scrum master

Quem é o Scrum Master, Suas Obrigações e Responsabilidades no Projeto

publicado em | atualizado em

No mercado atual e do futuro, figuras como o Scrum Master se tornam protagonistas. E não é difícil de entender a razão para isso.

Desenvolver softwares, aplicativos e soluções tecnológicas requer uma capacidade de inovar e de se autogerir considerável, conforme as boas práticas Scrum.

O Scrum Master vem a ser o profissional capaz de garantir a fluidez de projetos e que sua equipe se manterá focada e comprometida com o sucesso da empreitada.

Isso porque, em Tecnologia da Informação, o desenvolvimento de uma solução jamais é igual a outra.

Cada site, aplicativo ou software é projetado de acordo com demandas específicas.

Ainda que existam linhas e códigos comuns, na verdade, tudo funciona como um grande mosaico, cada um com uma disposição de peças própria.

Agora, imagine trabalhar dessa forma sem uma referência, uma figura de confiança que possa orientar nos momentos de dúvida?

Essa é uma dentre as muitas funções do Scrum Master, profissional de extrema importância que vamos conhecer melhor a partir de agora.

Qual a função de um Scrum Master?
Qual a função de um Scrum Master?

O Scrum Master é um dos componentes que integram uma equipe de desenvolvimento baseada na metodologia Scrum.

Nela, há três funções básicas a serem desempenhadas:

  • Product Owner – responsável por determinar o que se espera do produto a ser desenvolvido
  • Time de Desenvolvimento (Dev Team) – equipe com profissionais de diversas áreas ligadas ao desenvolvimento, cuja função é codificar, arquitetar, documentar e testar
  • Scrum Master (SM) – o “fiel da balança”, responsável por coordenar todas as outras atividades.

Embora exerça uma atividade que requer capacidade de liderança, o Scrum Master não é um líder boss, ou um chefe que distribui ordens.

Antes de mais nada, sua função é garantir que o projeto e os sprints sejam conduzidos conforme as determinações passadas pelo Product Owner.

Assim sendo, esse profissional está mais para um professor do que para um comandante, ainda que ele possa delegar tarefas e atividades.

O que é o Método Ágil de Gestão de Projetos?
O que é o Método Ágil de Gestão de Projetos?

A Metodologia Scrum tem origem em um conjunto de princípios conhecido como Método Ágil, cuja origem é o Manifesto Ágil, de 2001.

Assinado por 17 profissionais de renome na área de TI, baseia-se em um rol de 12 princípios norteadores das atividades em tecnologia.

São eles:

  1. “Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente através da entrega contínua e adiantada de software com valor agregado.”
  2. “Mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente no desenvolvimento. Processos ágeis tiram vantagem das mudanças visando vantagem competitiva para o cliente.”
  3. “Entregar frequentemente software funcionando, de poucas semanas a poucos meses, com preferência à menor escala de tempo.”
  4. “Pessoas de negócio e desenvolvedores devem trabalhar diariamente em conjunto por todo o projeto.”
  5. “Construa projetos em torno de indivíduos motivados. Dê a eles o ambiente e o suporte necessário e confie neles para fazer o trabalho.”
  6. “O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é através de conversa face a face”
  7. “Software funcionando é a medida primária de progresso.”
  8. “Os processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes de manter um ritmo constante indefinidamente.”
  9. “Contínua atenção à excelência técnica e bom design aumenta a agilidade.”
  10. “Simplicidade – a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado – é essencial.”
  11. “As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de equipes auto gerenciáveis.”
  12. “Em intervalos regulares, a equipe reflete sobre como se tornar mais eficaz e, então, refina e ajusta seu comportamento de acordo.”

Como o Scrum Master se Encaixa na Metodologia Scrum
Como o Scrum Master se Encaixa na Metodologia Scrum

Um dos desafios que levaram esses especialistas a criar o Manifesto Ágil era a necessidade por “desemperrar” os projetos em TI.

Ainda influenciados por metodologias herdadas da indústria, mais apegadas ao formalismo e à hierarquia, ele perceberam que, para o setor tecnológico, a pegada tinha que ser outra.

Nesse processo de mudança, era fundamental alterar a ideia de líder autocrático que delega funções e distribui ordens.

Também se fazia necessário tornar os projetos menos dependentes de fórmulas prontas e mais capazes de determinar as suas próprias demandas, ferramentas e soluções.

Por isso, ao resultar na Metodologia Scrum (uma das que nasceram com a Metodologia Ágil), surgiu a figura do Scrum Master.

Ele se encaixa no Método Scrum justamente por representar um facilitador e não um chefe todo-poderoso.

Sua missão é garantir que todos os membros do Dev Team se mantenham alinhados entre si e aos objetivos do projeto.

Vamos ver nos próximos tópicos como isso é feito?

Gestão da Equipe

Um dos grandes desafios ao se trabalhar em equipes é compensar as diferenças que, em maior ou menor grau, sempre vão existir.

Pode ser em termos de conhecimento técnico, de personalidade ou mesmo de princípios e de caráter.

O certo é que, quando se trabalha coletivamente, haverá sempre arestas a aparar.

No caso do Scrum Master, a primeira dessas arestas a ser corrigida é o próprio conhecimento que cada membro tem da Metodologia Scrum.

Garantir que todos estejam minimamente preparados e conscientes dos princípios e da metodologia é uma das bases para a gestão da equipe.

Nesse contexto, cabe ao Scrum Master orientar em caso de dúvidas, aliviar eventuais pressões externas e garantir que os membros trabalhem em regime de cooperação.

Gestão do Sprint

Outro princípio básico da Metodologia Scrum é o fracionamento dos projetos no que se convenciona chamar de Sprint.

Como se fosse uma série de “tiros curtos” encadeados, eles são fundamentais para assegurar que o Dev Team cumpra com todas as etapas do Product Backlog.

O Scrum Master deve trabalhar no sentido de equilibrar o avanço do projeto com a solução de falhas.

Em outras palavras, antes de partir para uma nova solução, deve-se primeiro corrigir erros anteriormente apontados.

Por outro lado, esse trabalho corretivo não pode se estender demais a ponto de comprometer o cronograma.

Do sucesso de cada Sprint depende a entrega do projeto final.

É possível que um Sprint apresente mais dificuldades que outros.

Nesses casos, a atuação do Scrum Master é decisiva para que os obstáculos sejam superados e que o projeto avance sem atropelar etapas.

Facilitador da Reunião Daily Scrum

Uma das características de projetos com base na Metodologia Scrum é a constante avaliação e coleta de feedbacks.

É isso que se faz na reunião Daily Scrum, que, como você já deve ter percebido, trata-se de um encontro no qual os membros da equipe estabelecem os próximos Sprints.

Também é nessa reunião que falhas anteriores são debatidas, ajudando a evitá-las nas fases seguintes.

Por ser um momento com potencial para causar conflitos, cabe ao Scrum Master atuar como moderador, incentivando as pessoas a opinar de forma respeitosa e profissional.

Ao mesmo tempo, deve zelar pelo bom ambiente de trabalho, intermediando conflitos e ajudando as pessoas a chegarem a um denominador comum.

Lembre que o mais importante é o projeto e que cada Sprint se mantenha dentro do cronograma.

Assim, fica garantido o respeito ao orçamento e o bom uso dos recursos disponíveis.

Por isso, a reunião Daily Scrum é a oportunidade que as pessoas têm para expor suas opiniões e solucionar possíveis diferenças.

A partir disso, o Scrum Master, com a sua experiência, deverá usar da sua capacidade de influenciar para que eventuais divergências não se transformem em obstáculos.

Removedor de Bloqueios

A Metodologia Ágil leva esse nome não por acaso.

Nela, a realização de um projeto é sempre a prioridade, desde que as práticas adotadas privilegiem a qualidade e atendam aos interesses do cliente.

Dessa forma, não há espaço para conflitos de interesses, vaidades ou imposição de ideias de uns sobre os outros.

Conflitos pessoais, via de regra, acabam por se revelar bloqueios quando se trabalha em equipe.

Pois remover esses bloqueios é uma das nobres (e árduas) missões do Scrum Master.

Sua postura deve ser a de um orientador e, quando necessário, de um conciliador.

Afinal, sempre há uma solução quando as pessoas se dispõem a encontrá-la, até mesmo nos casos aparentemente mais complexos.

Como veremos mais à frente, um dos requisitos de um Scrum Master é a simplicidade.

Assim, ele se coloca em condições de agir em nome do projeto e não em causa própria.

Scrum Master e Gestor do Produto no Scrum

Lembra o que vimos logo no início deste artigo sobre a divisão das tarefas em equipes Scrum?

Em projetos, as funções de Product Owner, ou Gestor do Produto, podem ser confundir com as do Scrum Master se os profissionais não assimilarem bem a Metodologia Scrum.

Basicamente, cabe a esses especialistas o seguinte:

Product Owner

  • Faz a distribuição de tarefas
  • Lista e dá prioridade a recursos
  • Calcula e gerencia os riscos
  • Atua como elo de ligação com outras equipes
  • Controla o orçamento
  • Reporta os avanços do projeto para os líderes e stakeholders
  • Mantém o foco no projeto e processos.

Scrum Master

  • Estimula a comunicação constante entre membros
  • Viabiliza o planejamento dos Sprints e do Daily Scrum
  • Vigia a equipe para apurar em que se pode melhorar
  • Busca motivar as pessoas
  • Presta auxílio onde precisar
  • Retira eventuais obstáculos que impeçam o projeto de avançar
  • Apoia o Dev Team no sentido de medir a velocidade e para acelerar quando necessário.

As habilidades e competências para ser um Scrum de resultados
As habilidades e competências para ser um Scrum de resultados

Costuma se dizer no meio de profissionais de TI que um bom Scrum Master é diferente de um que gera resultados.

Independentemente das ideias, o fato é que um Scrum Master de verdade deve reunir algumas características indispensáveis.

A primeira delas é entender que ele não é um chefe.

Embora a recomendação é para que seja um especialista com mais bagagem, em termos técnicos, ele acaba se igualando aos demais membros.

É, portanto, um líder típico de uma organização horizontal, na qual todos têm autonomia para se autogerir.

Isso não significa, por outro lado, que o Scrum Master deva aceitar tudo ou que deixe o projeto virar uma anarquia (no sentido negativo do termo).

Como se pode perceber, o conjunto de tarefas sob sua responsabilidade não é simples de lidar.

Por isso, é consenso que um Scrum Master precisa contar sempre com as seguintes habilidades e competências:

Senso de responsabilidade

Já que cabe ao Scrum Master a tarefa de estimular sua equipe e garantir que cada Sprint seja cumprido, é esperado que ele tenha um aguçado sentido de responsabilidade.

Isso implica lidar o tempo todo com prazos e agir para que eles sejam respeitados.

Afinal, em Scrum, a agilidade não quer dizer pressa, mas atuar de forma sensata e voltada à solução de desafios que nem sempre têm um precedente.

Em TI, o que mais existe é demanda inédita e que, por isso, não conta com um histórico de casos passados.

Quando isso acontece, é normal que a motivação caia e que as pessoas se sintam desestimuladas a continuar.

Pois é tarefa do Scrum Master reforçar com cada membro o compromisso assumido, o que requer senso de responsabilidade e de colocar o lado coletivo acima das individualidades.

Espírito colaborativo e de serviço

Outra ideia que circula entre profissionais de TI e que trabalham com Scrum é a que diz que o Scrum Master deve ser um “líder servo”.

Pode parecer contraditório, mas, na verdade, faz todo sentido quando se tem em conta os princípios do Manifesto Ágil.

Não há em nenhum deles uma orientação do tipo “siga o líder” ou “obedeça a qualquer custo”.

Muito pelo contrário, todo ele se estrutura em volta do trabalho em equipe e na geração de resultados para o cliente com a máxima qualidade.

