Você sabe o que é análise de ponto de equilíbrio e como calculá-lo?

Você está interessado em direcionar seus negócios para a lucratividade? Uma das maneiras mais eficazes de fazer isso é se concentrar em sua análise de ponto de equilíbrio.

Ela fornece benchmarks e uma avaliação de dados importantes para o planejamento de longo prazo. Conhecer seu ponto de equilíbrio para áreas como vendas, produção, operações e retorno de investimento pode ajudá-lo com os preços, as finanças e outras funções de operação do seu negócio.

Neste artigo, você vai entender o que é o ponto de equilíbrio e saber como ele pode ser um guia abrangente para ajudar a definir metas em termos de unidades ou receita do seu negócio. Acompanhe!

Entendendo o ponto de equilíbrio

Em palavras simples, o ponto de equilíbrio — ou, em inglês, break-even point — pode ser definido como um ponto em que os custos totais (despesas) e as vendas totais (receita) são iguais. Ele pode ser descrito como um ponto em que não há lucro líquido ou perda. Digamos que a empresa apenas “se equilibra”.

Qualquer empresa que queira obter lucro excepcional deseja ter um ponto de equilíbrio. Graficamente, é o ponto em que o custo total e as curvas de receita total se encontram.

Em suma, o ponto de equilíbrio ajuda a empresa a:

  • medir os lucros e perdas em diferentes níveis de produção e vendas;
  • prever o possível efeito de mudanças nos preços de venda;
  • coordenar a relação entre custos fixos e variáveis;
  • prever o efeito das mudanças de custo e eficiência na lucratividade.

Calculando o seu break-even point

A ideia básica por trás do ponto de equilíbrio é calcular o ponto em que as receitas começam a exceder os custos. O primeiro passo é separar os custos de uma empresa entre aqueles que são variáveis ​​e os que são fixos (que não mudam com a quantidade de saída).

Exemplos de custo fixo incluem aluguel, prêmios de seguro ou pagamentos de empréstimos. Custos variáveis são aqueles que variam com a quantidade de saída. Eles são zero quando a produção é zero. Exemplos de custos variáveis ​​comuns incluem mão de obra diretamente envolvida no processo de fabricação e nas matérias-primas de uma empresa.

Para ilustrar o ponto de equilíbrio, suponhamos que as despesas fixas de uma empresa sejam de 480 mil reais por um ano, suas despesas variáveis são, em média, 8 reais por unidade de produto e seus preços de venda, em média, 20 reais por unidade.

O resultado é uma margem de contribuição média de 12 reais por unidade e um índice médio de margem de contribuição de 60% (R$ 12,00 dividido pelo preço médio de venda de R$ 20,00). Usando essa informação, a empresa terá:

  • um ponto de equilíbrio de vendas de 800 mil reais — R$ 480.000,00 dividido por 60%;
  • um ponto de equilíbrio em unidades de produto de 40 mil reais — R$ 480.000,00 dividido por R$ 12,00 por unidade.

Os cálculos de equilíbrio baseiam-se no pressuposto de que a mudança nos custos variáveis de uma empresa está relacionada à mudança nas receitas. Essa suposição pode não ser verdadeira por várias razões, incluindo mudanças no mix de produtos vendidos e margens de contribuição variáveis dos produtos.

Utilizando a análise de ponto de equilíbrio

Uma análise de ponto de equilíbrio permite que você determine o seu break-even point. Mas esse não é o fim de seus cálculos. Depois de analisar os números, você pode descobrir que precisa vender muito mais produtos do que imaginou para manter a estabilidade.

Nesse ponto, você precisa se perguntar se o seu plano atual é realista ou se precisa aumentar os preços, encontrar uma maneira de reduzir custos ou ambos. Você também deve considerar se os seus produtos serão bem-sucedidos no mercado. Afinal, não é só porque a análise de equilíbrio determina o número de produtos que você precisa vender, não há garantia de que eles serão vendidos.

Idealmente, você deve conduzir essa análise antes de iniciar um negócio, para ter uma boa ideia do risco envolvido. Em outras palavras, é preciso descobrir se o negócio vale a pena. As empresas existentes devem conduzir essa análise antes de lançar um novo produto ou serviço para determinar se o lucro potencial vale ou não os custos iniciais.

Uma análise de ponto de equilíbrio não é apenas útil para o planejamento de inicialização. Aqui estão alguns motivos pelos quais as empresas podem usá-lo em suas operações e planejamento estratégico.

Fatores que aumentam o ponto de equilíbrio de uma empresa

É importante calcular o ponto de equilíbrio de uma empresa para saber qual é a menor meta necessária para cobrir as despesas de produção. No entanto, há momentos em que ele aumenta ou diminui, dependendo de determinados fatores. Aqui estão alguns deles:

Aumento nas vendas ao cliente

Quando há um aumento nas vendas de clientes, isso significa que há uma demanda maior. E quando isso acontece, uma empresa precisa produzir mais de seus produtos para atender a essa nova demanda que, por sua vez, eleva o ponto de equilíbrio para cobrir as despesas extras.

Aumento nos custos de produção

A parte mais difícil de administrar um negócio é quando as vendas do cliente ou a demanda do produto permanecem as mesmas, enquanto que o preço dos custos variáveis aumenta — como o preço das matérias-primas.

Quando isso acontece, o ponto de equilíbrio também aumenta devido à despesa adicional. Além dos custos de produção, outros custos variáveis que aumentam incluem aluguel de armazém, aumento de salários para funcionários ou taxas mais altas de serviços públicos.

Reparação de equipamentos

Nos casos em que a linha de produção falha (ou uma parte da linha de montagem quebra), o ponto de equilíbrio aumenta, uma vez que o número de unidades-alvo não é atendido dentro do tempo necessário.

Como reduzir o ponto de equilíbrio

Para que uma empresa gere lucros maiores, o ponto de equilíbrio deve ser reduzido. Aqui estão as formas mais eficazes de diminuí-lo.

Aumentar os preços dos produtos

Isso é algo que nem todos os empresários querem fazer sem hesitação, pensando que isso os fará perder alguns clientes.

Terceirizar

A lucratividade pode ser aumentada quando uma empresa opta pela terceirização, o que pode ajudar a reduzir os custos de fabricação quando o volume de produção aumenta.

É essencial que os resultados da análise de ponto de equilíbrio sejam interpretados corretamente e que as informações sejam efetivamente utilizadas para tomar decisões de negócios melhores e mais bem informadas.

Uma vez que uma empresa é capaz de avaliar o seu break-even point, pode empregar esforços — quer reduzindo o montante do seu custo fixo, quer aumentando a sua margem de contribuição —, o que pode ser conquistado por meio da venda de uma maior proporção de produtos de elevada margem de contribuição.

Preparado para realizar a análise de ponto de equilíbrio? Continue no nosso blog e aprenda também a utilizar a metodologia SCRUM nos seus projetos!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.