Como testar mudanças com o Ciclo PDSA?

testar mudanças

O conhecimento em sua forma científica é construído por meio da revisão e extensão sistemáticas da teoria com base em comparações entre predições e observações. O ciclo PDSA facilita esta abordagem interativa.

O ciclo PDSA utilizado para testar mudanças possui quatro etapas: planejar os detalhes do teste e realizar predições sobre os resultados (Plan), em realizar os testes e coletar dados (Do), em aprender a partir da comparação das predições com os resultados do teste (Study) e em tomar medidas com base nos novos conhecimento (Act).

Desenvolver um bom plano é fundamental para o sucesso do teste. O plano começa com uma declaração do objetivo específico, que serve para esclarecer o foco específico do teste de mudança. Os ciclos para testar uma mudança terão vários objetivos dependendo do grau atual de convicção. 

Alguns objetivos dos ciclos de teste podem ser:

  • Aumentar o grau de convicção de que a mudança resultará em uma melhoria;
  • Decidir se uma ou mais mudanças conduzirão à melhoria desejada;
  • Decidir a combinação de mudanças que levará à melhoria desejada;
  • Avaliar o quanto de melhoria pode ser esperado se a mudança for implementada;
  • Decidir se a mudança proposta vai funcionar no ambiente de interesse que existe na realidade;
  • Avaliar as implicações de custos e possíveis efeitos colaterais da mudança;
  • Dar aos indivíduos a oportunidade de experimentar a mudança para minimizar a resistência contra a implementação.

Depois de chegar a um acordo sobre o objetivo do ciclo, podemos identificar as mudanças a serem testadas. As questões específicas a serem respondidas no ciclo são declaradas pela equipe envolvida no projeto de melhoria e discutem-se as teorias relacionadas a essas questões. Desenvolve-se um plano para responder a essas questões. O plano inclui quem, o que, quando e onde. Onde vai ser realizado o teste? Quando será realizado e por quem? Estes detalhes precisam ser especificados antes da execução do plano.

Por último, um ciclo PDSA bem planejado deve ser capaz também de analisar se as mudanças propostas é que estão resultando na melhoria. Podemos utilizar como exemplo o Efeito Hawthorne, onde durante os testes para aumento de produtividade na fábrica da Western Eletric, as pessoas envolvidas mostraram-se mais zelosas e cuidadosas durante o teste, e este zelo adicional foi que aumentou a produtividade, e não as mudanças propostas.

1 responder
  1. Valeria Colombo says:

    O PDSA e uma grande inovacão do bom PDCA quando aplicado para a checagem de sua implementação.
    Muito interessante.

Trackbacks & Pingbacks

    Deixe uma resposta

    Want to join the discussion?
    Feel free to contribute!

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.