TODOS OS CURSOS DA EDTI POR R$ 169,90/MÊS.
INCLUINDO GREEN E BLACK BELT!!
Comece agora e cancele quando quiser.
design organizacional

O que é Design Organizacional e seus benefícios

por Marcelo Petenate
publicado em | atualizado em

Dentro das empresas, o trabalho de design organizacional é aquele que vai desenhar, definir e adaptar os processos da melhor maneira possível.

O trabalho da área não é simplesmente estético, mas, pelo contrário busca entender a função de cada elemento para o resultado final e organizar as etapas da maneira mais eficiente possível.

No fim, o design tem como missão responder algumas perguntas que são definidoras para o andamento do trabalho.

Um bom desenho dos fluxos de trabalho é capaz de apresentar as tarefas com seus responsáveis (setor ou indivíduo) e as formas como a informação flui dentro da empresa.

Ainda, ele trabalha questões de autoridade, desenhando hierarquias, e estabelece limites para atuação de cada profissional ou área dentro do ambiente de trabalho.

Continue lendo para saber mais sobre o design organizacional e conhecer seus benefícios.

O que é o design organizacional?

O que é o design organizacional?

O sucesso de uma empresa no mercado depende de quão bem sua gestão está preparada para lidar com questões operacionais no dia a dia.

Tudo parte de um bom planejamento, onde devem estar detalhados os objetivos e metas da companhia, sua missão, visão e os valores.

Esse planejamento serve como um guia para as ações estratégicas, delimitando a estrutura necessária para o funcionamento da empresa de maneira satisfatória.

Mas, de nada adianta caprichar na hora de realizar as definições estruturais se, na prática, o plano de ação não for capaz de conversar com o trabalho do cotidiano.

É nesse sentido que o design organizacional entra em ação.

Muito além de apenas definir questões burocráticas, ele deve ser capaz de alinhar as tarefas e os profissionais ao que foi definido dentro do planejamento.

Isso é feito por meio de uma análise detalhada das questões que interpelam os resultados e uma avaliação sobre como otimizar os processos para que eles funcionem da melhor maneira possível.

Qual o principal objetivo do design organizacional?

Qual o principal objetivo do design organizacional?

De maneira geral, podemos dizer que o maior objetivo do design organizacional é melhorar os resultados pela otimização dos processos.

Na prática, isso significa trabalhar com foco em maior agilidade, qualidade e eficiência no atendimento ao consumidor.

Tudo gira em torno do cliente e dos valores da empresa que estão sendo entregues na compra.

A partir disso, será preciso refletir para entender se alguma das atividades desempenhadas se distancia do que a marca oferece em suas propagandas.

E, então, trabalhar para garantir processos que sejam mais representativos do que a empresa promete como experiência de consumo do seu produto.

O Design Organizacional e a gestão de pessoas

Em seu desenvolvimento, o design organizacional se propõe a realizar a otimização de processos. Esse trabalho infere diretamente nos usos de tecnologia e recursos humanos.

Conforme dissemos, o aperfeiçoamento dos fluxos tem sempre como objetivo final garantir entregas cada vez melhores para a clientela.

E os resultados desse processo de melhoria podem ser sentidos imediatamente pela equipe.

Ao trabalhar com foco em processos mais equilibrados, o gestor se certifica de que nenhum profissional ou área estará sobrecarregado.

No fim, a melhoria na produtividade organiza a casa para que mais entregas possam ser feitas com um menor esforço, garantindo o bem estar da equipe de maneira integral.

Quais os benefícios do design organizacional?

O design organizacional traz diversos benefícios para a empresa que nele investe.

O primeiro que podemos citar é a própria função dessa abordagem: o alinhamento da estrutura operacional com os valores planejados para a empresa.

Ao garantir que os objetivos da marca estarão refletidos na linha de produção, a empresa ganha mais eficiência, pois projeta seus processos com base no que será mais prático e funcional.

Esse novo cenário deve ser capaz de integrar todos os profissionais, fazendo a informação circular a todos que precisam dela.

No fim, os ganhos em produtividade poderão ser sentidos também na moral da equipe que, com os processos otimizados, passa a trabalhar de maneira mais confortável.

Como estruturar esse conceito?

É preciso entender que o design organizacional não define o destino final, mas apenas o caminho utilizado para transpor o que foi planejado para a prática do dia a dia.

A organização da estrutura pode então seguir uma hierarquia clássica ou um desenho mais orgânico – a escolha entre os modelos depende do estilo de gestão adotado.

A estrutura hierárquica é aquela que traz consigo alta complexidade, formalidade nas relações e baixa participação do time no processo decisório – aqui, a comunicação e as decisões vêm de cima para baixo.

Por outro lado, a estrutura orgânica pressupõe uma gestão mais participativa com baixa complexidade e relações mais informais onde a participação dos funcionários é essencial para a tomada de decisão.

Conclusão

Com o design organizacional, gestores de diversas áreas ganham um aliado na tarefa de organizar as atividades da produção da melhor maneira possível.

A metodologia é capaz de usar o planejamento para construir e otimizar processos de maneira a conversar com o que a marca representa e também contribuir com os desafios do trabalho cotidiano.

Com fluxos otimizados, a empresa só tem a ganhar com uma maior produtividade e funcionários mais satisfeitos.