pdsa

PDSA e SEO

PDSA e SEO

No artigo de hoje gostaria um pouco sobre a importância do PDSA em áreas fora da produção ou da indústria. Quero contar um pouco sobre como os PDSAs foram importantes para que nosso site pulasse de 1 a 2 visualizações por dia para 600. Sim, é isto mesmo. Em menos de 12 meses de trabalho árduo e muitos PDSAs nós conseguimos, finalmente aumentar as visitas.

E o melhor foi que não nos custos nada, em termos de serviços externos. De PDSA em PDSA fomos ganhando um pouquinho de conhecimento sobre este tal de SEO (nós não sabíamos o que era isto antes dos PDSAs)

Antes de começarmos os PDSAs, nossa equipe sentou e respondeu as duas primeiras questões do modelo de melhoria:

1)      O que queremos realizar?

2)      Como saberemos se a mudança é uma melhoria?

Para responder a primeira questões discutimos bastantes e, ao final, decidimos que nosso foco era aumentar o número de acessos ao site e claro, aumentar o faturamento via site. Na segunda questão nós definimos quais indicadores seriam adequados para mensurar se estávamos atingindo o objetivo ou não. Como indicadores nós elegemos o número de acessos ao site, número de e-mails recebidos e número de vendas efetuadas. Respondidas as questões, partimos para a mão na massa.

Nosso primeiro PDSA foi criado para matar uma dúvida comum a muitos empreendedores que começam seus sites: será que colocarmos um artigo em alguma revista da área irá melhorar o número de acessos? Esta era uma predição e precisávamos testá-la. Posto o objetivo, corremos atrás e conseguimos publicar 3 artigos em sequência (3 edições mensais) numa conhecida revista do meio. Resultado: o site bombou? Nada. Ninguém acessou o site pela revista, nem ao menos enviou e-mail. Este teste teria custado 3 mil reais, mas como os artigos estavam caprichados, nós conseguimos publicá-los na faixa. Conclusão do PDSA para o nosso site e negócio: não devemos gastar para colocarmos anúncios nesta revista, pois isto não nos trará retorno.

Depois disto, fomos testar os Adwords. Gostaríamos de verificar, por meio de PDSAs se o Adwords iria atrair acessos para o site

Conclusão: atraiu. Depois de 1 mês utilizando os links patrocinados nós conseguimos colocar uns 8 visitantes por dia no site. Já era uma boa melhora, porém, verificamos que os contatos que vieram tinham a ver com processos judiciários. As pessoas procuravam processos judiciais e caiam em nosso site e isto era jogar dinheiro fora. Depois de entender o mecanismo (PDSA 3) nós conseguimos atrair para o site pessoas que realmente estavam interessadas nele, porém, o custo para isto era muito alto. Por ser muito eficaz e conhecido das empresas de treinamento e consultoria, o preço do leilão da palavra chave era muito alto o que inviabilizou a ferramenta para nós.

Enfim, de PDSA em PDSA nós chegamos aqui. Temos muito a remar ainda, mas o barco do PDSA tem se mostrado sempre muito bom e valente, nos protegendo nas tormentas e nos confortando nos momentos de vento forte. Antes de dizer não posso ou não consigo da próxima vez, pense no PDSA e lembra que ninguém nasce sabendo e que quem domina   técnica do conhecimento ou aprendizado, sempre evolui. Boa sorte a todos e rumo aos 1000 por dia.

 

4 respostas
  1. Fabio Lima
    Fabio Lima says:

    Olá,
    Muito bacana ver a utilização desse método para o SEO.
    Na web, mesmo com a infinidade de ferramentas ‘automáticas e inteligentes’ disponíveis, ainda se houve muito em PDCA onde na verdade o ideal é o PDSA, do qual também faço o uso!
    Parabéns e espero mais artigos com tratativas relacionadas ao novo mercado!

    Responder
  2. Maciel
    Maciel says:

    Olá.

    Achei bacana a explicação, porém, fiquei com aquela sensação de que faltou alguma coisa. Digo isso, porque não consegui entender com à ajuda do PDSA, as visitas pouderam saltar tanto.

    Já usei os serviços do Google, e realmente geram visitas, mas contatos por e-mail são super poucos.

    Ainda não descobri qual o pulo do gato.

    Abraços.

    Responder
    • admin
      admin says:

      O pulo está em testar coisas utilizando o PDSA. No caso, o que foi mais interessante para nós foi a geração de conteúdo. Este hard working é que fez o site dar um pulo.

      Responder

Trackbacks & Pingbacks

    Deixe uma resposta

    Want to join the discussion?
    Feel free to contribute!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *