capa-como-as-tecnologias-em-nuvem-podem-ajudar-na-gestao-hospitalar

Como as tecnologias em nuvem podem ajudar na gestão hospitalar?

Na área de saúde, um dos maiores desafios do setor administrativo é lidar com a gestão. Felizmente, ao longo dos anos, o quadro vem se mostrando cada vez mais favorável.

Apesar disso, ainda existem muitos avanços que podem ser alcançados, caso a organização se mantenha atualizada com as novas tecnologias. E, no momento, uma das melhores opções é a utilização da nuvem na gestão hospitalar.

Ficou interessado e quer saber como a tecnologia em nuvem pode ser aplicada na gestão do seu hospital? Então, continue a leitura e descubra!

Dados em nuvem — segurança e praticidade

Em seu dia a dia, um hospital tende a gerar um enorme volume de informações. Gerenciar essa grande base de dados pode ser um problema já que, como a maioria deles se refere a pacientes, eles não podem ser descartados.

Antigamente, a única opção disponível era adquirir equipamentos físicos como discos rígidos instalados em servidores. No entanto, hoje em dia, ela não é muito viável. Isso porque esse tipo de sistema tende a ser caro, vulnerável e com um alto custo de manutenção. Além do mais, existe um limite físico de armazenamento, o que demanda, periodicamente, a compra de novos equipamentos.

Nesse sentido, o armazenamento em nuvem é uma ótima opção. Além de trazer uma solução prática e moderna para o problema da alocação física desses dados, sistemas em nuvem tendem a oferecer uma alta confiabilidade.

Isso acontece na medida em que os servidores desse tipo de serviço estão localizados em espaços dedicados exclusivamente para isso, nos quais o trabalho de manutenção e os investimentos são constantes. Além de se traduzir em um custo, comparativamente, muito menor para o cliente final (no caso, o hospital), o armazenamento em nuvem é facilmente acessado.

Atendimento on-line — agilidade

Outra facilidade trazida pelos sistemas de nuvem na gestão hospitalar é direcionada ao cliente final dos hospitais: os pacientes. Em outros tempos, para agendar consultas e exames era necessário um contato presencial ou por telefone.

Acontece que esse tipo de sistema mais antigo tende a exigir um esforço financeiro e estrutural muito grande. Afinal de contas, uma central de atendimento deve estar disponível durante todo o tempo para receber ligações e visitas de pacientes que necessitem fazer essas marcações.

O agendamento on-line fornece o mesmo serviço, com a mesma qualidade e muito mais agilidade, por um custo significativamente menor. Também é possível automatizar as agendas dos médicos e de outros profissionais, facilitando a organização e o planejamento da rotina de trabalho.

Outra vantagem clara da disponibilização desse tipo de serviço on-line é o horário de funcionamento. Como o sistema não demanda a contratação de atendentes, é possível manter a disponibilidade de agendamentos 24 horas por dia, sete dias por semana. Portanto, mais do que praticidade, essa comodidade ajuda a melhorar a imagem do hospital.

Ele contribui ainda para a diminuição das faltas em consultas, uma vez que é possível criar funções de lembretes por SMS ou via e-mail. Assim, falhas por esquecimento do paciente ou por confusão de datas e de horários tendem a cair, melhorando o índice de ocupação das agendas dos profissionais, trazendo mais recursos para o hospital e diminuindo os custos causados pela ociosidade de horários.

Exames on-line — eficiência e qualidade

Um sistema de nuvem na gestão hospitalar ainda mais eficiente também está relacionado à disponibilização de resultados de exames na nuvem. Como geralmente os pacientes internados se encontram em situações extremamente delicadas e de urgência, a agilidade no trato das informações é crucial para um bom atendimento.

Dessa maneira, um sistema interno que centralize e facilite o acesso a documentos como exames e prontuários faz com que os pacientes possam ser tratados de maneira mais efetiva e prática. Isso evita situações desagradáveis, como a espera em setores de impressão de exames ou, até mesmo, a perda de documentos nos diversos setores do hospital.

Além de facilitar a consulta a esses itens, manter esse tipo de sistema em nuvem ajuda na criação de um histórico atualizado de cada paciente. Assim, todos os exames, prontuários e dados de consultas são facilmente acessados, sem a necessidade de um arquivo físico ou de um servidor local.

Sendo uma fonte confiável de informação para todos os pacientes já atendidos pelo hospital, é possível, ainda, gerar dados estatísticos para a instituição, que terá um controle mais preciso de metas e objetivos, atualizados em tempo real.

Menor burocracia — comunicação otimizada

Ao instituir um sistema de nuvem na gestão hospitalar de uma instituição, outro ponto que tende a ganhar muito é a comunicação entre os setores e as equipes. Normalmente, em um hospital que trabalha com dados físicos e sem automatização, a troca de informações tende a ser truncada e cheia de etapas.

Esse tipo de processo, quando burocratizado demais, traz lentidão no atendimento e atrasos na disponibilização de leitos e de exames, tornando os processos confusos entre si.

Ao contrário desse tipo de situação, um sistema baseado na nuvem apresenta facilidade na comunicação, no controle de estoque, de farmácia e na gestão dos leitos disponíveis, trazendo agilidade e certeza nas informações disponíveis, sempre em tempo real.

Um hospital com seu funcionamento baseado em procedimentos menos burocráticos consegue apresentar taxas de produtividade muito maiores, além de fornecer um serviço de maior qualidade para os pacientes, que sairão satisfeitos da instituição.

Com processos mais diretos e enxutos, o hospital também pode se beneficiar de uma relação com maior economia com seus fornecedores. Isso significa um melhor controle dos estoques de materiais e de medicamentos, evitando perdas por expiração da validade e pedidos desnecessários.

Além de trazer maior economia e praticidade para a organização, a utilização da nuvem na gestão hospitalar significa a escolha por modernidade e desempenho. Diversas tecnologias criadas exclusivamente para hospitais já estão disponíveis e, cada vez mais, novos sistemas são elaborados, voltados para a potencialização de resultados nesse tipo de instituição.

Em um mundo no qual velocidade e agilidade no fornecimento de serviços — seja em qual área for — são, cada vez mais, valorizadas, não aproveitar os benefícios trazidos pela utilização da tecnologia em nuvem na gestão hospitalar chega a ser um erro.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.