curso green belt

Curso Green Belt: o que é, quem deve fazer e como impulsiona a sua carreira

publicado em | atualizado em

Um curso Green Belt pode ser exatamente o que você precisa para a carreira.

Essa certificação, além de ser extremamente valorizada pelas empresas de modo geral, abre diferentes portas no mercado.

Com ela, o profissional se prepara para liderar projetos de melhoria contínua, tomando como base metodologias ágeis e modernas.

Não é por acaso que ter um curso Green Belt no currículo faz diferença em termos de empregabilidade.

E as razões para isso você vai entender neste super guia sobre o assunto.

A partir de agora, vamos falar sobre que curso é esse, quem pode fazer, o que ele aborda, como aproveitar a certificação, em qual escola fazer e muito mais.

Acompanhe até o final e fique por dentro de tudo sobre Green Belt!

curso green belt

O que é curso Green Belt?

Um curso Green Belt é uma certificação voltada para profissionais de diversas áreas para compreender e aplicar a metodologia Lean Six Sigma em projetos.

O nome serve para designar uma faixa avançada de formação, estando acima do curso White Belt e atrás do Black Belt.

Um gestor capacitado em Lean Six Sigma Green Belt está qualificado para liderar projetos de melhoria contínua.

São iniciativas que demandam uma série de requisitos e habilidades por parte de seus líderes, que devem ser capacitados para trabalhar a partir de dados e análises estatísticas.

O termo Green Belt surgiu na Motorola, onde foi criado um método para executar projetos de melhoria batizado de Seis Sigma (ou Six Sigma). 

Dentro desse método, então, o profissional Green Belt despertava como o líder de projetos.

Quando o antigo CEO da GE (General Eletrics), Jack Welch, adotou o Seis Sigma como ponto central de sua estratégia e conseguiu resultados extraordinários com isso, o método passou a ser implementado em diversas empresas.

Com isso, aumentou a demanda por profissionais com a habilidade de liderar esses projetos.

Hoje em dia, a competição entre as empresas está cada vez mais acirrada e, com isso, as organizações têm procurado melhorar seus processos para se tornarem mais produtivas e reduzirem problemas de qualidade.

Para atingir esse objetivo, é muito importante trabalhar em um projeto de melhoria estruturado.

E o Green Belt é reconhecido pelo mercado como uma pessoa capaz de realizar tais projetos, resultando em um profissional essencial para qualquer empresa que queira se destacar no mercado.

Assista ao vídeo abaixo para saber mais sobre por que ser um Green Belt:

Para que serve o curso de Green Belt?

O curso Green Belt em Lean Six Sigma serve para capacitar o profissional a realizar e liderar projetos de melhoria, sendo por isso um canal para uma verdadeira mudança de cultura.

Para comprovar que está apto a executar projetos conforme a metodologia Seis Sigma, você deve passar por um curso e ser aprovado, além de entregar um projeto para atestar o aprendizado dos conhecimentos ensinados.

Ao longo do curso, então, o aluno tem contato com uma ampla gama de conhecimentos avançados de gestão de projetos

Além das competências necessárias para conduzir projetos em Lean Six Sigma, o curso também capacita para liderar com base no relacionamento.

Dessa forma, é esperado que o aluno tenha certas soft skills fundamentais para poder dar continuidade no processo de aperfeiçoamento.

Ao longo deste conteúdo, vamos falar mais sobre que habilidades são essas.

Quem pode fazer o curso de Green Belt?

Como vimos, um Green Belt tem a grande responsabilidade de realizar projetos ou liderar equipes de colaboradores conforme as diretrizes de projetos de melhoria.

Isso torna o público-alvo da certificação bastante amplo.

E é verdade que não existem limites em relação a quem pode fazer o curso.

No entanto, é válido dominar algumas competências e conhecimentos, principalmente nas áreas de cálculo e estatística.

Isso porque o Green Belt deve entender o funcionamento de certas matérias, como correlação linear, para saber como duas variáveis independentes podem se correlacionar. 

Afinal, a metodologia Six Sigma se baseia em dados e análises estatísticas, então, saber visualizar e analisar esses dados é um pré-requisito básico de todo curso Green Belt.

Complementando as características de liderança e de comunicação, o Green Belt deve estar sempre atento aos status dos projetos gerenciados, de modo a reportar eventuais problemas em tempo hábil.

Também se espera que um Green Belt saiba trabalhar com ferramentas como histogramas e diagramas diversos, de modo a saber diferenciá-los e entender quando cada um deve ser usado.

Para quem o curso é indicado?

O curso Green Belt é, de modo geral, indicado para todos que trabalham com melhoria, ou desejam trabalhar com melhoria, seja exercendo cargos de liderança ou que pretendam avançar na carreira enquanto líderes de projetos ou equipes.

Nesse sentido, uma importante característica do profissional Green Belt é a capacidade de tomar decisões baseado em dados e análises, não apenas em seus instintos.

Isso porque um Green Belt deve não só ser capaz de solucionar problemas, como agir preventivamente a fim de evitá-los.

Sendo um curso voltado para profissionais de todos os níveis, é também indicado para quem pretende estar à frente de uma empresa no futuro ou graduar-se como Black Belt.

Não menos importante, a formação Green Belt é indispensável para todos que tenham o objetivo de implementar em suas empresas projetos de melhoria.

Ou seja, se você está à frente de um negócio e entende que precisa qualificar seus processos, então, o curso Green Belt é para você.

Também é para quem deseja ser reconhecido no mercado como um profissional capaz de conduzir uma empresa a patamares mais elevados de excelência por meio da metodologia Six Sigma.

curso green belt

3 motivos para ser Green Belt

Quer mais motivos para fazer o curso Green Belt? 

Selecionamos três que você deve levar em conta.

1. Desenvolver habilidade para analisar dados

Com uma quantidade cada vez maior de dados disponíveis, é preciso saber extrair informações deles para suportar a tomada de decisão. 

Por exemplo:

  • Quanto de estoque é necessário para atender clientes de forma que não aconteça perda de vendas nem fique muito dinheiro imobilizado?
  • Qual estratégia utilizar para aumentar a satisfação dos clientes? Investir em melhorar a qualidade do produto? Ou é o serviço de pós-venda o grande problema?
  • Qual a melhor configuração da injetora para que o tempo de ciclo e os refugos sejam reduzidos ao máximo?

Essas perguntas são recorrentes e, quando você consegue a resposta adequada para elas, então, você tem um diferencial.

As habilidades de planejar a coleta, coletar e analisar os dados deveriam fazer parte do conhecimento do profissional de qualquer área, mas, muitas vezes, isso não acontece. 

Por isso, é cada vez maior a procura por um curso de Green Belt.

2. Aumentar a taxa de sucesso de seus projetos

Somos avaliados pela qualidade do nosso trabalho. 

O professor Ademir Petenate, sócio e fundador da Escola EDTI, brinca em seus cursos que os colaboradores de qualquer organização são pagos basicamente para:

  1. Produzir
  2. Resolver problemas que acontecem por produzir com defeito
  3. Desenvolver melhorias para evitar que os problemas voltem a acontecer.

É claro que nenhum investidor fica feliz em pagar para o trabalho envolvido no item 2. 

Além disso, somos envolvidos em muitos projetos voltados para o item 3. 

Então, em muitas organizações, existem ótimas ideias para o desenvolvimento de melhorias, mas poucas delas chegam a fase de implementação.

E isso ocorre por faltar estrutura e conhecimento sobre como se trabalha com melhoria.

O profissional Green Belt desenvolve em sua formação as habilidades e ferramentas que potencializam os ganhos de seus projetos.

E é por essa razão que esse tipo de profissional tem sido cada vez mais requisitado no mercado.

3. Aumentar os rendimentos

Com uma capacidade analítica apurada, o profissional Green Belt consegue ter insights que antes não eram percebidos pela empresa e, com isso, gerar resultados. 

Por essa razão, esse tipo de colaborador tem apresentado rendimentos maiores do que a média de mercado.

Em estudos recentes, temos percebidos que a remuneração média de uma pessoa com certificação Green Belt é de 15-20% maior do que um profissional com currículo similar, mas sem essa especialização. 

Isso é facilmente explicado pela escassez desse tipo de conhecimento entre os postulantes a vagas de emprego e pelo retorno que um profissional com esse currículo traz para a empresa.

A importância em se destacar no mercado

O profissional empenhado a continuar aprendendo ao longo de sua carreira é super valorizado – e ter o curso Green Belt é uma qualidade que o destaca dos demais.

Ex-alunos da EDTI confirmam isso.

Para José Saulo, o convite veio da empresa onde trabalha e, como já conhecia um pouco sobre a certificação, não pensou duas vezes.

“Vi no curso uma oportunidade de agregar conhecimentos e novas experiências ao meu currículo profissional, visto que o Green Belt é um grande diferencial no mercado de trabalho.”

Já Gabriel Albuquerque optou pelo Green Belt também com objetivos de aperfeiçoamento profissional.

“Na minha pós-graduação, tive um professor que me orientou a realizar esse curso, já que o mercado atualmente está precisando de profissionais com a capacidade para realizarem melhorias nos processos das empresas.”

Por fim, para Rafael Pereira, o curso veio no momento em que concluía a graduação em Engenharia de Produção e atuava como técnico em uma multinacional holandesa da indústria de óleo e gás

“Acredito que uma análise bem estruturada e embasada em fundamentos científicos pode me trazer mais assertividade nas tomadas de decisões.”

No caso de profissionais que já estão na área de produção, como é o caso de Rafael, realizar um curso Green Belt também é uma ótima escolha. 

Existe um aumento no foco de gerenciamento enxuto com projetos que buscam zero desperdício e melhoria contínua.

Então, quem agrega a certificação ao currículo ganha pontos para crescer no mercado.

Mas as vantagens vão além, como vamos detalhar na sequência.

Vantagens de se tornar um Green Belt

Ao chegar até aqui, você provavelmente já entendeu que são inúmeras as razões para se inscrever em um curso Green Belt.

Mas, para não restar dúvidas, separamos este tópico para falar sobre as muitas vantagens da certificação.

Acompanhe!

Eleva a empregabilidade

A procura por trabalhadores capacitados em processos de melhoria cresce conforme as empresas tentam diminuir custos e crescer com a produção.

Isto é, na sua posição, oferecendo suas especialidades, as chances potenciais de ser contratado para o cargo desejado são maiores.

Estabelece um diferencial no currículo

A certificação Green Belt é muito procurada por empresas de todos os tamanhos, sendo, muitas vezes, um pré-requisito para determinados cargos.

Com essa capacitação, você terá chances de encontrar um emprego não somente em sua localidade, mas também internacionalmente. 

Como o curso é aceito em território nacional e pelo resto do mundo, seu currículo também será.

Favorece o crescimento profissional

Claramente, todos que desejam crescer no mercado almejam um currículo bom e que seja reconhecido. 

Contudo, muitos enfrentam dificuldades, desde possuir somente o diploma de graduação a problemas burocráticos que cursos de mestrado, doutorado e pós-doutorado podem gerar.

Nesse caso, o benefício da especialização é justamente a valorização do seu currículo de uma forma mais acessível, fácil e que exige um tempo mínimo.

Cria novas possibilidades

Também é pertinente o interesse por outras áreas, sendo próximas ou não. 

Caso queira fazer uma transição de carreira, entrar para outros setores ou atuar em cargos diferentes do seu atual, fazer um curso Green Belt é uma forma eficaz para aumentar as suas opções profissionais.

Um agente da área de saúde, por exemplo, pode atuar em outros cargos semelhantes em um hospital, como a área de gestão hospitalar ou técnica.

Possibilita aumentar o salário

Qualquer profissional deseja ser valorizado. 

Só que, para o aumento do salário, ele precisa obter uma capacitação para o ofício e atender às exigências que o mercado de trabalho propõe.

Assim, a certificação do curso Green Belt representa uma fonte de qualificação – e quanto mais qualificado você for, maiores as chances de conquistar uma reposição salarial.

Qualifica a tomada de decisões

Quando você não tem o conhecimento necessário para tomar decisões importantes e estratégicas, corre o risco de colocar tudo a perder. 

Imagine um gestor que, ingenuamente, acredita que o problema da empresa está no alto número de funcionários e, por isso, demite boa parte deles. 

Então, o que acontece no mês seguinte é um prejuízo pior do que o que estava tendo anteriormente.

Isso acontece o tempo todo, todos os dias, com milhares de empresas que nascem e morrem em menos de 1 ano. 

Portanto, é importante assumirmos nosso lugar de leigos e nos movimentarmos em busca de novos conhecimentos à altura do que desejamos alcançar. 

E para um negócio inteligente e estratégico, é preciso contar com profissionais que possuam os mesmos requisitos.

Reduz os custos por processo

Além de aumentar a eficiência dos processos, outra vantagem do curso Green Belt é a redução de custos em cada etapa processual da empresa, além do tempo necessário para realizá-las.

Vamos tomar como exemplo uma clínica médica. Imagine que ela esteja tendo problemas com o grande tempo ao telefone com um paciente na marcação de consultas.

Além de deixar a linha ocupada e perder novos pacientes que estejam tentando fazer uma ligação, esse tempo também pode gerar grandes gastos para a clínica.

Com a ajuda da metodologia Six Sigma, o gestor da clínica estaria apto para apontar soluções e entender os caminhos possíveis para livrá-lo desse gargalo, reduzindo o tempo e o custo das ligações. 

Você consegue pensar em algo?

Incentiva o pensamento analítico

A formação Lean Seis Sigma do Green Belt e Black Belt é baseada em uma metodologia estatística sofisticada e desenvolvida por pesquisadores brilhantes, que puderam recuperar a economia de um país inteiro após uma guerra, utilizando as ferramentas vistas no curso. 

Ao ser apresentado aos métodos, o aluno enxerga os problemas a partir da visão estatística, o que para muitos pode ser uma novidade. 

Com isso, ganha mais uma ferramenta em seu portfólio: o pensamento analítico, a capacidade de enxergar um processo na visão estatística.

Apoio à gestão de projetos

Um projeto de melhoria, antes de tudo, é um projeto

E projetos em geral demandam um tempo razoável do profissional, sendo preciso muita habilidade para administrá-lo. 

A metodologia Lean Seis Sigma dos cursos de Green Belt e Black Belt também proporciona ao profissional certificado ferramentas para que ele possa gerenciar projetos juntamente com sua equipe.

E faz isso de modo a não perder o foco e mantendo as metas objetivas, tangíveis e alcançáveis.

curso green belt

Habilidades desenvolvidas no curso Green Belt

Nos tópicos anteriores, já demos algumas pistas sobre habilidades que o aluno desenvolve em um curso Green Belt.

Mas é muito importante dar destaque a quatro delas em razão da grande importância para a carreira de qualquer profissional.

Veja quais são:

Analisar dados

Aprender a coletar e extrair informações para que suas decisões sejam assertivas e tragam resultados.

Visão sistêmica

Desenvolver a habilidade de visualizar a interações entre os diferentes processos organizacionais para encontrar pontos de alavancagem para o negócio.

Aprendizado acelerado

Conseguir realizar testes rápidos que aceleram o aprendizado em direção às mudanças que irão gerar os resultados desejados..

Trabalhar com pessoas

Lidar adequadamente com outras pessoas da organização para garantir que as mudanças propostas sejam adotadas pelo restante da organização.

Como é um curso Green Belt?

Durante o curso Green Belt, vários conhecimentos são desenvolvidos e praticados. 

Os Green Belt se formam com habilidades específicas e capacidades técnicas que colaboram na formação de um profissional completo e capacitado.

No curso, o aluno tem contato com situações que o ajudam a desenvolver cada uma dessas habilidades.

Apesar de não ter o mesmo nível de aprofundamento de um Black Belt, os profissionais certificados como Green Belt devem encarar os ensinamentos como um importante passo na carreira, capaz de alçá-los a níveis de liderança dentro de suas organizações.

Além de um currículo recheado e qualificado, o Green Belt se torna um profissional melhor, capaz de contribuir para a melhoria da organização, além de almejar voos mais ambiciosos na própria carreira.

Além disso, o curso te prepara para melhor se comunicar com seus colegas e apresentar resultados aos superiores e demais colaboradores de maneira eficiente.

O domínio de tarefas técnicas certamente não é o suficiente para conseguir uma posição melhor e, portanto, o curso Six Sigma Green Belt se torna um diferencial para aqueles que almejam um cargo de gerência.

Você pode fazer um curso Seis Sigma Green Belt de duas formas: presencial ou a distância

Ambos podem ser bons ou ruins, dependendo da instituição escolhida, das ferramentas que você dispõe e da sua identificação com a forma de estudar.

Um curso presencial traz a vantagem de estar em contato pessoal com professores, colegas de curso e profissionais da instituição. 

Isso gera um dinamismo muito maior nas relações e nos estudos, pois você não estará sozinho nesse processo, podendo consultar professores, colegas e utilizar recursos como a biblioteca, sala de estudos, obter suporte presencial, etc.

Em um curso EAD, por sua vez, você precisará de organização, autodeterminação e uma estrutura de trabalho boa o suficiente para suprir as necessidades que terá com a plataforma adotada pela instituição. 

Um bom computador com uma internet rápida, uma webcam e uma impressora podem ser requisitos básicos para não ficar dependente de terceiros.

Todavia, o curso online oferece um formato individualizado e personalizado que seria impossível no curso presencial. 

Essa flexibilidade, se utilizada com foco e propósito, torna-se a grande vantagem dessa modalidade.

Como conclusão do seu curso Seis Sigma Green Belt, você deverá desenvolver um projeto que será aplicado em um contexto real

Portanto, pouco importa se seu conhecimento foi construído em uma em sala de aula ou no ambiente virtual. 

Depende mesmo é de como você aproveitou suas escolhas.

Duração

A carga horária de um curso Green Belt varia de uma instituição para outra.

Na Escola EDTI, ela é composta de 60 horas, divididas em 40 horas/aula e outras 20 horas para o projeto simulado.

O que se aprende no curso?

Entre as diversas competências que o aluno do curso Green Belt aprende, destacam-se:

  • Entender e aplicar a metodologia Lean Seis Sigma
  • Compreender as etapas da metodologia e as suas ferramentas
  • Conduzir os projetos com foco na melhoria dos processos, produtos ou serviços existentes
  • Aplicar métodos estatísticos e calcular ganhos dos projetos, com o uso do MINITAB
  • Avaliar e reportar os resultados dos projetos para a organização.

Com isso, ele se qualifica para levar adiante projetos de melhoria usando ferramentas como a roteiro DMAIC, cujo significado é:

  • Define: definir o problema
  • Measure: medir a situação atual
  • Analyse: encontrar a causa raiz
  • Improve: desenvolver e testar mudanças
  • Control: implementar as mudanças.

Esse é um dos roteiros mais utilizados em projetos Seis Sigma.

Preciso de um projeto para a certificação?

Quem cursa uma graduação sabe que precisa fazer uma monografia ao final da formação. 

Da mesma forma, quem faz um estágio supervisionado no Ensino Superior também precisa apresentar um relatório na conclusão do curso.

Na Escola EDTI, para obter as certificações Green Belt e Black Belt, o profissional precisa fazer um projeto simulado. 

É importante salientar que o projeto é simulado dentro do curso e, portanto, não existe a necessidade do aluno trazer qualquer dado ou caso para o curso.

O objetivo é que ele utilize na prática os conceitos aprendidos durante o curso. 

Até porque, no dia a dia empresarial, o profissional também enfrentará situações práticas. 

Além disso, é pela capacidade de solucionar problemas que o indivíduo será avaliado no mercado de trabalho.

Na execução desse projeto, o participante do curso terá a oportunidade de fazer análises e aplicar as ferramentas estatísticas aprendidas. 

E é a partir dele que demonstrará se está apto ou não para receber as certificações Green Belt ou Black Belt

E como é o curso Green Belt online?

A Certificação Green Belt 6 Sigma da Escola EDTI, por meio da internet, é uma maneira mais cômoda de o aluno estudar o conteúdo programático, já que ele não precisará se deslocar até uma unidade presencial. 

O curso possui 60 horas de duração e está dividido em 20 aulas. 

O aluno poderá baixar uma apostila digital e uma série de exercícios, bem como assistir aos vídeos dos módulos.

O aluno pode adquirir o curso individulamente, ou dentro da assinatura mensal. Na assinatura você se certifica em todas as faixas do Seis Sigma e em mais de 20 outros cursos de Gestão de projetos e processos. Saiba mais da assinatura na nossa página de cursos

Outra vantagem do Green Belt Online da EDTI é o fato de os professores serem os mesmos responsáveis pelos cursos da Unicamp, uma das mais conceituadas universidades do Brasil e da América Latina.

O conteúdo programático da capacitação Green Belt Online está dividido em 8 módulos, que abrangem os conhecimentos necessários para a coordenação dos projetos Seis Sigma. 

O curso explica detalhadamente como pode ser utilizada a metodologia DMAIC, que também faz parte do 6-Sigma.

Ao apreender todo o conteúdo, o profissional não só conhecerá diferentes tipos de ferramentas, bem como conseguirá gerenciar os projetos. 

Dessa forma, poderá auxiliar uma equipe na melhoria dos processos de uma organização, por meio da redução da variação, com o objetivo de atingir produtos e serviços com alta qualidade para o cliente e maior rendimento financeiro para a empresa.

Por que fazer o curso a distância

A educação a distância se transformou em uma verdadeira revolução na forma de ensinar. 

Isso porque ela quebrou as barreiras de espaço e de tempo. 

Com o avanço da tecnologia, professor e aluno não precisam mais estar no mesmo espaço físico nem estarem conectados ao mesmo tempo. 

Na internet, por meio dos chamados ambientes virtuais de aprendizagem, o estudante dispõe de textos e videoaulas para estudar quando e onde quiser.

Ao fazer o curso Green Belt a distância, o aluno poderá criar o seu próprio plano de estudo, com os horários mais acessíveis para ele, seja de manhã, tarde, noite ou até de madrugada, se preferir. 

Com o recurso das videoaulas, é como se professor e aluno estivessem em um mesmo ambiente.

O modelo de apresentação do conteúdo na modalidade EAD é muito semelhante ao de uma aula presencial.

A diferença é que o estudante não precisará se deslocar até um centro universitário, por exemplo, para participar da capacitação. 

Isso, sem dúvida, proporciona economia de tempo, principalmente em cidades com grandes congestionamentos.

É bem verdade que, antes de se matricular em um curso EAD, é preciso conhecer o histórico e a reputação da instituição de ensino

Uma dica é avaliar a formação do corpo docente da entidade. 

Professores com mestrado, doutorado e pós-doutorado são sinais de que a escola preza pela qualidade do ensino. 

Além disso, é bom ouvir depoimentos de quem já realizou algum curso na instituição, para saber sobre material didático, exposição das aulas, etc. 

Tenha em mente que uma capacitação é um investimento no crescimento profissional. 

Por isso, escolha um curso que trará um verdadeiro impacto positivo na sua carreira.

O que todo Green Belt deve saber

Se o seu interesse pelo curso Green Belt vem aumentando, há algumas informações importantes que você deve saber antes de confirmar a inscrição.

Veja a lista abaixo como um check list daquilo que você precisa saber a respeito.

1. Paixão por aprender

O Green Belt deve ser apaixonado por aprender novas habilidades. 

Ele trabalhará diretamente sob a supervisão de um Black Belt, em período parcial por até 40 horas adicionais por mês. 

Por isso, deve estar aberto para absorver o máximo de aprendizado possível.

2. Conhecer o básico

É imprescindível que o Green Belt conheça o básico das ferramentas da metodologia Seis Sigma. 

Além de aplicá-las, ele deverá ser capaz de orientar outros profissionais sobre o seu uso.

3. Foco e disciplina

Diferentemente dos Black Belts, que gerenciam vários projetos ao mesmo tempo, o Green Belt deve ter disciplina e foco na tarefa que tem em mãos naquele momento.

Se concentrando em um processo por vez, o Green Belt consegue realizar suas tarefas com maior precisão e eficiência. Além de realizar suas tarefas diárias.

4. Comunicação

Comunicação é uma característica chave de todo Green Belt. 

Por lidarem diretamente com profissionais ranqueados tanto acima quanto abaixo deles na hierarquia da organização, os Green Belts devem dominar uma comunicação clara e efetiva.

5. Correlação Linear

O Green Belt precisa entender o funcionamento da correlação linear e como duas variáveis independentes podem se correlacionar. 

Como a metodologia Seis Sigma se baseia em dados e análises estatísticas, saber visualizar e analisar esses dados é um pré-requisito básico de todo Green Belt.

6. Feedbacks e relatórios

De maneira complementar às características comunicativas, o Green Belt deve estar sempre atento aos status dos projetos gerenciados. 

Assim, qualquer problema ou alteração de prazo poderá ser efetivamente comunicada ao Black Belt responsável.

7. Diagramas

Além das habilidades com dados e análises estatísticas, todo Green Belt deve ser capaz de criar diagramas e também saber diferenciá-los e entender quando cada um deve ser usado.

8. Decisões

Uma importante característica do profissional Green Belt é a capacidade de tomar decisões baseado em dados e análises. 

Como se encontra sob a supervisão de um Black Belt, o Green Belt aprenderá com ele as melhores maneiras de lidar com problemas e outras complicações.

Apesar disso, até conseguir uma certificação mais elevada, os Green Belts devem sempre trabalhar com os dados fornecidos pelos seus superiores.

9. Proatividade

Assim como todo e qualquer profissional de destaque, o Green Belt deve mostrar proatividade e uma grande capacidade produtiva. 

Enquanto saber resolver problemas é um pré-requisito básico para qualquer Green Belt, ser proativo e descobrir maneiras de evitar a ocorrência deles é um diferencial.

10. Reconhecer quando precisa de ajuda

Apesar de toda a proatividade e capacidade de decisão, um Green Belt deve saber quando necessita de ajuda. 

Como ocupa uma posição de dedicação em tempo parcial para liderar projetos e processos de melhoria, o papel do Green Belt é manter o foco em suas tarefas, e não tentar administrar tudo de uma vez.

Por isso, sempre que encontrar dificuldades, deve ter humildade e sabedoria para decidir o momento certo de buscar ajuda com profissionais mais bem certificados, como os Black Belts.

11. Responsabilidade

Enquanto trabalham projeto a projeto, um de cada vez, o Green Belt deve se mostrar responsável, sabendo lidar com prazos e prioridades. 

Como responde diretamente para seu Black Belt, deve entender que nem sempre sua prioridade será a mesma do seu superior. 

Por isso, é essencial que ele seja capaz de planejar corretamente – e com antecedência – suas tarefas.

4 erros que você não pode cometer no curso Green Belt

Começou o curso Green Belt, mas está enfrentando dificuldades?

Talvez você esteja cometendo um destes quatro erros:

1. Não se organizar

Um curso Seis Sigma Green Belt envolve uma metodologia que busca resultados rápidos e que certamente também exigirá de você presteza nos estudos, sobretudo se estiver por conta própria no ambiente EAD.

Geralmente, tem uma carga de 60 e objetiva resultados práticos para serem aplicados em no máximo 6 meses. 

Se você não se preparar para enfrentar esse desafio, não aproveitará tudo que o curso pode te oferecer. 

Por isso, separamos algumas dicas para te ajudar. Veja:

  • Crie um cronograma de estudos com data, horário e tema a ser trabalhado
  • Reveja esse cronograma periodicamente para que seja algo praticável e de acordo com a sua realidade
  • Estudo demanda tempo e dinheiro, saiba conciliar ambos para que um não atrapalhe o outro
  • Se optar por EAD, não deixe de conferir se possui o material necessário em casa e se tem disposição e tempo necessários para se dedicar sozinho.

2. Iniciar os estudos sem planejamento

Independentemente de você estar pouco ou muito insatisfeito com sua posição atual na empresa, é certo que um curso Green Belt pode ajudá-lo a crescer profissionalmente a curto e médio prazo.

Porém, escolher o curso de última hora, sem antes consultar instituições de referência e as modalidades disponíveis, se presencial ou EAD, pode ser uma grande perda de tempo e de dinheiro.

Além do mais, há a questão financeira que deve ser pensada e planejada de antemão. 

Você não vai querer parar um curso que pode fazer total diferença na sua carreira por que não programou suas finanças.

3. Encarar o curso Green Belt como trampolim

Sim, é claro que você vai fazer um curso Green Belt porque quer subir de cargo ou encontrar um trabalho melhor, não é mesmo?

Porém, não encare o curso apenas pelo certificado que ele pode te oferecer.

Se optar pela modalidade presencial, lembre-se de aproveitar a rede de contatos que ela oferece. 

Você estará em contato com outros profissionais da sua área, que, inclusive, podem ser futuros parceiros ou indicar você para o emprego que tanto busca. 

No curso EAD, não deixe de se beneficiar do caráter personalista dessa modalidade. 

Você terá a oportunidade de detalhar suas principais dúvidas com um atendimento individualizado com professores e tutores.

Se bem utilizada, essa modalidade pode ser tão produtiva quanto a interatividade e o dinamismo comuns no formato presencial.

Reconheça a potencialidade do curso para além da certificação e usufrua ao máximo do melhor que cada modalidade pode oferecer.

4. Perder a motivação

Conforme temos apontado, o curso Seis Sigma Green Belt é um grande diferencial em sua carreira e você deve se preparar para tirar o maior proveito desse conhecimento.

Por esse motivo, você deve pesquisar sobre as modalidades disponíveis e, de acordo com o seu perfil, organizar sua rotina e se preparar financeiramente, bem como aprender a ter foco.

Muitas pessoas, às vezes até por um processo de autossabotagem, acabam abrindo mão de grandes oportunidades em suas vidas quando estão prestes a concluí-las ou mesmo quando iniciam uma nova empreitada.

Você não vai querer que isso aconteça com você, não é mesmo? 

Por isso, veja algumas dicas que podem te ajudar a ter clareza para vencer essa limitações mentais:

  • Anote suas razões e motivações para ter optado por um curso Green Belt e deixe em um lugar visível
  • Na hora dos estudos, deixe o celular de lado, fique longe da TV e feche todas as janelas do seu navegador no computador
  • Lembre-se de que atingir objetivos demanda tempo, siga em frente com propósito e saiba que chegará aonde quer
  • Não conte com promessas profissionais – realmente procure aprender ao máximo com o curso e os resultados serão consequência.

Lean ou Green Belt: qual fazer primeiro?

Então, você analisa o mercado, compara as opções de qualificação profissional e fica na dúvida entre os cursos Lean e Green Belt.

Afinal, qual fazer primeiro?

A resposta dessa pergunta é muito simples: depende. 

Depende da sua necessidade de qualificação e, principalmente, de como pretende aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo do curso.

Primeiro, vamos mostrar um breve resumo do que é cada metodologia, falar sobre aplicações e tentar indicar a melhor escolha para você.

O Lean

O Lean é um conjunto de ferramentas criadas para administrar estoque e minimizar desperdícios de produção. 

O profissional certificado Lean é capaz de estudar, identificar e remover desperdícios. 

Para maiores informações sobre o que é Lean, clique aqui.

O Green Belt

Em geral, o curso Green Belt aborda todo o conjunto de ferramentas do Seis Sigma para a implementação de projetos de melhoria. 

O curso da Escola EDTI é baseado na metodologia ainda mais ampla do Lean Seis Sigma, que incorpora o manuseio e otimização do desperdício ao modelo de melhoria. 

O profissional certificado Green Belt pela Escola EDTI é capaz de implementar um projeto de melhoria em qualquer área onde haja a necessidade e ainda é apresentado às ferramentas do Lean para gestão de produção e desperdícios.

Então, qual o curso recomendado?

Recomendamos que, se você tem um projeto específico para implementar o Lean, ou seja, um projeto para administração de estoque, redução de desperdícios e otimização de produção, escolha o Lean.

Porém, se o seu interesse é por uma formação ampla, também com uma carga didática voltada ao Lean, recomendamos o Green Belt pela sua flexibilidade. 

Os projetos de melhoria são cada vez mais exigidos em todas as áreas, do marketing à linha de produção industrial.

E saber como implementá-lo é talvez o diferencial necessário para agarrar aquela oportunidade que tanto deseja.

Na assinatura mensal da EDTI, você tem acesso aos dois cursos pagando pouco mensalmente. Saiba mais dos outros cursos da assinatura AQUI.

curso green belt

Quanto custa um curso de Green Belt?

Embora o preço não deva ser o principal fator de escolha para um curso Green Belt, sabemos que seu peso é importante na tomada de decisão.

Por isso, a Escola EDTI oferece a capacitação em duas modalidades, com valores diferentes.

No ambiente EAD, você pode se matricular na Certificação Lean Six-Sigma Green Belt por R$ 1.999,00. Ou realizar a assinatura mensal, por apenas R$ 199,90. Com ela você tem acesso a todos os cursos da certificação.

Já o curso presencial tem a possibilidade de transmissão ao vivo ou em salas nas cidades de Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro, com o investimento de R$ 2.799,00 em 12 vezes sem juros.

👉Saiba mais sobre o curso Green Belt presencial e as próximas datas.

Como identificar a qualidade de um curso Green Belt

Se o custo do curso Green Belt é importante, mas não um fator decisivo, o que observar para escolher a melhor opção?

Não existe outra resposta a não ser pesquisas e comparar.

Nem todo mundo sabe, mas as certificações em Seis Sigma não possuem uma unidade mantenedora no Brasil.

Isso dá liberdade ao mercado e facilita a entrada de novos treinamentos, mas, ao mesmo tempo, torna difícil manter um padrão de qualidade entre todas as escolas certificadoras.

Para não errar, siga as dicas abaixo:

Pesquise sobre a escola certificadora

É muito importante pesquisar sobre a metodologia e também sobre a escola onde deseja realizar o curso.

Ao pesquisar sobre a escola, procure conhecer a história da empresa, qual a motivação para oferecer cursos Green Belt e quem são os professores. 

Na maioria dos casos, o próprio website já contém todas essas informações.

Converse com quem já fez

Quantos produtos ou serviços adquirimos após uma conversa com um amigo ou familiar, dizendo que gostou muito e que recomenda? 

Pensando nisso, procure saber quem já fez os cursos e vá buscar uma indicação. 

Ninguém melhor do que um cliente para descrever um serviço ou produto.

Verifique a qualidade do material

É muito comum sites disponibilizarem ebooks e materiais de maneira gratuita para o usuário se familiarizar com seus serviços. 

Por isso, não deve ser difícil encontrar algum material da escola onde deseja fazer o curso Green Belt em seu próprio website. 

Só para dar um exemplo, aqui na Escola EDTI, disponibilizamos a apostila completa do curso de Green Belt para que todos possam conhecer um pouco como é nossa metodologia.

Busque por demonstrações

As demonstrações ou free trials são muito populares no ramo de serviços online. 

O cliente tem a oportunidade de conhecer o que a empresa oferece sem pagar nada por um tempo determinado ou, então, pode usar para sempre, mas com algumas restrições de ferramentas. 

Essa é a melhor maneira de mostrar suas qualidades.

Com isso, verifique se a escola possui vídeos ou até mesmo cursos gratuitos

Essa é a melhor maneira de conhecer o que você potencialmente irá comprar.

Busque pela acreditação internacional

As certificações Lean Six Sigma da EDTI possuem acreditação pela instituição The Council for Six Sigma Certification (CSSC).

Essa acreditação garante aos nossos treinamentos um alto padrão de qualidade, com todos os conteúdos padronizados, além de reconhecimento e validade em todo cenário internacional.

Entre em contato com a escola

Por fim, mas não menos importante, entre em contato com a escola. 

A forma como irão lhe atender já diz muita coisa sobre a credibilidade, confiança e atenção ao cliente.

Melhores cursos Green Belt

Na sua pesquisa por cursos Green Belt de qualidade, é muito provável que você chegue a três escolas reconhecidas pela sua excelência no ensino da metodologia Lean Seis Sigma.

Veja quais são: 

American Society for Quality

A American Society for Quality é talvez a maior referência mundial em certificação Green Belt e Black Belt.

Há mais de 70 anos no mercado, foi uma das pioneiras na certificação de profissionais para a área de qualidade

Atendendo a todo o mercado dos Estados Unidos, tem um padrão de ensino muito rigoroso em um curso de 64 horas de carga didática.

Unicamp

A Unicamp é a Universidade Estadual de Campinas.

Na década de 90, o professor Ademir Petenate criou nessa instituição, em parceria com a IBM, o mestrado profissional em Qualidade. 

O programa foi o primeiro do tipo do Brasil e é referência para outros no país.

Em 1998, a Compaq (HP) procurou o professor Ademir para criar um programa de 6-Sigma na universidade nos mesmos moldes do programa de sua unidade nos EUA.

E foi assim que aconteceu, sendo essa uma excelente opção para obter o certificado.

Na Unicamp, porém, as aulas acontecem no horário comercial – o que pode dificultar o processo para muitos profissionais.

Escola EDTI

A nossa história se confunde com a criação do curso de Green Belt na Unicamp, porque nosso sócio fundador é justamente o professor Ademir Petenate.

Com a mesma excelência do curso da Unicamp, a Escola EDTI oferece uma alternativa de maior flexibilidade ao profissional. 

O curso Green Belt da EDTI é muito bem recomendado pelos alunos, como vamos destacar em seguida.

Qual o melhor curso de Green Belt do Brasil?

O curso Green Belt da Escola EDTI é um dos mais bem conceituados, juntamente com o curso da Unicamp.

Isso ocorre devido ao ponto comum de terem sido elaborados pelo professor Ademir Petenate, pioneiro na metodologia Seis Sigma no Brasil e um dos maiores pesquisadores na área reconhecido internacionalmente.

Certificação Lean Six-Sigma Green Belt

As empresas estão atrás de profissionais capazes de impulsionar o crescimento em todos os sentidos.

Para isso, elas precisam de especialistas e gestores capazes de liderar equipes em projetos de melhoria nos mais variados segmentos.

A certificação Lean Six-Sigma Green Belt da EDTI é a sua melhor porta de entrada em um mercado ávido por pessoas que possam liderar.

Nosso ex-alunos são a melhor prova de que, com essa formação, você se habilita a voar muito mais alto na carreira. Veja a seguir o que alguns deles dizem.

Por que realizar um curso de certificação na Escola EDTI?

A melhor forma de mostrar o valor de um curso é apresentando resultados práticos, concorda?

O primeiro caso que iremos abordar é do supervisor de produção Gustavo Antonietti

Ele realizou a certificação Green Belt e Black Belt em 2014 na Escola EDTI. E sobre a sua experiência afirmou:

“Aprimoramento profissional, resultados práticos e mudança de mindset foram alguns dos benefícios que obtive. A obtenção dessa certificação significa o reconhecimento de habilidades, conhecimento e proficiência em Seis Sigma, e representa um marco na minha vida e na minha carreira.”

Ele ainda fez um relato interessante sobre como especificamente a Escola EDTI o ajudou no entendimento de conceitos do Six-Sigma.

“Os cursos de Green Belt e Black Belt que realizei na EDTI foram muito bons, sendo que os instrutores possuem excelente nível de conhecimento, dedicação e didática sobre os temas abordados. Além disso, os diferenciais foram, primeiro, os materiais didáticos com muitos exercícios e exemplos, os quais foram postos em prática, facilitando o entendimento de cada módulo; e, em segundo, as dinâmicas sobre melhorias contínuas foram excelentes.”

Já o gerente de operações André Cappai foi certificado Green Belt em 2013 pela Escola EDTI. Segundo ele:

“O curso foi bastante proveitoso para mudar minha visão em relação a processos e como implementar melhorias consistentes. Os instrutores também contribuíram bastante para auxiliar o maior aprendizado possível.”

Outros depoimentos de ex-alunos

“O curso foi muito bom, pois dá uma visão ampla de melhoria de processo e de como é importante uma coleta e análise crítica dos dados para realizar um projeto de melhoria, por isso eu recomendo esse curso.”

Leandro Bueno

Engenheiro da Qualidade – Magneti Marelli

“O curso foi bastante proveitoso para mudar minha visão em relação a processos e como implementar melhorias consistentes. Os instrutores também contribuíram bastante para auxiliar o maior aprendizado possível.”

Andre Cappai de Castro Morais

Gerente de Operações, Ribeirão Preto – NET Serviços de Comunicação S/A.

A EDTI acredita que a formação sólida de seus consultores, aliada à experiência e conhecimento do mercado, são fundamentais para ajudar a liderança da organização a explorar oportunidades de crescimento.

E é por essa filosofia que buscamos sempre atender às expectativas das pessoas que nos buscam através de recomendações ou iniciativa própria.

Perguntas frequentes sobre o curso Green Belt

Para encerrar este guia sobre o curso Green Belt, vamos retomar algumas questões importantes e esclarecer outras dúvidas comuns com respostas rápidas.

Acompanhe!

Quais são os passos até obter o certificado?

Para obter os certificados White Belt, Yellow Belt, Green Belt e Black Belt, é preciso cumprir uma determinada carga horária de aulas e, ao final do curso, realizar duas prova. Se o aluno for aprovado com frequência e a nota mínima da prova, ele é aprovado no curso e recebe o certificado de conclusão e a certificação Green Belt.

Qual a carga horária padrão do curso?

Não existe uma carga horária padrão estabelecida. Alguns cursos possuem 40 horas, 60 horas e até 80 horas. O curso da Unicamp possui 80 horas de carga total, por exemplo. Em particular, o curso Green Belt da Escola EDTI possui 60 horas, sendo 40 horas em sala de aula e 20 horas para desenvolver um projeto de melhoria e entregar como avaliação.

Existe uma unidade que supervisiona todos os cursos?

Não, não existe. A certificação é garantida pela escola que oferece o curso e não existe uma unidade superior, como a OAB está para os advogados e o PMI para os gerenciadores de projetos. Por isso é preciso tomar muito cuidado ao escolher qual escola será a sua certificadora.

Existe uma prova de certificação? Posso fazê-la separadamente ao curso?

Parte da resposta dessa pergunta está na resposta anterior. Como não há uma unidade superior ou organização dos Green Belts, não há uma prova específica para obter a certificação, sendo que cada escola define como será sua avaliação. Mais uma vez dando nosso exemplo, na Escola EDTI, temos um projeto de melhoria a ser entregue e uma prova final.

Preciso refazer a prova de certificação periodicamente?

Não, não precisa. Uma vez certificado, não é necessário se apresentar novamente para manter sua certificação. No entanto, recomendamos que mantenha seus conhecimentos em prática.

Posso fazer Black Belt sem ter o Green Belt?

Pode. Para tanto, você precisará passar por todo o conteúdo do Green Belt e Black Belt no mesmo curso. Na Escola EDTI, você pode fazer tanto presencialmente quanto a distância (online).

Conclusão

Temos certeza de que você não quer ficar para trás na carreira.

Para se destacar no mercado, o curso Green Belt Lean Six Sigma é a sua melhor escolha, capacitando você para estar à frente dos projetos mais desafiadores.

Esse é um investimento de tempo e recursos que você faz hoje para colher os frutos no futuro, abrindo portas inclusive para se tornar um gestor de negócios de sucesso.

Continue aprendendo, acessando os artigos e materiais educativos gratuitos da EDTI.

Aproveite para saber quais são os 8 passos, que se seguidos, irão o ajudar a implementar o Lean Six Sigma em uma organização.

[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[class^="wpforms-"]
[class^="wpforms-"]