lean thinking

Lean Thinking: um passo a passo de como implementar na sua empresa!

Se você já ouviu falar sobre lean thinking, mas ainda está com dúvidas sobre o que significa e como funciona exatamente essa terminologia, está no artigo certo. Aqui, vamos abordar essa estratégia de forma clara e simples para que você consiga aplicá-la imediatamente nos projetos nos quais está envolvido.

Neste texto, você vai entender como é possível reduzir os custos de uma empresa utilizando o lean thinking e também vai aprender como colocá-lo em prática na rotina dos clientes.

Está na hora de os processos verticais cederem espaço para a integração de esquemas horizontais que facilitam e são muito mais lucrativos e benéficos para os negócios que sempre visam a melhorar no mercado. Continue a leitura e saiba mais!

O que é lean thinking?

Lean thinking significa pensamento enxuto e foi desenvolvido na década de 80 para o melhor funcionamento do Sistema Toyota de Produção. Apesar de essa filosofia ter sido pensada para a manufatura automobilística, atualmente, ela é aplicada em empresas de diversos segmentos e variados portes, utilizando os mesmos princípios.

Esse sistema é aplicado com o objetivo de reduzir perdas, utilizando os recursos de forma estratégica e eficiente, proporcionando mais valor ao negócio sem perder qualidade e sem diminuir a satisfação dos clientes.

O lean, como também é conhecido, identifica e proporciona benfeitorias nos fluxos de valor com a utilização de profissionais qualificados, com iniciativa e que estão constantemente motivados. O auxílio dessas pessoas está em total harmonia com o planejamento estratégico do fluxo, afinal, processos precisam de executores muito bem instruídos e com sinergia ao objetivo final.

Como implementar o lean thinking?

Muito se sabe sobre a filosofia lean, mas as explicações extremamente técnicas e burocráticas acabam distanciando profissionais que verdadeiramente poderiam fazer um ótimo uso desse sistema de gestão. Por isso, produzimos abaixo um passo a passo claro e conciso com os cinco princípios que baseiam o lean thinking para que você possa começar a aplicá-lo nos seus negócios e clientes. Veja!

Identificar o que é valor para o cliente

O primeiro estágio da aplicação sistêmica do lean thinking é a identificação de qual é o valor que o cliente tem. Essa determinação tem que ser realizada exclusivamente pela empresa, de modo que, a você, cabe apenas esclarecer qual é a real necessidade do negócio, proporcioná-la da melhor forma possível e ser recompensado por esse feito.

Para conseguir extrair o verdadeiro valor para o cliente, é preciso fazer um esforço aprofundado, até porque esse será o primeiro norteador da aplicabilidade da filosofia lean.

Mapear o fluxo e identificar os desperdícios

Agora, você vai precisar passar para a segunda etapa, que é a identificação do fluxo de valor. Aqui, é necessário conhecer detalhadamente a cadeia produtiva da empresa para que você consiga separar os processos em três tipos diferentes.

São eles: os processos que geram valor e são eficientes, os processos que não geram valor, mas são necessários para o negócio e, portanto, devem continuar existindo e os processos que não geram valor e definitivamente precisam ser extintos do fluxo por proporcionarem desperdício.

Implementar o fluxo contínuo

Esse princípio exige um esforço coletivo. Nessa etapa, é de suma importância a mudança na mentalidade das pessoas para que o fluxo contínuo seja implementado. A verticalização dos estágios de produção abre espaço para a horizontalização, em que tudo corre mais rápido, mais fácil e com mais fluidez.

A fluidez dos processos ganha o espaço da tradicional alternativa de produção separada por departamentos. Essa mudança proporciona redução dos tempos de concepção de produtos, do processamento de todos os pedidos e até da gestão dos estoques.

Permitir que o cliente puxe a produção

As empresas estão totalmente acostumadas a empurrarem os itens para os consumidores e acabam se esquecendo do acúmulo dos produtos em estoque. Nesse momento do lean thinking, o objetivo é limpar e rentabilizar todo o estoque da organização por meio de estratégias de marketing bem definidas, como descontos e promoções que atraiam verdadeiramente o consumidor. Dessa forma, o cliente passa a puxar o fluxo de valor e a produção da empresa e não o contrário.

Buscar aperfeiçoamento constante

O último pilar da filosofia lean é a busca constante pela perfeição. É fundamental exigir da empresa processos completamente transparentes, em que todos os responsáveis pela cadeia de acontecimentos tenham conhecimento e familiaridade com o processo como um todo e não apenas com parte dele.

Para a busca pelo aperfeiçoamento, você deve fazer com que os membros do fluxo dialoguem constantemente, a fim de proporcionar melhores formas de se criar valor. A hierarquia deve ser tratada com muito cuidado e observada com muita atenção, já que não pode interferir perigosamente.

Quais os benefícios do lean thinking?

Ao colocar em prática essa filosofia que surtiu resultados impressionantes para várias empresas ao longo dos últimos anos, você vai perceber que não será somente a redução de desperdícios a vantagem do lean thinking, mesmo que ela, por si só, já seja uma grande motivadora da mudança estrutural de um negócio.

Gerenciando de melhor forma as tecnologias empregadas, os esforços utilizados e os recursos necessários, a empresa também vai proporcionar ao cliente aumento constante de satisfação, afinal, o objetivo do lean é sempre elevar o valor para os clientes.

Será possível otimizar a qualidade dos produtos, pois os esforços financeiros empregados nas perdas podem ser destinados, finalmente, para melhorar a concepção dos itens. Sem contar que um benefício primordial para o negócio é o aumento do foco da empresa no fluxo de valor e nos processos, e isso garante instantaneamente o melhor funcionamento da rotina e do que vai ser entregue pela marca.

Agora que você aprendeu de forma clara, sem ter que lidar com termos técnicos e de difícil interpretação, o que é o lean thinking e como fazer para aplicá-lo nos processos em que você está inserido, não deixe de estudar mais sobre essa filosofia e tornar-se um profissional capacitado para oferecer, de forma completa, essa gestão diferenciada que pode auxiliar e proporcionar melhorias para empresas de diversos segmentos e diferentes portes.

Se você ficou com alguma dúvida sobre lean thinking e quer fazer alguma observação sobre esse tema ou tem alguma sugestão que possa nos ajudar, deixe o seu comentário neste post.

No votes yet.
Please wait...
0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da conversa?
Deixe sua opinião! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *