Validade do certificado de Green Belt

Dando sequência a nossa série especial sobre Green Belt, hoje iremos nos aprofundar no tema e falar mais sobre o que se trata exatamente ser um Green Belt!

Você pode conferir o primeiro texto da série acessando aqui: O que é o Seis Sigma e as suas diferentes certificações?

eBook: Como é o GREEN BELT da Escola EDTI na visão de seus alunos?

Entrevistamos três alunos que dividiram sua trajetória ao longo desse processo, desde a decisão de se tornar um Green Belt, até a experiência ao longo das aulas. Escolher uma instituição de ensino adequada é primordial para uma experiência completa de aprendizado, não basta tomar a decisão de realizar cursos para se destacar se isso não gerar, de fato, conhecimento ao aluno.





Capa eBook: Como é o GREEN BELT da Escola EDTI na visão de seus alunos?

Apesar de existir algumas entidades, como ASQ (American Society for Quality), que apenas certificam o aluno, nos cursos de Seis Sigma não existe uma única entidade que ateste a validade dos certificados emitidos pelas escolas. Talvez a principal delas seja o fato de várias empresas terem seus programas internos de de Seis Sigma e não se submeterem a outras entidades.

Assim, o que você deve levar em conta é a relevância da sua escola. Equipe, número de alunos, empresas atendidas, qualidade de seus materiais serão pontos importantes em sua decisão. Com relação à validade internacional do certificado também é preciso tomar cuidado.

Tenha certeza de que você esta escolhendo um bom curso, onde possa aprender muito e utilizar todo o suporte de sua escola para garantir que em uma futura entrevista no exterior você conseguirá mostra que tem a capacidade de liderar projetos. Você pode pensar da seguinte maneira: suponha uma vaga onde o pré-requisito seja inglês fluente. Não adianta nada ter um certificado caso você não consiga demostrar que consegue falar o idioma, o que será exigido em uma entrevista.

Os cursos Lean Seis Sigma são perfeitos para quem atua na área de gestão e negócios — seja na modalidade Yellow, Green ou Black. E a boa notícia é que todos eles são oferecidos também no formato online! O Green Belt, especialmente, é indicado para quem já tem alguns conhecimentos da metodologia e quer começar a aplicá-la na empresa.

E, para aliar estudo com trabalho, nada melhor do que fazer o curso via internet! Mas o aluno deve ter muita organização e força de vontade para estudar com eficiência. Confira, a seguir, algumas dicas para ir bem no curso Seis Sigma Green Belt!

Os cursos de capacitação são uma ótima opção para aqueles profissionais que buscam aprimorar os conhecimentos e crescer na carreira. No entanto, muitas vezes a falta de tempo e os altos gastos não permitem a realização de uma formação na modalidade presencial, fazendo com que a melhor saída seja obter um certificado de curso online..

Contudo, ao optar pela modalidade a distância, é comum a dúvida quanto ao valor da certificação. Isso porque o mercado, na maioria das vezes, exige comprovação através de algum documento.

Por isso, neste artigo vamos explicar alguns pontos relacionados ao valor de um certificado de curso online, mostrando que não é preciso temer ao fazer essa opção. Continue lendo e saiba mais!

Por que exigir um certificado é importante?

Ao decidir fazer um curso, um dos primeiros pensamentos é o diferencial que ele pode dar ao currículo, auxiliando no desenvolvimento da profissional. Assim, é mais que comum considerar a obtenção de um documento que comprove que você está apto a realizar determinada função, pois isso é relevante tanto para o contratado quanto para o contratante.

Além disso, por meio do certificado é possível ter um suporte legal para concretização de certas tarefas, participação em concursos e até mesmo para elevar em um cargo dentro da empresa que trabalha. Tal fato faz com que se tenha uma melhor visão de futuro e que se estabeleçam metas a fim de manter um desenvolvimento contínuo.

Portanto, é inegável a importância de um certificado para comprovação de que o conhecimento foi adquirido.

Como é feita a regulamentação dos cursos pelo MEC?

Como visto no tópico acima, os certificados são de extrema importância para a comprovação legal de que se está apto a realizar determinadas funções. Porém, para que isso aconteça, um curso precisa ser reconhecido de diversas maneiras.

Sendo assim, cabe ao Ministério da Educação (MEC) a função fiscalizadora, que é responsável por regulamentar os processos relacionados à educação no Brasil, a fim de fornecer uma base comum e legal a esta esfera.

Dessa forma, pode-se contar com algumas leis que regularizam não somente o Ensino Fundamental, Médio, a Graduação e a Pós-graduação; mas também que tornam os cursos profissionalizantes válidos. Por isso, o Brasil possui a Lei nº 9.394, onde estão previstas todas as diretrizes que a educação deve seguir.

Na lei está determinado que a certificação do ensino a distância não se distingue do presencial, pois o que pode diferir é a carga horária e alguns métodos de avaliação, mas ambos são regulamentados e podem ser exercidos.

Porém, como os cursos livres são tratados como não-formais, não há uma lei específica que os regulem, mas sim que os integram como parte da Educação Profissional. Esta, por sua vez, possibilita que o trabalhador se atualize para o mercado de trabalho de maneira legal.

Há diferenças entre a certificação online e presencial?

Uma das maiores preocupações dos alunos é se o certificado de curso online será inferior ao de um presencial. Contudo, é possível afirmar que o que torna um curso diferente do outro é a dedicação do aluno. Afinal, pode ser mais fácil manter a dedicação e realizar as atividades em uma sala de aula do que em casa, onde temos mais espaço para procrastinar.

Em relação ao certificado em si, não existem diferenças, pois pode ser que não haja nenhuma especificação relatando se ele foi realizado a distância ou presencialmente. Sendo assim, no documento haverá os dados pessoais do aluno, os dados do curso concretizado(como carga horária) e os da escola que o ofertou, independente do meio utilizado.

Assim, pelo fato dos cursos livres a distância ou presenciais não dependerem de autorização prévia do MEC, não há diferenças quanto ao modo de certificação que será emitido.

Como saber se um curso é de qualidade?

Quem busca fazer um curso online não procura apenas praticidade, mas também preza por qualidade. Por isso, não basta que a formação seja acessível e ofereça uma declaração de conclusão válida, é importante que ele complemente a carreira de algum modo. Tal fato torna importante a busca por avaliações sobre a escola escolhida, isto é, as impressões de outros alunos que estiveram ou estão na instituição.

Dessa forma, a fim de crescer num mercado de trabalho competitivo e exigente, é preciso fazer algumas pesquisas, analisando os seguintes aspectos:

Credibilidade da instituição

Nem sempre o melhor curso será aquele registrado e regulamentado pelo MEC. Afinal, a escola é responsável por contratar profissionais qualificados, ofertar bons cursos e oferecer todo suporte necessário aos alunos, mesmo que virtualmente.

Desse modo, um dos primeiros aspectos que devem ser analisados ao escolher um curso é a qualidade da instituição. As escolas devem ter um registro e serem regulamentadas por outros órgãos, pois se tratam de estabelecimentos sérios que oferecem serviços na área de educação.

Método de ensino utilizado

Mesmo que virtualmente, o aluno precisa de apoio da instituição para que a formação seja a melhor possível. Por isso, faz-se necessário analisar como as aulas são lecionadas, como é feito o processo de avaliação e a qual é disponibilidade dos professores para que o discente tire as dúvidas e se torne, de fato, um profissional diferenciado.

Reconhecimento no mercado

Além de estabelecer uma postura crítica em relação ao estabelecimento, é necessário fazer uma pesquisa sobre a validade do curso no mercado de trabalho. Afinal, por que ter um certificado que pode não contribuir para sua capacitação e reconhecimento como profissional?

Portanto, é importante:

  • fazer pesquisas com outros profissionais para saber se o retorno foi positivo ou negativo;
  • informar-se sobre o reconhecimento da escola e do curso dentro de uma empresa;
  • analisar quais são os cursos que melhor atendem suas necessidades.

Vale ressaltar ainda que o aprendizado a distância é prático e pode ser mais rentável. Entretanto, nada substitui a dedicação do aluno e a responsabilidade no aprendizado, pois mesmo que um certificado de curso online tenha o mesmo valor que o presencial, o sucesso da utilização do método virtual depende da força de vontade em aprender. Por isso, colocar o ensino como prioridade é essencial.

Gostou deste post? Está em busca de uma instituição que ofereça cursos de qualidade? Então, entre em contato com a Escola EDTI e garanta o êxito de sua carreira!

1. Escolha o curso ideal

O primeiro passo para ter sucesso no curso é escolher aquele mais indicado para você. Analise a quantidade de horas previstas, o conteúdo programático e os materiais disponíveis. Preste atenção, especialmente, nas formas de contato com o professor e com os colegas.

Decida de acordo com a sua rotina, sua personalidade e com a forma de aprendizado mais adequada para você. Essa primeira etapa é crucial, pois de nada adianta você ingressar em um curso que não se encaixa na sua rotina, ou que não ofereça os conteúdos necessários para a sua formação.

Uma boa dica para conhecer melhor a escola é procurar por cursos gratuitos que ela oferece. A Escola EDTI, por exemplo, oferece a certificação inicial do Seis Sigma gratuitamente. Quer conhecer mais? Inscreva-se no curso gratuito de certificação Lean Seis Sigma White Belt!

2. Estabeleça uma rotina de estudos própria

Em um curso online, você não tem a companhia de colegas presencialmente. Isso tem um lado positivo e um negativo. Ter autonomia sobre o que for estudar e poder avançar ou retroceder nos conteúdos de acordo com a sua necessidade é bom, mas veja por outro ponto de vista: você não terá outras pessoas como referência na hora das lições.

Sendo assim, você deve estabelecer a sua própria rotina de estudos, levando em conta seus horários disponíveis, matérias mais urgentes a serem revisadas, entre outros fatores.

Não terá ninguém ao seu lado, caso você “se perca” nas aulas ou esqueça alguma data de avaliação, por exemplo. Por isso, crie sua própria programação de estudos e a siga rigorosamente.

3. Organize o material de estudos online

Diferente da maioria dos cursos presenciais, os que acontecem em ambientes online não exigem materiais físicos, como livros e cadernos. Todas as atividades são feitas digitalmente, e os conteúdos a serem estudados vêm em forma de PDF, apresentações de slides ou multimídia — seja áudio ou vídeo.

Dessa maneira, você deve organizar todos os materiais utilizados no curso em locais de fácil acesso, dentro do seu computador. Mas não pense que criar uma pasta na área de trabalho e arrastar tudo até lá vai resolver esse problema. Já imaginou se você precisa encontrar um arquivo rápido e é obrigado a procurar item por item dentro da pasta?

Portanto, prefira criar pastas secundárias, por matéria, módulo ou professor. Assim, você:

  • organiza melhor os materiais;
  • consegue localizá-los mais facilmente;
  • mantém sua rotina em ordem.

4. Faça todas as atividades e leia o material até o fim

Não seja aqueles alunos que aproveitam que “não tem ninguém olhando” e pulam exercícios ou negligenciam certos conteúdos. O seu sucesso e as suas notas dependem diretamente de você e do seu desempenho.

Os conteúdos dos cursos online são preparados por profissionais especialistas na área de interesse, e cada atividade está lá porque precisa ser vista pelo estudante. Aproveite essa oportunidade única de aprender e se aperfeiçoar com os melhores do mercado!

Caso você esteja com algum tipo de dificuldade para acompanhar as lições, deve conversar com a coordenação do curso e procurar dedicar mais tempo às aulas. Assim, será mais fácil tirar um proveito maior de sua nova formação.

5. Seja um aluno envolvido e interessado

Além de se aplicar com o máximo de empenho nos seus estudos, que tal trocar ideias com os professores e colegas nos chats, buscar interações fora do ambiente virtual, como um encontro presencial e ir além do que o programa propõe?

Os alunos mais empenhados e envolvidos com o curso se destacam nessas turmas, que costumam ser numerosas. Além de proporcionar novos contatos e experiências para você, uma dedicação extra de sua parte vai resultar em um boletim recheado de notas altas.

6. Respeite o cronograma e a agenda

Fique de olho no cronograma das aulas e não deixe nada para a última hora. Vá assistindo às aulas, à medida que elas forem liberadas na sua plataforma de estudos, e faça os exercícios e demais atividades propostas no mesmo ritmo também.

Caso o curso seja inteiramente disponibilizado de uma só vez, programe um cronograma particular a ser acompanhado. E siga a programação à risca.

Deixar acumular muito conteúdo para estudar de uma só vez não é saudável. Você pode dar menos atenção para um ponto específico, em função da pressa, e colocar todo o esforço a perder. Portanto, esteja sempre em dia com a agenda.

7. Desligue-se das demais distrações

Resista à tentação de espiar as redes sociais e os seus sites preferidos durante as aulas. Desligue o celular e foque somente no curso, durante o período separado para se dedicar às lições. Isso vale também para qualquer outra distração: televisão, música, lanches etc. Tudo deve ficar para depois.

É importante ter um local calmo e silencioso para fazer as aulas. Se você mora com familiares, explique a eles a importância do seu curso e peça que ajudem você, deixando-o em silêncio por algumas horas.

Outra dica importante nesse quesito é organizar todo o material antes de começar a estudar. Assim, você evita ter que fazer pausas para procurar algo em suas pastas e permanece mais tempo no ambiente de estudos.

Os melhores cursos online são aqueles reconhecidos pelo MEC?

Ao tentarmos medir a qualidade de um curso, muitas vezes usamos como parâmetro o fato dele ser “reconhecido pelo MEC”. Contudo, o que seria isso?

Cursos reconhecidos pelo MEC são aqueles oferecidos por uma instituição credenciada e que seguem exigências básicas. Dentre elas, estão: carga horária mínima e oferta de determinados conteúdos para que, ao final, o aluno esteja apto a exercer a profissão.

Para saber se o curso é reconhecido, basta verificar no próprio portal do MEC se a instituição de ensino é credenciada e está em acordo com as leis vigentes. Porém, o simples fato de o curso ter reconhecimento não garante sua qualidade. Sendo assim, há outros meios de saber se ele é melhor do que outros, como conferindo o resultado do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes).

Há leis que regulamentam essa modalidade?

Ao contrário do que muitos pensam, o fato de o curso ser online não dispensa a necessidade de regulamentação. Por isso, é preciso destacar que os cursos superiores oferecidos virtualmente também são pautados por leis.

Dessa forma, a instituição de ensino e as disciplinas ofertadas devem seguir os critérios instituídos pela Lei 9.394/96 (LDB), garantindo ao aluno um diploma válido após ele cumprir a carga horária estabelecida e concluir, com êxito, os conteúdos exigidos.

Entretanto, os cursos de capacitação livre apresentam algumas particularidades e não são necessariamente regulamentados pelo Ministério da Educação. Tal fato não faz com que as escolas ou esse tipo de ensino sejam inferiores, afinal é preciso analisar seus objetivos.

Qual é a situação do Ensino a Distância no Brasil?

Devido a um número cada vez maior de brasileiros buscando capacitação profissional, a quantidade de cursos superiores online cresceu significativamente no país nos últimos anos. Afinal, o acesso ao mundo virtual se tornou mais amplo, o que é uma ótima oportunidade para as instituições de ensino superior atraírem novos alunos.

De acordo com o Censo da Educação Superior, realizado em 2014 pelo Inep, eram fornecidos 1.365 cursos a distância no Brasil. Eles estavam distribuídos entre as categorias de licenciatura, tecnólogo e bacharelado.

Nessa pesquisa consta, ainda, que a rede privada é responsável por mais da metade dos cursos oferecidos. Além disso, o número de alunos matriculados passa de um milhão, demonstrando que o EAD (Ensino a Distância) tem grande retorno para as pessoas que nele investem.

Como escolher um bom curso EAD?

Agora você já sabe que, para escolher um curso a distância, não basta avaliar apenas o seu reconhecimento pelo MEC. Por isso, antes de fazer sua escolha, é importante seguir os seguintes passos:

1. Defina seus objetivos

Inicialmente, é fundamental estabelecer quais são seus objetivos ao fazer um curso a distância. Se você já possui a graduação e deseja se especializar, por exemplo, pode pesquisar opções de pós-graduação ou de capacitação que atendam às suas necessidades profissionais.

2. Procure saber sobre o reconhecimento no mercado

Definidos os objetivos, pesquise sobre as instituições, os cursos e seus respectivos pesos dentro do mercado de trabalho. Procure saber quais são os benefícios de determinada certificação e se ela será um grande diferencial no seu currículo. Sendo assim, vai ser mais fácil analisar do que você precisa e qual curso deve fazer.

Quais são as vantagens de fazer um curso EAD?

Por fim, podemos ressaltar que quem opta por fazer cursos EAD tem a possibilidade de usufruir de inúmeros benefícios. Conheça alguns deles:

Maior flexibilidade

Para as pessoas que trabalham, apenas a vontade de ingressar em algum curso que as capacitem não é o suficiente para que, de fato, consigam, pois é preciso ter tempo. Dessa forma, os cursos EAD oferecem a possibilidade de você montar seu próprio planejamento, adequando sua rotina aos estudos.

Melhor acessibilidade

Poder estudar nos dias e horários que preferir é um ótimo beneficio. Mas a possibilidade de assistir às aulas de qualquer lugar também é um diferencial para pessoas que viajam muito e não têm rotinas regulares.

Além disso, você pode ditar seu ritmo de estudo, assistindo o mesmo conteúdo quantas vezes quiser, até que tudo fique claro. Além disso, é possível tirar dúvidas com os professores a qualquer momento.

Investimento mais baixo

Além de tais cursos serem, geralmente, mais baratos, economiza-se dinheiro com transporte, alimentação e materiais, já que a maioria desses itens é disponibilizada virtualmente.

Acesso a cursos variados

Outra vantagem dessa modalidade é a oferta de conteúdos de diversas áreas. Sendo assim, além de poder escolher o que preferir, se o curso não for disponibilizado próximo ao local onde mora, é possível faze-lo de outros lugares do país, sem ter que se deslocar.

Emissão de diplomas/certificados

Também é possível emitir diploma ou certificações do curso, que são importantes para oficializar e validar os conhecimentos adquiridos, assim como é feito nas modalidades presenciais.

Autonomia para o aluno

Por último, devido à independência exigida para que se tire proveito dos estudos, o aluno adquire maior autonomia, o que pode torná-lo um profissional bem visto no mercado de trabalho. Afinal, uma das características mais avaliadas no momento da contratação é a proatividade.

Portanto, lembre-se de que, além de tudo, é necessário ter disciplina, dedicação e foco ao optar por cursos online, pois o sucesso dependerá de seu esforço. Por isso, a qualidade do profissional e suas habilidades estratégicas não são garantidas somente pela instituição onde estuda, mas sim pela vontade de obter conhecimento sempre.

Ficou com vontade de fazer cursos online que ajudem você a progredir na carreira? Então, entre em contato conosco e saiba mais!

Fazer um curso online requer muita disciplina e responsabilidade, mas pode trazer inúmeros benefícios para a sua carreira. Essas foram as dicas para ter sucesso no curso Seis Sigma Green Belt online! Se interessou? Então entre em contato com a escola EDTI e conheça nossos cursos!


0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *