas e ofertas na sua empresa.

PCP — planejamento para manter a qualidade

Normalmente, algumas pessoas encontram dificuldades em estabelecer uma boa produtividade no setor.

Acabam, por consequência, perdendo materiais. Ou, até mesmo, não incentivando o comprometimento dos funcionários no setor.

Na certa, elas não têm domínio de um bom planejamento para um melhor controle e uma programação das atividades na produção.

O PCP se mantém com estas três bases para poder trabalhar para um melhor resultado: planejamento, controle e programação.

Para ter ou manter a qualidade e a produtividade dentro do setor de produção, a soma dessas três máximas precisa ocorrer:

  • o planejamento, que informa detalhadamente as especificações daquilo que será produzido e quando isso ocorrerá;
  • o controle, que monitora todos os processos a fim de corrigir certos desvios na realização das atividades;
  • e a programação, que consiste nos recursos que precisam ser obtidos para que a produção ocorra sem contratempos.

As vantagens do PCP

O profissional que trabalha com o PCP tem as vantagens de trabalhar com uma ferramenta que diminui as hipóteses de ociosidade dentro da fábrica.

E que também combate os desperdícios de insumos nas etapas da programação de tarefas, organiza de forma mais assertiva o tempo de cada atividade.

Além de fazer com que a qualidade seja mantida em todos os processos dentro do departamento.

Quando se estuda sobre qualidade, é possível encontrar outras ferramentas, como diagrama de causa e efeito e gráficos de controle.

Elas buscam promover uma integração das atividades e fazer com que o gestor responsável foque em melhores resultados.

Além de aproximar, cada vez mais, a empresa de um ideal competitivo. Preparando-a para uma melhor tomada de decisão a fim de suprir quaisquer erros.

As etapas do PCP

O planejamento e controle de produção tem algumas etapas que melhoram seu fluxo. E assim acabam por envolver outros setores da empresa que também se beneficiam com a qualidade.

Seja trabalhando para melhorar as entregas nas demandas que aumentam o volume em períodos sazonais ou para criar um layout novo do setor.

Isso acontece porque, quando o foco é na melhoria, ela atinge a empresa na totalidade.

Conheça as atividades, em sua maioria, nos tópicos abaixo!

Previsão de vendas

Fazer um prognóstico da quantidade de produtos que serão fabricados para contemplar as necessidades dos clientes e preencher o estoque com um número adequado é propósito da previsão de vendas.

Ela usa métodos estatísticos para um planejamento de curto e longo prazo de uma demanda.

O que dá uma dimensão daquilo que será produzido e da quantidade de colaboradores que estarão presentes para cada etapa de produção.

Esse controle de materiais que serão produzidos também pode incluir a quantidade de produtos que serão necessários para as atividades dos colaborados do setor.

E também de toda a empresa. Isso faz parte do setor de administração e ninguém pode ficar prejudicado.

Logo, a previsão de materiais essenciais deve ser planejada pensando em todos.

Planejamento da capacidade de produção

Depois de feita a análise em relação a todo tipo de material que será preciso, é necessário definir as quantidades de curto, médio e longo prazo.

Avalie se o número disponível dá para suprir na quantidade de tempo prevista para as entregas. Ou se é preciso realizar a compra de novos materiais e insumos.

Planejamento agregado da produção

Também conhecido como PAP dentro do setor do seu departamento, o planejamento agregado da produção é uma etapa do PCP. Ela define as estratégias que serão usadas para serem colocadas dentro de um plano.

Nele, estarão contidos: a contratação e a demissão de funcionários, o uso de horas-extras para adiantar a demanda, os volumes de produtos, a quantidade disponível para o estoque e as demais informações sobre serviços logísticos.

Programação mestra da produção

Para fazer um detalhamento sobre tudo que será produzido e estocado, é elaborado o PMP.

Nele, estará descrita toda a quantidade de insumos, de pessoas e de matérias-primas que será levada para uma aprovação. Comparado ao PAP, o PMP tem mais informações e é ainda mais específico.

Programação detalhada da produção

Com essa programação, cada funcionário terá disponível como será sua rotina de trabalho do dia.

Essa é a etapa do PCP em que já estão definidas todas as sequências de atividades.

Contendo os itens necessários para a realização de cada uma: ordem de pedidos, emissão de notas, entre outros procedimentos.

Administração de materiais

Aqui, nesse plano, estão contidas todas as informações referentes à movimentação dos materiais dentro do planejamento e controle de produção.

Bem como a quantidade de produtos que devem ficar em estoque. E o período em que esse estoque será diminuído para não ocupar espaço a ponto de perder o prazo de validade.

E o tamanho que sairá em lotes para as devidas entregas.

Controle da produção

Para finalizar, essa é a etapa do PCP que monitora se o andamento da produção está ocorrendo conforme descrito nos planos apresentados.

Esses dados são importantes e o gestor precisa estar atento. Futuramente, ele pode dobrar essa quantidade e atingir novas metas de vendas para a empresa.

Com a leitura deste artigo, você pôde perceber as inúmeras vantagens que um PCP traz.

Com ele, você administra melhor a quantidade de fabricação, o estoque e a quantidade de insumos necessários para que não ocorram desperdícios.

E para que sua empresa mantenha a qualidade em seus processos, tendo um setor cada vez mais proveitoso e ativo.

Gostou do nosso artigo sobre PCP? Talvez você tenha interesse em se aprofundar na Matriz RACI. Por meio dela, você pode conhecer como melhorar os processos da sua empresa.

Quer conferir as vantagens que ela traz? Leia o nosso conteúdo sobre o tema! Até a próxima!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *