importância da estatística

Qual a importância da estatística para o líder?

De todas as habilidades que um cargo de liderança requer, a capacidade de se comunicar com a equipe talvez seja a mais necessária. Você sabia que entender a importância da estatística pode ajudar muito neste processo?

Neste texto, vamos explicar, porque o uso da estatística — e não apenas dos dados brutos — melhora a comunicação de um líder com a equipe. Isso aumenta a produtividade de um time e ainda ajuda a passar credibilidade. Ficou curioso? Então, continue a leitura!

A estatística transforma números brutos em informação

Houve um tempo em que levantar dados sobre qualquer processo empresarial era um procedimento caro, demorado e sujeito a erros de todo tipo. Nessa época era compreensível certa resistência a mudanças, já que as informações para tal eram difíceis de conseguir. Felizmente, esse cenário mudou.

Levantar dados ficou muito mais fácil

Por meio de softwares simples de usar é possível levantar todo tipo de dado. Uma equipe de marketing consegue saber em instantes o número de cliques em uma página ou e-mail. O setor de vendas sabe a porcentagem de contatos com leads que se transforma em vendas. Estoque, recursos humanos, contabilidade, cada setor é capaz de gerar um mar de números com muito pouco esforço.

E é o líder que receberá todos esses dados — ou pelo menos os do seu setor, que não são poucos — e terá que compreendê-los. Dados brutos, porém, não dizem muito sobre o que ele precisa saber.

Transformar dados em informação é o desafio

Antes de qualquer coisa, lembre-se de que números não são informação, mas estatísticas sim. Vamos supor que você seja o líder de um setor de vendas que coletou dados sobre as ligações para clientes. Você tem um documento com milhares de ligações registradas, cada qual com um horário, o funcionário que ligou e a duração da ligação. De início pode se sentir perdido.

No entanto, depois de um tempo você escolhe um único funcionário para analisar e percebe que ele concretizou 60% dos contatos em vendas. E, observando o tempo médio das ligações desse funcionário, você vê que elas são muito mais curtas que as ligações em que o produto não é vendido. Digamos, as ligações de vendas duram 10 minutos e as outras chegam há 20 minutos, em média.

Uma conclusão possível é a seguinte: esse funcionário tem gastado muito tempo para identificar situações em que a venda não se concretizará. Se ele fosse capaz de perceber isso antes, encerraria essas ligações e poderia gastar esse tempo contactando outros clientes. Percebeu como estatística e análise de dados transformam números em informações relevantes?

A estatística ajuda a montar uma apresentação para os funcionários

Agora imagine você, de posse desse novo conhecimento sobre as ligações da equipe de vendas, realizando uma apresentação para eles. Já imaginou como fica mais fácil comunicar a sua conclusão para eles?

Aquela barreira de comunicação comum entre líderes e funcionários cai facilmente. Além disso, os colaboradores passam a enxergar uma racionalidade por trás do seu trabalho, dispondo-se a aplicar as mudanças. Nesse caso, a mudança pode ser abandonar ligações que chegam a 7 minutos sem uma intenção real de compra por parte do cliente, por exemplo.

Algumas semanas mais tarde, em uma nova reunião com a equipe, todos terão sentido os efeitos da mudança. Afinal, a melhora na produtividade é algo muito fácil de notar: com o tempo economizado, o número de ligações diárias aumentou e as vendas também. Pronto! Você melhorou a sua comunicação com o time, melhorou os números e ganhou o respeito dos funcionários como líder. E tudo graças à estatística.

A importância da estatística para a venda de produtos

Não são só os seus funcionários que precisam de números e da interpretação deles. As pessoas que contratam os seus produtos ou serviços também se convencerão mais facilmente.

Para isso, você deve ter os números certos. Qual a porcentagem dos seus clientes está satisfeita com os seus produtos? Quantos deles consideram o seu atendimento bom ou ótimo? Nunca é demais lembrar que sua relação com o consumidor não se encerra no momento da compra. Pode-se mesmo dizer que ela começa ali.

Se você tem excelência no atendimento, levante os dados que provam isso, analise-os, interprete-os e dê à sua equipe argumentos numéricos. Isso fará muita diferença na hora de lidar com aquele cliente que tem interesse mas ainda está com um pé atrás. Acredite: poucas coisas convencem tão fácil quanto estatísticas sobre satisfação.

A transmissão de seriedade por meio de dados concretos

Todo mundo espera seriedade de uma empresa: clientes, funcionários, investidores e até aqueles colaboradores talentosos que você tanto quer atrair para o seu quadro de funcionários. Por outro lado, toda empresa aponta a seriedade como uma de suas qualidades. Mas nós sabemos que não é bem assim, não é mesmo?

Qualquer estratégia de marketing que vise a fortalecer a imagem da sua empresa precisa convencer as pessoas e é aí que entra a importância da estatística. Os profissionais de marketing, aliás, vão ser os primeiros a cobrar de você esses números, já que eles absolutamente não trabalham sem isso.

Não importa se o que você precisa é comprovar em um relatório que uma ação foi efetiva ou criar uma estratégia de marketing digital ou vendas. Só os números farão seus argumentos saírem do autoelogio comum e transmitirem seriedade comprovada.

Lembre-se: você não se tornará um líder por acaso. É o reconhecimento dos colegas e dos seus superiores, em conjunto, que colocará você em uma posição de destaque. E esse reconhecimento virá muito mais fácil se você coletar, organizar e analisar dados antes de tomar cada decisão.

Dicas para ser um bom líder

Se você chegou até aqui, deve ter entendido como a interpretação de dados é fundamental para que um profissional consiga lidar com suas tarefas cotidianas de forma bem-sucedida. Mas a pergunta que fica é: além da compreensão sobre estatística, o que é preciso para se tornar um bom líder?

A seguir, listamos algumas dicas para ajudá-lo a melhorar ainda mais as suas habilidades de liderança. Vamos conferir?

Tenha metas e objetivos

Toda organização tem metas e objetivos a serem cumpridos para se destacar no mercado. Seja a melhora do atendimento, aumento da captação de clientes ou simples mente o aumento do faturamento, toda equipe precisa estar engajada em alcançar esse objetivo — e é tarefa do líder apresentá-lo e mostrar o caminho para chegar até ele.

Por meio de uma meta bem definida, é fácil identificar como cada colaborador poderá contribuir com a ação. Mas, antes mesmo de indicar um foco para sua equipe, é preciso garantir uma boa estruturação para a melhor compreensão de todos. Portanto, sempre que for elaborar um novo objetivo, tenha em mente que ele precisa ser:

  • especifico: o objetivo deve ser claro e objetivo para que todos entendam o foco da ação;
  • mensurável: é possível avaliar se o objetivo realmente foi cumprido a partir da análise de dados;
  • temporal: há data para iniciar e terminar a ação;
  • atingível: é preciso definir metas atingíveis, caso contrário, isso só servirá para desmotivar a equipe;
  • relevante: todos precisam estar cientes da relevância do objetivo e como ele pode contribuir com o sucesso da organização.

Invista na sua qualificação profissional

Outra dica fundamental para se tornar um bom líder é investir na melhoria continua da sua qualificação profissional. Muitos líderes cometem o erro de achar que, por já terem alcançado uma boa posição diante a equipe, não é mais necessário investir em novos cursos e aprendizados. Mas isso é um grande erro, pois é com qualificação que se desenvolve a competência profissional como líder.

Sendo assim, sempre procure novas formas de aprendizado que possam melhorar o seu trabalho na liderança. Entenda as etapas das atividades que você condenará e aprenda a realizá-las. Caso seja necessário, você precisa ser capaz de fazer o trabalho prático junto com a equipe — até mesmo se não houver essa necessidade, é importante conhecer as responsabilidades e exigências de cada estágio do processo, até mesmo para elaborar metas atingíveis.

Desenvolva uma boa comunicação

Não há como negar a importância de saber se comunicar de forma clara na hora de liderar. O líder está sempre se comunicando com colaboradores e outros superiores, para garantir que todas as tarefas internas sejam cumpridas, e com clientes, fornecedores e parceiros empresariais, a fim de manter um bom relacionamento.

Para que a equipe consiga realizar suas ações, a fim de atingir as metas dentro do prazo estipulado, é fundamental que o líder saiba articular de forma objetiva e, principalmente, dê novos direcionamentos em reuniões e eventos corporativos.

Além de repassar informações e garantir que todos entendam os direcionamentos, a comunicação também é uma excelente forma de manter a equipe motivada. Uma empresa que dá espaço para o colaborador expor suas opiniões e dar novas ideias sempre vai garantir mais satisfação do colaborador, já que ele se sente parte da organização.

Esteja atento aos feedbacks

Tão importante quanto das feedbacks para a equipe, mostrando o que precisa ser melhorado e, principalmente, o que ela tem feito que gerado bons resultados para a empresa, também é fundamental ouvir opiniões de terceiros sobre o seu próprio trabalho.

Fazer uma autoavaliação não é uma tarefa fácil. Normalmente, é muito comum o líder subestimar o próprio trabalho, diminuindo o seu verdadeiro valor, ou maximizá-lo, como se não estivesse cometendo nenhum erro durante o percurso.

Exatamente por isso escutar feedbacks das pessoas que trabalham a sua volta é algo essencial. A partir de opiniões construtivas, é possível identificar em quais momentos você está agindo como um verdadeiro líder e em quais ainda precisa melhorar.

Invista na rede de contatos

Outra habilidade essencial de um bom líder é saber se relacionar com pessoas de todos os níveis hierárquicos dentro e fora da organização. A partir da participação de eventos, webinars, workshops, reuniões, entre outros, é possível montar uma rede de contatos estratégica, a fim de aumentar a sua influência e credibilidade no mercado.

Além disso, o líder também deve incentivar que a sua própria equipe invista no networking fora da empresa. Isso não só pode ajudar os colaboradores a crescer profissionalmente, como também pode aumentar a relação com alguma organização de destaque no mercado.

Cuide das métricas de avaliação

Somente avaliando e acompanhado métricas de avaliação, é possível descobrir se as estratégias estão indo para a direção certa e se a equipe realmente está fazendo um bom trabalho. Caso os resultados não estejam atingindo as expectativas, é dever do líder elaborar um novo planejamento estratégico, a fim de garantir o sucesso do negócio.

A seguir, vamos mostrar alguns indicadores essenciais para avaliar o trabalho da equipe:

  • eficiência dos funcionários: essa métrica mostra se o colaborador realmente está dando o seu máximo no ambiente de trabalho. É fácil identificar isso observando a sua proatividade e o cumprimento de metas diárias;
  • programas de treinamento: o treinamento é importante para o crescimento profissional do colaborador. Para medi-lo, basta conferir quais pessoas da equipe realmente estão participando os treinamentos presenciais;
  • objetivos individuais: é possível entender muito sobre a atuação de um colaborador depois de verificar se ele está cumprindo os seus objetivos individuais. O melhor momento para medir essa métrica é durante uma avaliação de desempenho.

Importância dos cursos de qualificação profissional e do desenvolvimento das habilidades de liderança

A liderança de qualidade envolve uma série de habilidades específicas — como visão estratégica, conhecimento técnico, boa comunicação, capacidade analítica, entre outros — que podem ser desenvolvidas com o treinamento certo. Os cursos de qualificação profissional estão se tornando cada vez mais populares entre os profissionais que desejam potencializar a competência de liderança, melhorando suas decisões para o sucesso da organização.

A partir da capacitação adequada, o líder passa a assumir um papel mais proativo diante a equipe, passando a motivá-la e incentivá-la a dar o seu máximo no ambiente de trabalho.

A importância da estatística para o líder é que ela é uma informação confiável, que convence uma equipe. Ela ainda ajuda os colaboradores a convencerem os clientes. Mostre aos seus superiores o poder dos números e eles vão entender que você é a melhor opção para gerir o negócio.

Gostou de conhecer a importância da estatística para um líder? Quer continuar acompanhando nossos conteúdos? Então, aproveite para nos seguir nas redes sociais! Estamos no Facebook e Instagram! Quer saber mais sobre nossos cursos? Inscreva-se no Green belt e fale com nossos consultores!

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.