Entenda a importância dos robôs autônomos dentro da indústria 4.0

Uma das tecnologias que trouxeram maior impacto para a indústria 4.0 foi a tecnologia de robôs autônomos.

Esses dispositivos reduzem uma série de problemas no ambiente corporativo. Além de evitar riscos e melhorar os ganhos que a empresa tem com os seus produtos.

Hoje, o investimento em robôs autônomos deve fazer parte do planejamento orçamentário de qualquer companhia.

Aproveite para entender como a certificação Green Belt pode te ajudar com o planejamento do seu negócio.

E se você quer saber quais os motivos a cerca dos investimentos em robôs autônomos e como esse serviço impacta os seus resultados, continue a leitura!

O que é a indústria 4.0?

A indústria 4.0 pode ser definida como a face do futuro do ambiente industrial. Ela é caracterizada pela estruturação de rotinas mais inteligentes, inovadoras e conectadas com a tecnologia.

Em outras palavras, na indústria 4.0, a TI é levada para todos os ambientes de negócio. Isso passa pelo uso de dados na tomada de decisão, pela automação e pela integração de times.

Assim, é possível formular produtos mais inteligentes e conectados com as demandas dos clientes.

Na indústria 4.0, também são criados novos fluxos de trabalho.

Neles, as decisões são realizadas de modo descentralizado. Os times ganham autonomia e as equipes terão informações transparentes para auxiliar em seu dia a dia e evitar problemas.

Como os robôs autônomos se inserem na indústria 4.0?

Os robôs autônomos podem ser integrados a várias operações corporativas.

A partir de uma análise das necessidades internas e dos impactos que a máquina pode ter em uma rotina. O gestor consegue identificar a rentabilidade do investimento.

E, com isso, evitar que o negócio faça uma escolha de baixa qualidade.

Isso ocorre pois um robô autônomo consegue executar ações sozinho a partir do ambiente ao seu redor.

Assim, a companhia pode direcionar indústria os seus times para outras rotinas e evitar problemas de qualidade na criação e prestação de serviços.

Veja os tipos de processos em que robôs autônomos podem ser empregados abaixo!

Rotinas que podem ser executadas sem o apoio de humanos

Esse é um dos principais tipos de atividades em que o robô autônomo pode ser inserido. A presença de humanos não é mais necessária em todas as atividades de uma indústria.

Pelo contrário, realizando uma boa análise, o gestor consegue encontrar várias rotinas em que ele poderá executar uma tarefa de forma mais eficiente, inteligente e inovadora.

Por isso, sempre avalie se esse é o caso do seu negócio. Isso permite encontrar mais processos que possam ser automatizados e garantir que nenhuma falha continue a ocorrer em procedimentos de setores.

Como exemplo, os processos de logística — uma área da qual robôs já fazem parte em várias empresas.

Processos perigosos

A implementação de robôs autônomos em processos perigosos melhora os resultados das empresas. Também poupa os profissionais de riscos desnecessários e garante mais qualidade para a companhia.

As suas operações, em outras palavras, serão mais robustas e com menos acidentes. Além disso, o ambiente operacional terá profissionais mais motivados e menos sujeitos a riscos.

Portanto, sempre avalie se existem situações na sua indústria em que os robôs autônomos possam substituir o trabalho de humanos em partes de alto risco.

Assim, o negócio conseguirá diminuir o número de acidentes de trabalho ao mesmo tempo em que ampliará a sua produtividade.

Atividades que demandam a movimentação e o carregamento de produtos pesados

Esse é um tipo de uso de robôs autônomos que ocorre, principalmente, nas áreas de armazenamento e logística.

Com o mapeamento do ambiente de trabalho, a empresa pode encontrar meios para automatizar os procedimentos e, assim, levar o robô para mais áreas.

Ele conseguirá movimentar matérias-primas e mercadorias entre vários ambientes. Sem que erros ocorram e sem que os profissionais tenham a sua saúde prejudicada.

Quais as vantagens de investir em robôs autônomos?

O investimento em robôs autônomos pode trazer várias vantagens para a sua empresa. Confira as principais abaixo!

Maior segurança

O robô autônomo permite que os profissionais sejam expostos a menos riscos.

Isso gera um nível muito maior de segurança ao ambiente de trabalho — se há uma área perigosa na companhia, o número de humanos presentes será menor, reduzindo o impacto causado por algum acidente.

Redução de custos

A redução de custos se tornou uma preocupação de qualquer empresa moderna.

Na indústria, o corte de gastos é uma demanda estratégica.

Se bem executado, ele auxilia a companhia a ter menos riscos e mais capacidade de realizar novos investimentos.

Um robô autônomo consegue cortar gastos com a eliminação de erros no ambiente corporativo.

Como ele é programado para executar um trabalho sempre da mesma forma, a empresa consegue mitigar vários problemas causados por falhas humanas. Assim, a taxa de retrabalho cai junto aos gastos internos.

Mais eficiência

A eficiência operacional será atingida de duas formas quando o negócio investe em robôs autônomos:

  • a primeira é com a possibilidade de automatizar processos, o que reduz erros e melhora os fluxos operacionais;
  • a segunda está na criação de um maior número de dados estratégicos.

Por serem soluções digitais, os robôs autônomos podem ter as informações de suas operações utilizadas para processos de análise de dados.

Assim, o negócio consegue encontrar pontos que necessitam de melhorias e garantir que nenhuma falha ocorra em médio e longo prazo.

Ganho de produtividade

Os robôs autônomos conseguem realizar um melhor aproveitamento dos recursos disponíveis. Evitando desperdícios de recursos operacionais.

Esse fator, junto ao aumento do foco nas demandas estratégicas, auxilia a empresa a ter melhorias nos seus indicadores de produtividade.

Os times deixarão de gastar parte do seu tempo com processos básicos e conseguirão sempre atuar com foco máximo nas rotinas diretamente ligadas ao core business da companhia.

A transformação digital está passando por todos os setores da economia.

Na indústria, ela causou uma nova revolução industrial, permitindo que esse setor fosse mais eficiente, inteligente e conectado com as demandas de clientes e parceiros comerciais.

A integração da tecnologia na indústria 4.0, portanto, levou a uma nova cadeia operacional. Com mais dados e mais integração, profissionais conseguem entregar produtos de alto valor agregado.

Já os robôs autônomos dão as bases para que a companhia possa cortar custos, evitar riscos e maximizar a sua performance em médio e longo prazo.

Dessa forma, é possível garantir a qualidade dos serviços executados, evitar riscos e manter toda a cadeia operacional com alto nível de qualidade também em médio e longo prazo.

Uma outra forma de evitar problemas na indústria 4.0 é investindo em boas metodologias de gestão. Conheça a Lean e a Seis Sigma e saiba como elas impactam a sua empresa no nosso blog!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.