Redes sociais para profissionais da saúde: 6 cuidados para tomar

tecnologia tem revolucionado muito mais do que os processos que já conhecemos: ela vem expandindo as possibilidades de profissionais e instituições obterem sucesso e visibilidade com aquilo que fazem.

Ou seja, com um crescimento exponencial nos últimos anos, as mídias sociais podem se tornar uma excelente plataforma para a divulgação do seu trabalho!

Por isso, vamos abordar neste post o uso das redes sociais para profissionais da saúde.

eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!

O grande resultado do Seis Sigma é redução de custos. Sem comprovação dos resultados financeiros, um projeto Seis Sigma não é aprovado, o que gera um compromisso por parte dos participantes do projeto em entregar resultados e não somente ideias e diagnósticos. A maneira mais rápida é dar o primeiro passo e adquirir o conhecimento necessário para a implementação de melhorias. Participar de um curso para ganhar habilidade necessária na aplicação das ferramentas é essencial!





Capa eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!

Siga conosco para entender a importância delas e que cuidados devem ser tomados ao utilizá-las para se relacionar com o público!

As redes sociais para profissionais da saúde

Com o marketing digital, é possível alcançar novos públicos, construir a credibilidade de uma instituição e melhorar o relacionamento com a audiência. Para tanto, é preciso que a comunicação das redes sociais para profissionais da saúde seja feita de maneira dedicada e eficiente.

Para começar, nada de usar o perfil pessoal. O ideal é criar uma página no Facebook, ou perfil comercial no Instagram, por exemplo. Essas são as redes sociais mais populares do Brasil, mas você ainda pode pensar no LinkedIn, por exemplo, para alcançar novos contatos profissionais.

De qualquer forma, é preciso se certificar de que o público com o que pretende se relacionar está mesmo presente nesses canais. Depois disso, você pode pensar no seu objetivo. É levar mais pacientes ao consultório? Ganhar reconhecimento no mercado?

6 cuidados para tomar nas redes sociais

Definidos os objetivos, você já pode pensar no conteúdo. Mas, afinal, o que deve ser publicado? É aí que você deve pensar com cuidado para não cair nos erros comuns de quem está iniciando os negócios nas mídias sociais. A seguir, listamos 6 dicas para você trilhar esse caminho sem problemas. Confira!

1. Não poste material pessoal do paciente

Alguns profissionais da saúde (principalmente depois de um procedimento estético) gostam de postar as fotos do “antes e depois” dos pacientes na fanpage ou até fazendo “selfie” ao lado deles. Além de não serem boas práticas para as mídias sociais, elas foram proibidas pelo Conselho Federal de Medicina a partir da Resolução 2.126/2015.

Mesmo sem a intenção de humilhar, essas postagens invadem a intimidade do paciente e, de acordo com o Conselho, vão de encontro com a ética da profissão. Mas não se desespere! Existem muitas formas eficazes de promover o seu trabalho de forma ética e com credibilidade nas redes sociais para profissionais da saúde.

2. Mantenha uma postura profissional

Pode até parecer uma dica óbvia, mas existem pessoas que ocupam cargos na área da saúde que não sabem separar a vida pessoal da profissional. Além da distinção entre ter o seu perfil e ter uma página no Facebook (ou perfil comercial no Instagram e em outras redes), é preciso entender que o conteúdo publicado ali diz respeito à sua identidade como profissional.

Por exemplo, nada de postar opiniões políticas, desabafar sobre algum paciente ou comemorar a vitória do seu time de futebol. Esse tipo de publicação deve ser feita apenas em um perfil pessoal. Afinal, você gostaria de passar a imagem profissional séria ou a de uma pessoa que não sabe separar uma coisa da outra? A sua reputação na Internet deve ter tanto cuidado quanto a que você tem fora dela.

3. Publique conteúdos relevantes ao público

Sabe o que falamos sobre separar a vida pessoal da profissional? Essa dica entra aqui também. O seu perfil comercial ou página deve publicar somente conteúdos que possam interessar ao público. Dicas de saúde, pesquisas sobre uma determinada área ou informações gerais sobre procedimentos podem ser bastante úteis para a sua audiência.

Se a notícia que você quer compartilhar é sobre algo muito específico para os profissionais da área, pense bem antes de publicar. Se o objetivo é se comunicar com pessoas do seu mesmo ramo, tudo bem. Mas, se você deseja conquistar uma audiência composta por pacientes, prefira algo que os interesse, de fato.

4. Verifique a informação antes de postá-la

Isso é muito importante nos dias atuais. Com a propagação de fake news por diversos meios, nem mesmo as redes sociais para profissionais da saúde escapam delas de vez em quando. Portanto, sempre que for compartilhar uma informação, verifique a fonte. É uma pesquisa publicada em um blog desconhecido? Pesquise se o estudo realmente existiu. É uma orientação sobre uma vacina nova? Procure saber com laboratórios e instituições se ela realmente procede.

Pode ser cansativo, mas é fundamental que você só publique o que tem certeza que é verdade. Por ser um profissional da saúde, a sua opinião tem mais credibilidade para o público comum. E se a informação levar a um cuidado errado com a saúde? E se a pesquisa foi inventada para argumentar algo que não tem procedência científica? É preciso ter cuidado.

5. Use uma linguagem que os pacientes entendam

Quando usamos um linguajar muito técnico no dia a dia, pode ser difícil adaptá-lo para quem não é da área. Por isso, algumas redes sociais para profissionais da saúde têm um conteúdo complicado, confuso e desinteressante. Se o objetivo é comunicar para colegas de profissão ou acadêmicos da universidade, é possível ser mais formal.

No entanto, se você quer atrair novos pacientes, é preciso falar de forma que eles entendam. Ao explicar algumas dicas com linguagem acessível, você se destaca e passa a ser considerado como referência pela sua audiência. Isso é fundamental para construir credibilidade.

6. Seja cordial ao responder às pessoas

Mesmo que seja algo simples, isso faz toda a diferença. Ao responder às interações na própria página, é necessário ter simpatia e profissionalismo. Claro que, nas redes sociais para profissionais da saúde, cordialidade não pode ser confundida com intimidade. Ao contrário de marcas de moda e beleza, o tratamento não deve ser próximo demais, mas também não tão frio.

É preciso que o potencial paciente sinta que recebeu um atendimento atencioso. Não é necessário usar um tom carinhoso demais, mas você também deve passar longe das frases curtas, secas e grosseiras. Ainda que não seja o seu intuito, uma linguagem formal demais pode afastar as pessoas do seu negócio. Isso é ainda mais importante diante de uma reclamação ou de um comentário ríspido. Respire fundo e use o tom mais profissional possível.

Essas dicas são para começar o seu trabalho nas mídias sociais. Para otimizar os resultados, é preciso também investir no impulsionamento de postagens e nos anúncios para conseguir leads (que são contatos interessados no serviço que você oferece). Dessa forma, esses canais podem se transformar em uma estratégia para novos negócios.

Apesar de ser uma forma de atualização no mercado, se não se sente confortável para iniciar o trabalho em redes sociais para profissionais da saúde, é possível contratar uma agência ou um profissional especializado para fazer isso por você.

Gostou dessas dicas e quer mais informações sobre como se adaptar à tecnologia e aplicar boas práticas de gestão na sua profissão? Então, continue no blog e veja agora este artigo sobre a Filosofia Lean na área da saúde: da teoria à prática!



No votes yet.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta