Controle da Qualidade (TQC): O Que é, Como Fazer, Quem Trabalha na Área e Exemplos Práticos

O Controle da Qualidade (TQC) é a área responsável por verificar, moderar e garantir a qualidade em todas as entregas de uma empresa.

A intenção é assegurar que absolutamente todas as vendas da marca – sejam elas de produtos ou prestação de serviço – estejam dentro de um padrão de qualidade que foi previamente estabelecido.

Para isso, a método busca envolver fornecedores, distribuidores, funcionário e demais parceiros de negócio no processo para garantir que a noção qualidade atingida seja total.

Concebida no contexto pós-guerra, a metodologia visava recuperar de maneira acelerada as indústrias e a economia dos diversos países que se encontravam devastados a partir da segunda metade da década de 1940.

Não por acaso, essa é uma abordagem que está intimamente ligada ao Fordismo dos Estados Unidos e ao Toyotismo desenvolvido no Japão.

Hoje em dia, o Controle da Qualidade já é figurinha carimbada na administração, na engenharia, tecnologia da informação, entre outras diversas áreas.

Seu sucesso se justifica por ser uma metodologia cuja aplicação rende diversos benefícios à empresa, desde uma produção notavelmente mais organizada até ganhos financeiros com o aumento dos lucros e diminuição dos desperdícios.

Quem adota a Qualidade Total no dia a dia da sua produção age baseado em fatos concretos e não em simples achismo.

Assim, crescem as chances de acertar na hora de tomar as decisões, já que o gestor conta com dados que fundamentam muito bem cada passo dado.

Continue lendo para saber mais sobre o tema, entender quem está capacitado para assumir essa função e conhecer as principais ferramentas para um Controle da Qualidade eficaz.

o que é controle de qualidade total (TQC)

O que é Controle da Qualidade Total (TQC, em inglês)

O Controle da Qualidade Total é a área responsável pelas ações de verificação, teste e validação que vão garantir a manutenção do padrão de qualidade em todas as entregas de uma empresa.

Conhecido em inglês por Total Quality Control (TQC), ele é o departamento que vai atuar para garantir a Qualidade Total (QT).

A QT, por sua vez, é um conceito desenvolvido por consultores empresariais americanos durante a década 1940.

Nomes como William Edwards Deming e Joseph Juran, que mais tarde viriam ser chamados de gurus da qualidade, são apenas dois dos principais expoentes para o desenvolvimento da área.

Inicialmente, a Qualidade Total estava mais ligada aos aspectos técnicos e burocráticos da produção.

A intenção principal era garantir que, durante a produção, fossem atendidos todos os requisitos pré-definidos no planejamento, sem deixar de lado possíveis personalizações solicitadas pelo cliente.

Com o tempo, a percepção do consumidor foi ganhando mais e mais força dentro das fábricas.

Essa mudança foi bastante impulsionada pela descoberta de que a satisfação do cliente poderia ter um impacto positivo imensurável para os negócios.

Isso porque, ao entregar um produto que atende – ou até mesmo supera – as expectativas, a empresa ganha credibilidade e conquista a clientela, que passa a agir como um verdadeiro promotor de vendas para a marca, indicando a compra para amigos e familiares.

É nesse contexto que a Qualidade Total se consolida, reafirmando a necessidade de manter uma consciência da qualidade durante todas as etapas da produção.

Na prática, isso significa manter um relacionamento próximo com fornecedores, distribuidores e colaboradores para garantir o sucesso da venda.

Ao fim, o objetivo da QT é entregar um produto ou serviço que vai cativar o cliente, apresentando resultados satisfatórios para os stakeholders – que compreendem todos aqueles com interesse direto ou indireto no sucesso do negócio.

Qual a Função do Controle da Qualidade em uma Empresa

A área da engenharia da qualidade conta com dois braços de atuação, cada um responsável por uma parte do trabalho: auditoria e controle.

O primeiro grupo trabalha promovendo as padronizações dos processos e estabelecendo os fluxos de trabalho que vão garantir que o produto entregue atende às demandas do consumidor.

É a auditoria que vai ser responsável por fazer as padronizações, estudando continuamente para estabelecer processos mais eficientes e que eliminam o desperdício sempre que possível.

O controle da qualidade, por sua vez, trabalha para garantir que os processos estabelecidos pela auditoria ocorram conforme esperado, sem grandes tropeços ou desvios de qualidade.

Ainda, é sua função promover pequenos ajustes nos processos que foram propostos para que eles se adequem mais facilmente à realidade do chão de fábrica.

Para garantir o padrão de qualidade em todas as entregas, os profissionais da controladoria devem realizar testes e inspeções frequentes nos produtos, reunindo amostras para arquivo e referência futura.

A essa altura, é importante relembrar que o conceito de Qualidade Total abrange também a satisfação do cliente e, por isso, a utiliza como índice de eficiência.

Por isso, a controladoria deve também reunir feedbacks dos clientes, propondo e aplicando pesquisas de satisfação para cruzar com os dados obtidos internamente.

quem trabalha na área de controle de qualidade e quais suas funções

Quem trabalha na área de controle da qualidade e quais suas funções

A área do controle da qualidade é bastante diversa, abraçando profissionais que vêm de diferentes formações e linhas de atuação.

No cotidiano do seu trabalho, profissionais do controle da qualidade usam habilidades que transitam entre seis campos ou vetores:

Gestão e liderança

Sistema da qualidade

Projeto de produto e processo

Controle de produto e processo

Técnica de melhoria

Métodos.

Isso porque essa é uma área que, por natureza, combina competências relacionadas à administração, marketing, engenharia, segurança do trabalho, entre outros campos.

Por isso, profissionais dos mais diversos segmentos tem se adaptado com sucesso em cargos envolvidos com o controle da qualidade.

Fazem ainda parte das tarefas cotidianas do setor organizar e aplicar métodos de controle para garantir que as entregas estejam de acordo com o que foi especificado pelas áreas de planejamento e criação.

Para tanto, será preciso promover testes periódicos e sem aviso prévio para garantir que os resultados entregues no dia a dia estejam de acordo com o que foi pensado para o produto.

Além de colher dados para testar a qualidade dos produtos, é preciso também criar uma rotina de inspeções no maquinário.

É da controladoria a função de pensar em uma dinâmica que garanta manutenções preventiva constantes, trabalhando de forma a evitar ocorrência de falhas que possam paralisar a produção – o que geraria um prejuízo para a empresa.

Como foi dito, podem trabalhar no controle da qualidade pessoas de todas as formações.

Apesar disso, é importante que a equipe responsável por essa área seja comandada por um engenheiro da qualidade ou técnico especializado no tema.

como fazer controle da qualidade

Como Fazer Controle da Qualidade

O controle de qualidade é, então, essa área bastante importante da produção que tem como função garantir que todas as entregas feitas pela empresa sigam rigorosamente o que foi descrito durante o planejamento.

Para isso, testes e inspeções constantes devem ser feitos como modo de se certificar que a qualidade presente representa fielmente a visão e os valores da empresa.

O conceito, que tem berço na indústria automotiva, foi se expandindo com o tempo para outras áreas industriais e até mesmo outros modelos de negócio como o comércio, a produção agrícola e a prestação de serviços.

Conheça, agora, como o controle da qualidade funciona em diferentes áreas.

Da água

Se a água é o elemento mais essencial para a sobrevivência da humanidade, não conseguimos pensar em um controle da qualidade mais importante do que o feito durante o seu fornecimento.

É preciso muito cuidado no manuseio da água, pois um pequeno erro de qualidade pode se tornar um risco de vida para todo um bairro ou até mesmo cidade.

No Brasil, as empresas de fornecimento de água e saneamento são as principais responsáveis pelo gerenciamento da qualidade da água consumida pela população.

Para garantir a pureza no abastecimento, é monitorado o nível de contaminação, a acidez, coloração e incidência de odores.

Além disso, é preciso garantir a manutenção de tubulações e reservatórios para que a água que sai do tratamento chegue às torneiras com as mesmas características.

De alimentos

Na produção de alimentos, o controle da qualidade também ganha espaço e se prova igualmente importante.

Ainda que identificar uma comida estragada possa parecer mais fácil, já que o processo de putrefação apresenta sinais visíveis, nem toda contaminação consegue ser observada a olho nu.

Por isso, é importante manter um controle de qualidade durante a toda a lavoura, na colheita e também no processo de distribuição dos alimentos para garantir que o produto entregue ao consumidor não esteja comprometido.

Na indústria de alimentos processados, manter um monitoramento das condições do produto que sai para a entrega é ainda mais importante.

Isso porque a maioria das fábricas usa aditivos químicos em sua produção que podem se tornar altamente tóxicos se houver uma pequena variação na quantidade utilizada.

Em hospitais

Na área da saúde, a controladoria já é um departamento consolidado há muitos anos sob o nome de Controle da Qualidade Hospitalar.

Aqui, ela tem por função estimular e facilitar mudanças operacionais com foco em garantir uma melhoria continua para o hospital, promovendo um processo de aprendizado.

Isso é feito tanto com ajuda de dados, em uma análise científica que leva em consideração as métricas, como também em uma avaliação subjetiva para identificar as melhores práticas que nascem de maneira orgânica, sistematizando-as para que todo o hospital usufrua de seus benefícios.

A intenção por trás dessas mudanças e desse processo é, ao fim, garantir ações mais seguras, eliminando desperdícios com procedimentos desnecessários que possam atrasar o diagnóstico do paciente.

Na indústria farmacêutica

Dentro da indústria farmacêutica, o controle da qualidade é uma área extremamente importante e que é levada a sério.

Prova disso é o fato de que as fabricantes são obrigadas a manter um laboratório exclusivo e independente para os testes de qualidade, separado da área que desenvolve novas drogas.

O objetivo é analisar todos os lotes de medicamentos e/ou produtos cosméticos que saem da indústria, certificando-se de que eles foram produzidos de acordo com os métodos e especificações da marca, respeitando também as diretrizes dadas por órgãos reguladores.

A intenção aqui é reduzir ou até mesmo eliminar erros de fabricação com intervenções no monitoramento dos resultados, manutenção preventiva das máquinas e até mesmo mudanças no rótulo que possam melhor orientar o consumidor sobre o uso daquele produto.

Na indústria automobilística

A indústria automobilística é conhecida por ser berço da área da qualidade, entre outras estratégias de gestão empregadas para garantir altos índices de produtividade.

Por isso, não é nenhuma surpresa imaginar que esse segmento segue até os dias de hoje contando com o controle de qualidade como forma de garantir uma produção rápida, eficiente e barata.

A indústria conta atualmente com diversas normas e certificações usadas para fazer a gestão e o controle da qualidade durante a produção.

Uma das mais famosas, a certificação IATF 16949 foi desenvolvida pelos principais fabricantes de automóveis do mundo com base na ISO 9001, além de outras normas regionais que existiam à época.

Na indústria de manufatura

Dentro da manufatura, de forma geral, o controle da qualidade ocupa uma posição bastante importante para indústrias de diversos segmentos.

É preciso criar mecanismos para testar os produtos e inspecionar o que sai da fábrica para ser capaz atender a todas as diretrizes.

O trabalho da controladoria deve ser capaz de fiscalizar tanto as especificações de design e planejamento da empresa, como também eventuais personalizações que foram solicitadas pelo cliente.

No fim, o Controle da Qualidade Total deve ser capaz de garantir o atendimento das demandas do cliente, eliminando desperdícios para atingir uma maior produtividade, tendo em mente a segurança e o bem-estar de quem trabalha na linha de produção.

Na indústria têxtil

Quando falamos da produção de roupas, garantir o controle da qualidade pode parecer menos importante à primeira vista, se comparado a outras indústrias como a farmacêutica, por exemplo.

