Capa especializacao-na-area-da-saude-entenda-quando-ela-vale-a-pena

Especialização na área da saúde: entenda quando ela vale a pena

O mercado de trabalho está cada vez mais competitivo. E tanto para ele quanto para qualquer outro empreendimento da vida vale aquela velha máxima: “conhecimento nunca é demais”.

Mesmo que você já esteja atuando na sua área de formação, uma boa dica é se atualizar para garantir mais reconhecimento e novas oportunidades de crescimento profissional. Além disso, uma especialização na área da saúde garante que você se torne um profissional mais capacitado, dinâmico e preparado para gerir desafios.

Com o contínuo progresso da ciência e da tecnologia a saúde passa por constante evolução e o profissional precisa ficar de olho em novas técnicas, metodologias, formas de diagnósticos e tratamentos para prover o melhor atendimento ao paciente e o bom relacionamento com os demais membros da equipe do hospital.

Veja abaixo como o investimento em uma pós-graduação na área pode ajudar você a aumentar a motivação no trabalho, renovar os conhecimentos e ter mais sucesso na carreira:

1. Dedique tempo aos estudos

A vida dos profissionais da enfermagem é agitada. A cada dia a correria é maior para dar conta de atender aos pacientes com a atenção e presteza necessárias. E se, além do cuidado médico, o enfermeiro também atua em funções de gestão, como coordenador da equipe, por exemplo, aí mesmo é que parece que não sobra mais tempo para nada.

Mas a correria não pode ser desculpa para colocar os estudos de lado. É preciso separar um tempinho e ter clara a ideia de que uma especialização abre portas profissionais e dá mais autonomia, respaldo e confiança na hora de tomar decisões, principalmente, as de emergência.

2. Tenha uma comunicação eficiente

Não basta ser um bom enfermeiro e ter uma comunicação falha. Imagina você não conseguir repassar as informações durante uma troca de plantão ou explicar os cuidados necessários a um paciente de forma clara e coesa? A má comunicação pode levar à interpretação errada de um diagnóstico e à administração errada de um medicamento, por exemplo.

Para isso, há cursos que ajudam a desenvolver a liderança, a aprimorar o marketing pessoal e a trabalhar a linguagem verbal, corporal e a interação com as pessoas. Dessa forma, melhorando a capacidade comunicacional, a imagem e a própria validação das suas ideias no ambiente de trabalho.

Um profissional qualificado que tem segurança no que fala e faz tem maior chance de impor respeito e conquistar o seu espaço diante dos mais variados públicos. Assim, saiba a importância que é investir em você mesmo.

3. Amplie seus ramos de atuação

Se o seu problema é a dificuldade de entender a burocracia dos planos de saúde, fazer reuniões, cruzar dados, apresentar resultados que possibilitem a melhoria nos processos gerenciais, e outros assuntos típicos dos negócios e legislação da área hospitalar, uma boa opção pode ser uma certificação em planejamento em análise estatística.

Outra alternativa interessante é uma pós-graduação em saúde pública. Além de enriquecer o seu currículo profissional, esse tipo de especialização permite que você atue em demandas diversas da sociedade: pode trabalhar como gestor no setor público ou no privado; optar pelo campo das politicas públicas, e ajudar a fomentar leis e programas que vão garantir o bem-estar coletivo e a prevenção de doenças da população; ou, até mesmo, seguir na área da educação e pesquisa.

O importante é ter bem definido qual a área você se identifica mais e o tipo de curso que se encaixa nos seus objetivos: uma pós-graduação lato sensu, por exemplo, é mais voltada para o mercado de trabalho, enquanto que a stricto sensu — mestrado, doutorado e pós-doutorado — é focado para quem tem em vista o meio acadêmico. Além disso, atualmente há opções de escolha entre uma especialização presencial ou à distância.

A pós-graduação em saúde pública também é interessante porque é um campo interdisciplinar que aceita profissionais vindos das mais variadas áreas de atuação: da enfermagem e medicina à engenharia ou jornalismo, por exemplo. Esse leque de formações ajuda a enriquecer o posicionamento crítico, a troca de conhecimento entre profissionais, ampliar o network e fomentar o trabalho em equipe. Esses são fatores importantes para garantir um diferencial maior para o mercado de trabalho.

4. Expanda seus horizontes

Se a saúde pública não te encanta, não se preocupe. Há várias possibilidades de especialização na área da saúde, como: Cuidados PaliativosTerapia Intensiva, Enfermagem Neonatal e PediátricaEnfermagem CirúrgicaNefrologiaEnfermagem GeriátricaOncológicaem Cardiologia, entre outros cursos.

5. Motive-se

Não adianta nada fazer uma especialização porque fulano fez. O que funciona para uma pessoa pode não dar certo para você. Seja honesto com os seus sentimentos e escolha uma pós que vai unir satisfação pessoal e profissional. A mistura desses dois elementos pode ser a chave para uma carreira promissora e até daquela promoção que há tempos você está de olho, ou mesmo da pontuação naquele edital de concurso que você não passou porque não tinha uma especialização.

Lembre-se que quanto mais motivado você estiver, menos árduo será a dupla jornada de trabalho e estudo.

6. Pesquise sobre a credibilidade da especialização

Procure cursos que estão há mais tempo no mercado e que são recomendados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Além disso, converse com pessoas que já fizeram a especialização para tirar dúvidas sobre o conteúdo das disciplinas, qualificação dos professores, laboratórios, aulas teóricas e práticas, infraestrutura, pagamento, entre outros recursos relacionados à pós.

7. Como saber se está na hora de investir em uma especialização na área da saúde?

O momento é sempre o agora. A exaustão do dia a dia às vezes faz com a gente protele a decisão de dar início a um novo desafio. Mas não deixe que o cansaço vença.

Faça do presente seu aliado para garantir um futuro melhor, com mais conhecimento e a certeza de que fez o necessário para ser um profissional mais capacitado e apto às exigências do mercado de trabalho. Engana-se quem pensa que as boas oportunidades têm relação com a sorte, elas são mérito de quem corre atrás delas! Esteja preparado e boa sorte!

Gostou do texto? Quer conhecer outras dicas bacanas da área da saúde? Então, baixe aqui o nosso e-book sobre como preparar um reunião de passagem de plantão.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.