5 passos para coordenar projetos com eficiência

Liderar equipes e coordenar projetos é uma função que demanda grande habilidade. É necessário ter características pessoais e profissionais que vão agregar no trabalho de coordenação, fazendo com que todos se sintam motivados e a produtividade, consequentemente, se eleve.

Nas próximos parágrafos, trazemos informações valiosas para que você saiba como fazer isso. Você vai encontrar dicas de como descobrir o seu propósito, como delegar tarefas da melhor maneira e motivar a sua equipe, além de conhecer os benefícios da educação continuada e aprender mais sobre o conceito de liderança Lean.

Ou seja, neste post você saberá tudo de que precisa para coordenar seus projetos com eficiência!

eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!

O grande resultado do Seis Sigma é redução de custos. Sem comprovação dos resultados financeiros, um projeto Seis Sigma não é aprovado, o que gera um compromisso por parte dos participantes do projeto em entregar resultados e não somente ideias e diagnósticos. A maneira mais rápida é dar o primeiro passo e adquirir o conhecimento necessário para a implementação de melhorias. Participar de um curso para ganhar habilidade necessária na aplicação das ferramentas é essencial!





Capa eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!

1.Encontre o seu propósito

Uma das principais características que um líder deve ter é a capacidade de se aproximar e conhecer cada membro da sua equipe. Estar próximo e entender as necessidades de cada um é uma qualidade essencial dos bons líderes.

Mas, antes de estar à disposição de outras pessoas, é preciso descobrir quais são os seus próprios objetivos e qual é o seu propósito de vida e profissional. Por mais difícil que isso possa parecer, é possível atingir essa meta seguindo algumas dicas.

Seja claro consigo mesmo

Para encontrar o seu propósito de vida, antes de tudo é necessário ser claro e honesto consigo mesmo. Pergunte a si mesmo quais são as justificativas que o fizeram buscar um objetivo e de que maneira isso vai te ajudar.

Liste tudo aquilo que você gostaria de fazer

Todos temos interesses e desejos, dos mais variados possíveis. Pense em um cenário em que você é financeiramente independente. O que você faria da sua vida? Anote literalmente tudo que desperta o seu interesse, sem deixar passar nada, mesmo que não se pareça com alguma profissão tradicional.

Separe trabalho de hobby

Ao elaborar a lista, provavelmente você incluiu alguns itens que se qualificam mais como hobby do que como uma profissão. Assim, divida-os em 2 grupos: o que você faria para ganhar dinheiro e o que você faria para se divertir.

Um bom conselho é pensar em como essas atividades se encaixariam no seu dia de trabalho ideal.

Descubra algo em que você é bom de verdade

Analisando agora a coluna das atividades que seriam rentáveis para você, procure algo em que você se considera bom. Caso tenha dificuldade, pense em algum momento em que alguém disse que você é bom no que faz. Provavelmente, você poderá tirar proveito dessa habilidade, monetizando-a e fazendo dela a sua profissão.

Liste tudo aquilo que é importante para você

Agora que você já descobriu suas habilidades e aquilo que gosta de fazer, chegou a hora de listar tudo aquilo que você considera importante na sua vida. Ter um propósito de vida significa ter foco naquilo que é essencial para você.

Inclua nessa lista tanto aspectos materiais quanto imateriais. Depois, faça um “ranking”, estabelecendo prioridades entre os itens. Você facilmente vai perceber que as coisas mais importantes da sua vida não são “coisas”.

Saia da sua zona de conforto

A zona de conforto tem esse nome justamente por ser aquele espaço pessoal no qual nos sentimos acomodados. Porém, nem sempre o que é melhor para nós é realmente confortável e fácil de ser feito. Portanto, saia da sua zona de conforto e faça o que estiver ao seu alcance para tornar seus objetivos realidade.

Reflita

Sempre que tiver a oportunidade, tire um tempo para refletir sobre os rumos que sua vida está tomando. Você está fazendo o que te faz feliz? Pense com calma se você está próximo de atingir os seus objetivos e se alcançou tudo aquilo que é importante para você. Quando se sentir perdido, não subestime o poder de um tempo de reflexão.

2.Nunca pare de aprender

aprendizado contínuo é essencial para qualquer profissional, mas, quando falamos da área de saúde, ele se torna ainda mais importante. Isso porque, nesse segmento, as atualizações do mercado e novidades na forma de trabalhar não param de acontecer.