Mas, imagine-se na situação de ter uma reunião de trabalho importante ou até mesmo um evento social, como casamento, e na hora que você chega ao local percebe que sua calça descosturou de maneira constrangedora.

Com certeza, essa é uma situação que ninguém gostaria de experimentar.

Por isso, a indústria têxtil, há algumas décadas, vem se aperfeiçoando para garantir um padrão de qualidade satisfatório em suas entregas.

Além de análises, testes e inspeções constantes, um grande trunfo do segmento tem sido as automações, que permitem uma otimização dos insumos e uma garantia maior de que os resultados seguirão o padrão estabelecido pela criação.

ferramentas para se fazer um controle da qualidade eficaz

Ferramentas para Fazer um Controle da Qualidade Eficaz

Com o passar das décadas e com a consolidação do controle da qualidade como uma área essencial dentro das empresas, algumas ferramentas foram desenvolvidas de modo a facilitar o trabalho dos profissionais da controladoria.

São sete as principais que podem ser utilizadas para um controle da qualidade eficaz.

Conheça:

Fluxograma

Chamamos de fluxogramas as figuras gráficas utilizadas para representar o processo produtivo, trazendo detalhes sobre cada atividade envolvida, a duração daquela tarefa e sua área responsável.

Diagrama de Pareto

Criado pelo economista italiano Vilfredo Pareto, o diagrama segue o princípio identificado pelo pesquisador de que até 80% das ocorrências de uma linha de produção são ocasionadas por apenas 20% das causas.

Retomado por Joseph Juran, o princípio foi transformado em diagrama para representar a relação entre os erros e suas motivações.

Diagrama de Ishikawa

Desenvolvido pelo guru da qualidade japonês Kaoru Ishikawa, o diagrama é também conhecido como Causa e Efeito ou Espinha de Peixe.

Seu emprego tem por objetivo investigar quais são os fatores (causas) que estão relacionados aos problemas mais comumente identificados durante a produção, observando também seus efeitos durante o processo.

Gráfico de Controle

Muitas vezes referido por ser a “voz do processo”, é no gráfico de controle que estarão registrados dados e métricas de lotes anteriores, servindo como parâmetro para medir a produtividade da empresa com base em dados anteriores.

Folha de Verificação

As folhas de verificação, por outro lado, são ferramentas utilizadas no dia a dia da produção para organizar e controlar as atividades em tempo real.

Nela, estão descritas todas as tarefas necessárias para produção como um check-list.

Diagrama de Dispersão

O Diagrama de Dispersão é uma ferramenta usada principalmente para validar relações de causa e efeito.

Isso é feito pelo cruzamento das informações de frequência com os registros de ocorrência das possíveis causas registradas.

Histograma

Por fim, o Histograma permite que a gestão dê um passo para trás e observe o todo dos resultados, visualizando de uma só vez dados do passado, resultados atuais e projeções para o futuro.

Conclusão

Concebido no período que se seguiu ao fim da Segunda Guerra Mundial, o Controle da Qualidade Total (TQC, na sigla em inglês) é a área responsável por garantir o padrão nas entregas da manufatura de produtos à prestação de serviços.

Sua abordagem visa atender os requisitos descritos durante a criação, além de promover testes e pesquisas para garantir que o valor entregue está de acordo com as demandas do cliente.

Além disso, a equipe de profissionais responsável pela produção deve ser levada em consideração durante um processo de melhoria da QT, já que o bem-estar e a saúde dos trabalhadores são essenciais para que a empresa colha resultados em longo prazo.

Ao incorporar a QT e manter uma controladoria ativa, a gestão passa a tomar decisões com maior fundamentação, já que tem dados concretos para guiar suas ações.

Com o controle da qualidade total, você garante o sucesso sua empresa e um crescimento que leva em consideração a satisfação de todas as partes envolvidas para ter resultados duradouros.

Se restou alguma dúvida, deixe um comentário. E caso tenha gostado do artigo, compartilhe em suas redes sociais.

Aproveite também para visitar o site da Escola EDTI, conhecer todas as formações disponíveis e, se desejar, faça contato conosco.