Recertificação

Pensando em nossos alunos e nos leitores de nosso blog, separamos alguns conteúdos que são úteis para o dia-a-dia de uma empresa. Nesses assuntos iremos abordar questões importantes que colaboradores, gestores e proprietários devem se atentar.

Esses temas abordarão desde ideias básicas até ferramentas de gestão que podem ser aplicadas em projetos de melhoria. 

No post de hoje iremos abordar a importância de realizar recertificação em uma empresa. Continue nos acompanhando para saber mais!

eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!

O grande resultado do Seis Sigma é redução de custos. Sem comprovação dos resultados financeiros, um projeto Seis Sigma não é aprovado, o que gera um compromisso por parte dos participantes do projeto em entregar resultados e não somente ideias e diagnósticos. A maneira mais rápida é dar o primeiro passo e adquirir o conhecimento necessário para a implementação de melhorias. Participar de um curso para ganhar habilidade necessária na aplicação das ferramentas é essencial!





Capa eBook: Conheça o Seis Sigma e o que ele pode fazer!



Importância de empresas realizarem recertificação

Num prazo de três anos após a certificação, empresas devem passar por auditorias para garantir e assegurar os processos de gerenciamento da qualidade e manter em dia o selo ISO 9001.

A ISO, ou International Organization for Standardization, é uma organização fundada em 1946 e sediada em Genebra, na Suiça.

O propósito dessa organização é desenvolver e promover normas que possam ser utilizadas por todos os países do mundo.

Mas qual o diferencial de possuir essa certificação de qualidade? 

Empresas que possuem certificação de qualidade ISO 9001 têm a certeza do desenvolvimento de um trabalho assertivo e direcionado junto aos seus clientes e colaboradores.

Mas vale a ressalva: a cada três anos é preciso reforçar esse compromisso com a gestão da qualidade.

Como renovar o selo ISO 9001 de qualidade

A auditoria de recertificação é um processo de extrema relevância para todas as organizações, independente de seu porte ou de serem públicas/privadas.

O processo inclui duas auditorias internas. Essas auditorias consistem em processos de inspeções onde são avaliadas padrões de qualidade.

A auditoria possibilita a avaliação e a documentação do sistema de qualidade empregado na empresa, o que, consequentemente, permite o aperfeiçoamento de processos, serviços e produtos, além de facilitar a visualização das não-conformidades.

Para as empresas, obter a recertificação  gera o completo amadurecimento do sistema de gestão pautado nos requisitos da qualidade.

Os ciclos da recertificação de um sistema de gestão

Após o processo de recertificação a empresa deve tomar algumas precauções ao longo dos meses seguintes.

Após a recertificação será possível para a empresa avaliar seus processos de melhoria do sistema implementado.

Auditorias de manutenção

Para que haja um entendimento melhor dos ciclos da recertificação, é necessário que se entenda a importância das auditorias de manutenção, que devem ser realizadas no período de um ano após a certificação.

O não cumprimento das auditorias de manutenção no período estipulado tem como consequência a suspensão do certificado por um período de três meses, sendo que neste período deverá ser realizada a auditoria com um acréscimo de 50% do tempo padrão.

Se, após os três meses, a auditoria não for realizada, o certificado da empresa é cancelado.

A principal dificuldade é que, muitas vezes, na correria do dia-a-dia, a empresa já certificada se acomoda e não dá continuidade às ações do Sistema de Gestão e acaba tudo no esquecimento.

Por isso é importante seguir o modelo com um conjunto de ações, o sistema de gestão deve ser mantido ativo a partir do primeiro dia após a certificação. 

O que fazer no segundo ano

Após a primeira auditoria de manutenção, que representa o início do segundo ano de certificação, espera-se que as sistemáticas implementadas no ano anterior estejam totalmente adequadas à realidade da organização.

O representante da direção, deve estar motivado e focado em levar a empresa a subir mais um degrau.

Sem esquecer que a direção deve também estar envolvida e participando do sistema de gestão.

 

O que fazer no terceiro ano

No terceiro ano é esperado que o sistema de gestão seja parte natural da rotina de todos, considerando as sistemáticas, registros, comprometimento e melhorias.

Os colaboradores devem conhecer os processos pertinentes ao seu departamento, bem como os controles que tange esses processos para que haja uma rastreabilidade constante.

Crie programas para melhoria contínua incentivando ideias e buscando líderes dentro da organização. 

Projetos de melhoria utilizando a metodologia Seis Sigma podem ser ótimas soluções para esses momentos, e como solução para otimização de processos. 

Para saber mais sobre como executar projetos Seis Sigma acesse: Projeto Seis Sigma: quebrando paradigmas.

E descubra como encontrar soluções de melhoria que farão os processos de produção da sua empresa atender as expectativas de qualidade!

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.