Sendo assim, o Scrum Master vem a ser mais um facilitador do que um especialista, cujas ordens e ideias são incontestáveis.

Sua postura deve ser sempre solícita e sua disposição em ajudar deve prevalecer até mesmo sobre sua própria vontade.

Comprometimento com metas

Cada Sprint representa um micro objetivo a ser atingido até que se chegue à solução final, que é a entrega do software ou sistema para o cliente.

Em outras palavras, é a sobreposição de metas pequenas que leva uma equipe Scrum a atingir as maiores.

Mas nem sempre a motivação e o empenho são os mesmos, até porque cada Sprint traz desafios e obstáculos próprios.

O Scrum Master age para que a sua equipe se mantenha focada em cumprir com o que foi determinado.

Portanto, não se espera desse profissional menos que 100% de comprometimento e entrega quando se envolver em um projeto.

Capacidade de se comunicar

Um líder Scrum Master é também um conciliador e, por que não, um gestor de relacionamentos.

Como você já sabe, é ele que deve intervir quando diferenças entre membros ameaçarem o andamento de um projeto Scrum.

Para isso, ele precisa ser hábil o bastante em se comunicar para que as pessoas colaborem de bom grado o tanto quanto possível.

Ele deve ser capaz, entre outras coisas, de trabalhar com a comunicação não-violenta, ou seja, de se expressar sempre com calma e serenidade.

Nada pior para uma equipe do que um gestor que não sabe se controlar ou se dirige às pessoas de forma impositiva.

Isso é ainda mais importante na área de TI, na qual a predominância da gestão horizontal dá aos profissionais mais autonomia.

Logo, não existem ordens, mas sugestões que podem ser aceitas ou não.

Simplicidade e humildade

Já que um Scrum Master não dá ordens, é esperado que ele seja uma pessoa simples de se lidar e humilde em reconhecer suas próprias limitações.

Aqui, vale recordar do décimo princípio do Manifesto Ágil, que diz: “Simplicidade – a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado – é essencial”.

Isso significa que um Scrum Master de verdade é aquele que não procura inventar a roda a cada Sprint, mas que busca as formas mais diretas de se alcançar um objetivo.

Essa postura, por outro lado, também facilita na comunicação e para extrair de cada membro a motivação necessária.

Ademais, um Scrum Master não está imune a falhas, já que é um ser humano como todos os outros.

Quanto mais humilde ele for em reconhecer quando não sabe de alguma coisa ou mesmo que está equivocado, mais bem visto ele será.

Em consequência, ele forma uma imagem positiva, o que torna as coisas mais fáceis na hora de apontar falhas e de orientar em direção à melhor solução.

Um líder autocrático, pelo contrário, tende a encontrar resistência e desconfiança.

Como isso se aplica a projetos Lean Six Sigma

A Metodologia Ágil se alinha a diversas outras voltadas à gestão de projetos e à melhoria contínua.

Uma delas é a Lean Six Sigma, que une os conceitos de Lean Manufacturing, ou produção enxuta, com o Six Sigma, metodologia voltada à redução de desperdícios.

Como demanda comprometimento e deve ser baseado em dados, não é difícil entender porque o Scrum Master pode ajudar no sentido de estabelecer padrões de qualidade para a realização de projetos por esse método.

Afinal, a Metodologia Ágil se caracteriza pela versatilidade em detrimento da rigidez.

Por isso, um Scrum Master competente é indicado para facilitar o trabalho de equipes em projetos orientados por outros métodos de produção e controle.

Conclusão

O fundamental, quando se trata de projetos Scrum, é que o trabalho em equipe esteja acima de preferências, embora o ideal é que cada especialista atue com o que tiver afinidade.

Em certos casos, o Scrum Master terá mais trabalho para manter o foco, dependendo da experiência de cada membro e de suas características pessoais.

Seja como for, a Escola EDTI é a sua fonte de conhecimento para se tornar um profissional de primeira linha.

Acesse nosso blog e tenha acesso a um grande acervo de ebooks e conteúdo gratuito para profissionais de TI.

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]