Como surgiu o Lean na Toyota

Quando se estuda a evolução dos sistemas produtivos no mundo, geralmente se analisam as histórias do taylorismo, do fordismo e do toyotismo.

Neste post, especificamente, vamos tratar um pouco da história da família Toyoda, da qual vieram nomes que marcaram a indústria global, como Sakichi Toyoda, Kiichiro Toyoda e Eiji Toyoda.

Tais personagens fizeram parte de uma das maiores companhias do setor automotivo, conhecida por revolucionar processos industriais por meio do Sistema de Produção Toyota (TPS, na sigla em inglês).

A propósito, desse modelo foi inspirado o Lean Manufacturing, que é uma metodologia voltada para a otimização da produção e consequente eficiência das empresas.

Conheça, em seguida, um pouco da trajetória da família que criou a montadora Toyota e saiba também como o Lean surgiu na empresa.

A história da família Toyoda

Os primórdios da marca de automóveis remetem ao final do século XIX e início do XX, com Sakichi Toyoda (1867-1930). De origem camponesa e filho de um carpinteiro, ele se tornaria o patriarca da família que lidera a Toyota por décadas.

Inicialmente, Sakichi Toyoda se dedicou à indústria têxtil, por exemplo, com a invenção do primeiro tear automático do Japão, quando tinha somente 24 anos de idade.

A criação, em parte, foi inspirada na mãe do inventor, que trabalhava com tear de madeira.

Nos anos iniciais de atividade empresarial, Sakichi esteve à frente das companhias Toyoda Spinning and Weaving Co. Ltda e Toyoda Automatic Loom Works, ainda ligadas ao setor têxtil.

Após uma viagem aos Estados Unidos, o fundador da Toyota conheceria a invenção que mudaria completamente o rumo da família: o automóvel.

Com os recursos acumulados com patentes, Sakichi encarregou o filho, Kiichiro Toyoda (1894-1952), de criar o primeiro carro motorizado do Japão.

Diante do desafio, Kiichiro conseguiu chegar ao protótipo do modelo A1 em 1935. Mais tarde, em 1937, era fundada a Toyota Motor Company, cujo primeiro veículo fabricado em série foi o Toyoda AA.

Os alicerces do Sistema de Produção Toyota, também conhecido como “just in time“, foram lançados por Kiichiro Toyoda.

Tal filosofia preconiza a produção no “tempo certo”, com eficiência, sem exagero de quantidade e sem desperdícios. Como se pode perceber, pressupostos bem diferentes da produção em massa do fordismo.

Eiji Toyoda (1913-2013), primo de Kiichiro e sobrinho de Sakichi, é outro nome relevante na história da família Toyoda.

Engenheiro mecânico por formação, inicialmente ele atuou como supervisor de produção na então recém-criada Toyota Motor Company, na época, apenas uma subsidiária da empresa têxtil da família.

Responsável por difundir a chamada “manufatura enxuta”, Eiji foi quem impulsionou as atividades da Toyota, de modo a torná-la uma das principais montadoras de automóveis do mundo, por meio da internacionalização da marca.

Após a morte de Kiichiro, Eiji presidiu a companhia de 1967 a 1982. Mais tarde, ainda seguiria no conselho de administração da empresa e atuaria como consultor do negócio.

Troca de nome

Se você ainda não conhecia a história da família Toyoda, deve ter estranhado a grafia do sobrenome, não é mesmo? Na verdade, ela está certa.

O nome da empresa também era escrito dessa forma, porém, virou Toyota ainda no final da década de 1930, devido à numerologia. Pela tradição japonesa, a nova grafia seria considerada mais promissora.

Como surgiu o Lean na Toyota

O Lean Manufacturing é uma metodologia inspirada no Toyota Production System (TPS).

O modelo de produção desenvolvido pela montadora japonesa foi responsável por aumentar significativamente a competitividade da empresa, de modo que ela pudesse concorrer no mercado internacional com as gigantes dos Estados Unidos.

É bem verdade que antes da aplicação do TPS a situação era bem diferente. Afinal, a Toyota havia sido proibida pelo governo japonês de produzir carros de passeio, devido à Segunda Guerra Mundial. Dessa forma, coube à companhia fabricar caminhões para serem utilizados no conflito militar.

Com a derrota do Japão e a devastação do país, era necessário retomar os rumos próprios da empresa. Nesse contexto, vale mencionar a importante participação do engenheiro mecânico Taiichi Ohno (1912-1990), considerado por muitos como o “pai do Sistema de Produção Toyota”.

Em 1950, também houve a visita de Eiji Toyoda à fábrica da Ford, em Detroit, nos Estados Unidos. Na época, essa unidade era considerada a mais eficiente do mundo no setor automotivo.

Na ocasião, Eiji identificou os pontos positivos da montadora norte-americana, mas também vislumbrou muitas oportunidades de melhoria, as quais seriam colocadas em prática mais tarde na Toyota.

O sobrinho de Sakichi incentivou os colaboradores a desenvolver métodos que fossem capazes de proporcionar maior competitividade à companhia.

Fruto desse trabalho, o TPS se caracterizou por promover a melhoria contínua dos processos produtivos bem como pela eliminação de desperdícios, sem deixar de lado o treinamento das equipes e a preocupação com a satisfação do cliente.

Dessa maneira, era possível aplicar o “just in time” e, assim, fabricar apenas o necessário. Consequentemente, a companhia não precisava imobilizar capital com pátios cheios de automóveis.

O êxito da iniciativa foi tão grande que o Sistema de Produção Toyota se transformou em modelo não só para a indústria automotiva como para as empresas em geral.

Os lucros provenientes de uma gestão marcada pela eficiência, sem abrir mão da qualidade, foram fortes atrativos para a difusão do modelo de manufatura enxuta.

Nesse sentido, o sistema de produção originado no Japão promoveu uma verdadeira revolução na administração das empresas, ao favorecer uma mudança de paradigma, principalmente, em relação ao modelo até então utilizado nos Estados Unidos e na Europa.

Embora não tenha recebido este nome durante a elaboração do TPS, o Lean Manufacturing tem raízes no Sistema de Produção Toyota.

O “Lean”, como também é conhecido, reúne uma série de ferramentas para reduzir os desperdícios na produção, por exemplo, a análise da causa raiz dos problemas.

Gostou de conhecer um pouco da história da família Toyoda e de como a montadora japonesa contribuiu para desenvolver o Lean Manufacturing?

Que tal espalhar esse conhecimento para mais pessoas?

Compartilhe este post nas suas redes sociais e faça com que isso aconteça!

No votes yet.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta