O papel das especializações para a área da saúde

Novas tecnologias e descobertas científicas têm despontado a todo o momento. E, nesse ritmo frenético de mudanças, é preciso que o bom profissional se atualize constantemente. Na área da saúde, que passa por inúmeras inovações, estar em dia com os conhecimentos é essencial. Afinal, você está lidando diretamente com a saúde e a vida.

Além disso, com a competitividade acirrada, também já foi o tempo em que só uma graduação bastava. Hoje, é necessário investir em conhecimento e informação a fim de assegurar diferenciação frente aos concorrentes, mais possibilidades de crescimento e boas perspectivas para o futuro.

Se você tem vontade de fazer especializações para a área da saúde, mas ainda tem dúvidas sobre qual curso tem mais relação com o seu perfil de atuação, confira algumas dicas que podem ajudá-lo a sair da incerteza e escolher de vez o que fazer. Vamos lá?

Cientista médico

É aquele profissional que dedica seus cuidados a pesquisas para buscar novas descobertas científicas nas áreas da saúde e da doença. Ele é de fundamental importância para propiciar soluções concretas que vão contribuir para a prática médica.

É uma área de atuação próspera, principalmente, se levar em consideração que a maioria dos formados em medicina opta por trabalhar no meio clínico, deixando a linha científica para segundo plano.

Aqui, cabe ressaltar que, enquanto o médico clínico — aquele que fica no atendimento em consultórios e hospitais — faz residência, os interessados em ciência devem procurar uma especialização.

O cientista médico pode atuar em laboratórios, universidades e na indústria farmacêutica (no aperfeiçoamento de tratamentos e medicamentos).

Engenheiro biomédico

O engenheiro biomédico é um profissional multifacetado que tem conhecimentos nas áreas de Engenharia, Ciências, Exatas e Saúde.

Ele pode atuar no desenvolvimento e na melhoria de equipamentos médicos, biomédicos e odontológicos que vão ajudar no diagnóstico e no tratamento de doenças. Além disso, pode projetar, montar e prover aparelhos, softwares e outros dispositivos da informática, da elétrica e da eletrônica, que otimizem a eficácia do ambiente da saúde.

É um profissional bastante dinâmico que, por entender de Exatas e Engenharia, é útil também no gerenciamento da aquisição de equipamentos mais eficientes e com custos menores.

Esse é um curso relativamente recente e, por isso, o profissional que optar por investir nele tem grandes chances de crescimento e sucesso na carreira.

Ademais, há uma ampla gama de possibilidades de atuação. Só para citar alguns exemplos: clínicas médicas, laboratórios farmacêuticos, análises clínicas e centros de saúde e pesquisa.

Gerente de saúde

A área é voltada para aquele tipo de profissional que se interessa na qualidade de vida dos funcionários da empresa.

Ele deve pensar em como promover rotinas sadias no ambiente de trabalho e contribuir para a melhor satisfação dos colaboradores dentro e fora do ambiente hospitalar — por exemplo, por meio do planejamento e incentivo à alimentação saudável, às atividades físicas e à realização de exames preventivos.

Geralmente, qualquer profissional de saúde tem capacidade para atuar nesse campo, mas é recomendável que ele tenha alguma especialização na área de gestão de pessoas para prover, com efetividade, as necessidades de cada funcionário e, assim, contribuir para o bem-estar coletivo.

Auxiliar de saúde com atendimento domiciliar

Com a rotina corrida dos grandes centros e o envelhecimento da população, cada vez mais, os pacientes buscam por profissionais que zelem por eles em ambiente doméstico, facilitando a locomoção e o tratamento e gerando mais bem-estar e qualidade de vida.

É uma profissão que garante mais conforto, privacidade e autonomia ao enfermo, que não precisa, por exemplo, ficar esperando um parente para levá-lo ao consultório médico ou aguardar tempos na sala de espera.

Em contrapartida, exige também do profissional maior interação, simpatia, habilidade comunicacional e interpessoal, além de um tratamento humanitário para garantir que o paciente contrate seus serviços e solicite o retorno outras vezes.

Muitos profissionais da fisioterapia e da enfermagem já usam esse tipo de serviço com atendimento domiciliar, mas ele pode ser aplicado praticamente em todas as áreas da saúde.

Biomédico

A biomedicina é uma das especializações para a área de saúde que mais se destacam atualmente.

O biomédico é o profissional que soluciona enfermidades ao detectar e analisar micro-organismos responsáveis por determinado tipo de doença. É ele também quem dá aos médicos as informações necessárias para o diagnóstico de fungos e bactérias, por exemplo, além de pesquisar novos medicamentos e tratamentos para essas patologias.

O profissional pode trabalhar em laboratórios, clínicas e hospitais, e o campo de atuação é bastante vasto: pode atuar nas áreas de análise ambiental, de estudo das composições dos alimentos, em análises clínicas, anatomia, biofísica, biologia molecular, bioquímica, biotecnologia, diagnóstico por imagem, genética, microbiologia e sanitarista, só para citar alguns exemplos.

Médico desportivo e de reabilitação

É uma área em expansão, que visa ao diagnóstico, ao acompanhamento e à preparação da rotina diária de atletas em nome de uma performance desportiva mais eficaz e saudável. Além, é claro, de auxiliá-los no tratamento e na recuperação em caso de lesões.

O médico desportivo e de reabilitação precisa de constante pesquisa e atualização para inserir o que há de mais moderno no mercado e contribuir para o rendimento dos esportistas.

Praticamente todo profissional de saúde tem espaço nesse meio: de nutricionistas, fisioterapeutas e enfermeiros a biomédicos.

E essas são apenas algumas das possibilidades de especializações para a área da saúde. Há muitas outras capacitações tão interessantes quanto as apresentadas aqui e que podem ajudá-lo a ter mais autoconfiança e proatividade no desempenho das suas atividades diárias.

Tenha sempre em mente que apostar em uma qualificação auxilia na performance nos mais variados campos de atuação, como no desenvolvimento de habilidades de gestão, na análise de dados, na burocracia hospitalar, na melhora na comunicação com pacientes e funcionários e nas tomadas de decisão sobre um medicamento, por exemplo.

Além disso, quanto mais estudo você tem, mais autonomia, credibilidade e referência ganha no ambiente médico e no desenvolvimento da carreira. Então não perca tempo! A hora de investir em você é agora! Procure as especializações para a área da saúde que mais tenham afinidade com você e com seus objetivos profissionais e mãos à obra!

Gostou das nossas dicas, mas tem outras dúvidas sobre algumas dessas áreas de atuação ou sobre o papel das especializações para a área da saúde? Então entre em contato com a nossa equipe e saiba mais sobre o assunto. Vamos lá!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.