Se você tem como objetivo de carreira alcançar o sucesso profissional, buscar cursos de especialização e atualização é um passo essencial! Duvida? Listaremos agora 6 motivos para você investir na continuidade da sua educação profissional na área de saúde.

Valorização do currículo

Um dos benefícios mais óbvios da aprendizagem continuada é a valorização do seu currículo. Se antigamente uma graduação já era suficiente para embasar uma carreira de sucesso, hoje em dia é preciso investir cada vez mais em especializações e cursos de atualização para progredir profissionalmente.

Aumento salarial

Em qualquer área, as remunerações costumam ser compatíveis com a escolaridade do profissional. Ou seja, quanto mais qualificado você for, maiores serão as chances de ter um salário mais robusto.

Autoconfiança

Na área de saúde, especializações são fundamentais para agregar conhecimento aprofundado em um determinado assunto. Nesses cursos, os profissionais passam por situações específicas, que os ajudam a ter mais confiança na hora de atuar na vida real. E um profissional capaz de atuar com segurança frente a situações atípicas é altamente valorizado no mercado de trabalho.

Confiança do paciente

A área de saúde é um dos meios profissionais no qual os títulos e especializações são altamente valorizados pelos principais “consumidores” da força de trabalho: os pacientes. Por isso, ao investir em educação continuada, você estará mostrando para os seus pacientes que eles podem confiar no seu trabalho.

Networking

Ambientes de estudo, como congressos e cursos de especialização, são uma ótima oportunidade para conhecer outros profissionais e aumentar a sua rede de contatos.

Para quem deseja ter sucesso na carreira, ter contatos profissionais é algo essencial. Quando tiver a oportunidade, não deixe de interagir com outros colegas de profissão. Eles podem se tornar ótimas oportunidades para um avanço profissional!

Novos horizontes

Muitas vezes, tudo que uma carreira profissional precisa para ser alavancada é a introdução de novas perspectivas. Buscar um novo cargo, se mudar para outra instituição ou mesmo encontrar outra ocupação dentro da mesma área são situações que podem fazer com que sua carreira progrida.

Para enxergar essas novas oportunidades, investir em cursos e especializações é o passo ideal para que você possa conhecer novos ares e possibilidades. Com uma nova experiência e novas habilidades, novas portas vão se abrir para você.

3.Delegue tarefas sem autoritarismo

O verdadeiro líder não tem medo de delegar tarefas para sua equipe, criando um senso de responsabilidade em todos e fazendo com que todos os membros se sintam úteis.

O autoritarismo é uma característica de profissionais que não têm boas capacidades de liderança. Mais do que jogar tarefas no colo da sua equipe, o líder atua baseado em uma série de preceitos que o ajudam a manter a equipe conectada e produtiva. Confira como fazer isso:

Seja claro sobre prazos e objetivos

Ao delegar algo para um membro da sua equipe, procure ser o mais claro possível sobre quais são os objetivos e metas dessa tarefa. Ele precisa saber exatamente quais são suas expectativas com essa função.

Também é essencial explicitar os prazos esperados para a conclusão da tarefa e, caso seja necessário, ajustá-los com o membro da equipe responsável. Essa é uma via de mão dupla, portanto dê a oportunidade para que o seu funcionário diga se é possível ou não concluir a tarefa no prazo estabelecido.

Acompanhe a execução

O papel do líder não termina quando ele delega a tarefa — muito pelo contrário, está apenas começando! Após o início da execução, é chegada a hora de acompanhar sua realização. Esteja sempre presente para tirar quaisquer dúvidas que seu funcionário possa ter.

Se você já delega muitas tarefas para sua equipe, acompanhar tudo de perto pode ser um problema. Uma solução simples é usar algum software de agendamento, mostrando em que passo está cada tarefa, semelhante a um quadro Kanban, por exemplo

Dê feedback constante

Ao delegar alguma tarefa para sua equipe, o verdadeiro líder se mostra presente e disponível durante a sua realização. Mais do que um observador, ele deve prover seus comandados com feedbacks contínuos, para que saibam se estão ou não no caminho certo.

Ao dar esse tipo de feedback, é essencial fazê-lo de maneira calma e centrada, explicitando exatamente em quais pontos as coisas não estão funcionando e fornecendo as ferramentas para que sua equipe possa corrigir os rumos da tarefa. Não espere a tarefa ser concluída para que você aponte os erros!

4.Motive você e sua equipe

Assim como o autoconhecimento é necessário para se fazer próximo da sua equipe, o líder deve tomar atitudes que mantenham todos motivados, inclusive ele mesmo. Com algumas dicas simples é possível manter a motivação e todos em alta:

Deixe claro qual é o objetivo principal

Já ouviu falar no termo “big picture”? Na tradução para o português, pode ser visto como o “plano geral”. Em uma organização, deixar todos cientes de qual é o objetivo central e quais são as principais metas a serem atingidas faz com que seja possível enxergar qual é o grande propósito de quem trabalha nela.

Trabalhar por um ideal em comum aumenta a motivação como um todo, do líder geral ao membro de participação mais simples na empresa. A colaboração de todos como um grupo facilita a realização de tarefas complexas, que demandam maior gasto de energia.

Valorize a contribuição de todos

Muitos profissionais buscam motivação em desafios a serem cumpridos, enquanto outros sentem sua moral se elevar com um reconhecimento de seus superiores. Para qualquer um desses perfis, é muito importante saber que suas opiniões, ideias e contribuições são ouvidas e levadas em conta.

Não deixe de valorizá-las! Se não for possível realizar um brainstorming com todos, permita que ao menos deem sugestões por meio de algum tipo de formulário, por exemplo.

Estabeleça metas de desempenho

Entender o grande objetivo da empresa ajuda os colaboradores a se sentirem motivados no geral, mas é preciso desenvolver metas possíveis de serem atingidas no curto prazo. Planeja-as com cuidado e recompense os funcionários que as atingirem ou mesmo superarem o desempenho esperado.

Utilizar o Modelo de Melhoria como método para fazer com que todos consigam atingir suas metas é importante para garantir o sucesso dos objetivos traçados. Além disso, o Modelo de Melhoria já se mostrou extramente poderoso para ajudar na melhoria dos processos da área da saúde, sendo uma das principais referências na área.

Seja positivo

Por último, mas não menos importante, está a necessidade de trabalhar a automotivação. O líder é o exemplo para a sua equipe e deve se portar de maneira positiva e motivada.

Mais do que dar ordens, mostrar como se faz é a melhor maneira de colocar a sua equipe no caminho certo. Um líder que demonstra comprometimento no trabalho coletivo é um exemplo de motivação e profissionalismo para seus comandados.

5.Aposte na liderança Lean

Durante todo este e-book, citamos atitudes de verdadeiros líderes, capazes de gerenciar equipes e coordenar projetos com maestria. E, se existe um conceito que possa reunir todas essas características em um único profissional, é o da Liderança Lean.

O líder Lean é aquele que, diferentemente de um chefe comum, se mostra próximo da sua equipe, fornecendo a todos as ferramentas essenciais para a boa execução do seu trabalho. Mais do que demandar que as tarefas sejam feitas do seu próprio modo ou do jeito que o funcionário bem entender, o líder Lean fornece um método de trabalho e se propõe a descobrir, junto de sua equipe, a melhor maneira de executar o trabalho.

Ele geralmente utiliza a estrutura do Lean Seis-Sigma para gerenciar seus projetos e normalmente é um Black Belt na habilidade de melhorar processos e alavancar indicadores.

Ser um líder Lean significa, primeiramente, conhecer a si mesmo, para que possa influenciar positivamente toda a sua equipe e ser um ótimo exemplo de profissionalismo. Isso porque liderança é algo pessoal, exercido por um sujeito em si, mas que funciona de maneira institucional, influenciando todos à sua volta.

No modelo de liderança Lean, não se espera que um único indivíduo, em uma postura heroica, resolva todos os problemas da empresa. Na verdade, a expectativa é que esse líder, em conjunto com todos os outros funcionários, desenvolva a melhor maneira de lidar com essas situações.

Portanto, um líder Lean é aquele que, além de ser um grande exemplo para todos na empresa, se mostra conhecedor dos processos e comprometido com a responsabilidade de levar a organização ao sucesso, juntamente com toda sua equipe. Um líder Lean divide seus direitos, deveres e os louros das vitórias com todos os seus comandados.

Coordenar projetos demanda profissionais capacitados, que entendam os objetivos reais e concretos de uma organização. Tanto na área de saúde quanto em qualquer outra área profissional, é preciso apresentar características de liderança e comprometimento.

Ser um líder significa ser capaz de promover entre seus comandados um dever de colaboração mútua e coletiva, que beneficie todos os envolvidos, bem como a organização em si.



No votes yet.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta