Reconhecimento

Reconhecimento, como ele pode ajudar a aumentar a produtividade

publicado em | atualizado em

Reconhecimento: Pode parecer um paradoxo, mas, quanto mais a tecnologia avança, mais importante é o capital humano. Enquanto as máquinas ocupam as tarefas operacionais, os humanos se dedicam a atividades que requerem maior capacidade analítica e pensamento estratégico.

Isso quer dizer que os profissionais de hoje têm maior peso no desempenho de uma empresa do que tinham antigamente. Para reter os melhores talentos e mantê-los satisfeitos e produtivos, o reconhecimento profissional é essencial.

Neste artigo, vamos explorar melhor o tema, como funciona o reconhecimento, quais são os tipos que existem, como praticá-lo e quais são os benefícios que traz para empresa e colaborador. Acompanhe!

O que significa o reconhecimento em uma empresa?

O que significa o reconhecimento em uma empresa?

O reconhecimento profissional é uma das principais formas de motivar os colaboradores, promover o engajamento e reconhecer talentos. Ele deve ocorrer quando o colaborador compreende os valores da empresa e se mostra alinhado a eles, entregando um desempenho em linha ou acima do esperado.

Quase todo mundo passa a maior parte do seu dia — e da vida como um todo — trabalhando. Dedica, portanto, não apenas tempo, como também muita energia a essa atividade.

Ao mesmo tempo, especialmente para quem trabalha nas grandes empresas, é difícil ver o efeito imediato do seu esforço nos resultados da empresa. Quem tem um pequeno comércio, por exemplo, sabe praticamente em tempo real se as medidas que toma estão ou não surtindo efeito, porque isso se reflete nas vendas.

No entanto, nas empresas, essa relação não é tão direta. Assim, ter seu trabalho reconhecido por pares e gestores é uma forma de estabelecer essa conexão e de sentir que o esforço compensa.

Qual é a sua importância?

Qual é a sua importância?

O reconhecimento é uma parte essencial para todo ser humano, não apenas no âmbito profissional. Quando cozinhamos um prato mais elaborado para nossos convidados, por exemplo, esperamos ouvir um elogio sobre a comida. É o reconhecimento do nosso esforço e de um trabalho bem-feito.

O reconhecimento não vem, necessariamente, em forma de aumento de salário ou promoção de cargo. Um simples elogio — público ou privado — também é uma forma de fazer isso. Nosso cérebro reage a esse tipo de estímulo e libera uma sensação de prazer quando somos premiados.

Assim, o reconhecimento profissional não é um benefício apenas para o funcionário, mas também para a empresa. Entre os principais benefícios para a organização estão a motivação e o engajamento. Como resultado, os funcionários melhoram sua produtividade e alcançam ótimos resultados.

Tipos de reconhecimento

Como dissemos acima, aumento de salário e promoção de cargo são, obviamente, formas de reconhecer um profissional pelo seu trabalho, mas não são as únicas. Existem diversas outras maneiras de fazer isso, que podem ou não envolver desembolsos financeiros para a empresa.

É isso, principalmente, que define os tipos de reconhecimento: monetário ou não monetário. Eles também podem estar atrelados a um projeto ou atividade específicos ou ao desempenho do colaborador como um todo.

No entanto, para que cumpra o seu papel de motivar não apenas o funcionário premiado, como os demais colaboradores, é preciso que haja regras claras para o reconhecimento e que os gestores saibam justificar por que aquele foi o profissional escolhido.

Como reconhecer seus colaboradores e colegas de trabalho?

Sabemos que o resultado de uma empresa depende essencialmente do capital humano. Não é à toa que atualmente se fala tanto em soft skills, que são as habilidades emocionais e atitudinais dos profissionais. Por isso, saber lidar com o lado emocional dos colaboradores é fundamental para qualquer negócio.

Confira algumas maneiras de reconhecer os colaboradores:

  • pratique o reconhecimento no dia a dia, e não apenas em ocasiões especiais;
  • reconheça também as conquistas pessoais, afinal, elas também são uma parte importante da vida dos seus funcionários;
  • crie um programa estruturado de reconhecimento profissional, que envolva tanto os tipos monetários quanto os não monetários, para que os colaboradores se motivem a conquistá-los. Um exemplo é o “funcionário do mês”;
  • não se esqueça do reconhecimento financeiro, afinal, todos esperamos melhorar de vida como fruto do nosso esforço. Isso pode ser feito por meio de um aumento salarial, um bônus no fim do ano ou mesmo uma premiação;
  • dê um reconhecimento diferenciado para os melhores talentos;
  • ofereça planos de carreira, para que o profissional saiba quais são os caminhos que ele poderá percorrer dentro da organização;
  • dê feedbacks positivos;
  • demonstre interesse no crescimento profissional do colaborador;
  • delegue tarefas importantes;
  • agradeça pelo bom trabalho.

Reconhecimento e cultura organizacional

Tudo o que é feito dentro de uma empresa deve estar alinhado à cultura organizacional dela. Em alguns ambientes, a competitividade é algo natural e, portanto, um programa de reconhecimento profissional pode estimular uma competição saudável. Isso é bastante comum, por exemplo, na área de vendas, em que se premiam aqueles que tiveram melhor desempenho e isso se torna objeto de desejo para os demais profissionais.

Em outros cargos e empresas, relacionamento e colaboração são mais importantes. Da mesma forma, os reconhecimentos — monetários ou não — devem estar em linha com essa cultura. O RH deve estar sempre atento para que as ações reforcem a cultura da empresa, de forma a passar uma mensagem clara e fazer com que todos sigam na mesma direção.

Liderança com reconhecimento

Liderar tem a ver com a capacidade de influenciar os outros, libertando o poder e potencial das pessoas e das organizações. O líder tem um papel primordial na satisfação dos seus funcionários. Por isso, ele deve estar atento a cada membro de sua equipe, pensando em formas de desenvolver os colaboradores, identificando as habilidades de cada um e também reconhecendo aqueles que mostraram um desempenho diferenciado.

Como dissemos acima, o reconhecimento precisa se basear em fatos sólidos, para não gerar uma percepção de injustiça e de que a escolha foi feita por alguma preferência pessoal. É papel do líder reunir evidências que comprovem o mérito do reconhecimento e também deixar claro para a equipe que todos têm condições de chegar lá, mostrando o caminho para isso.

Benefícios de construir uma cultura de reconhecimento

Os profissionais capacitados e que fazem a diferença são disputados pelo mercado. Portanto, eles precisam querer ficar na empresa. Para isso, têm que estar satisfeitos e motivados, e o reconhecimento é fundamental para isso.

Outro ponto é que altos índices de rotatividade custam caro para a empresa. É preciso arcar com os custos da demissão, o fato de o trabalho não ser desenvolvido enquanto a vaga não for preenchida e com os custos de recrutamento e seleção. Isso sem contar o período de treinamento do novo colaborador, até que ele consiga desenvolver plenamente as suas funções.

Ao ser reconhecido, o colaborador tem menos motivação para ir ao mercado procurar uma nova posição, o que reduz o turnover e todos os malefícios citados acima.

Assim, vimos como o reconhecimento profissional é vantajoso tanto para a empresa quanto para o colaborador. Quem se sente valorizado falta menos, é mais produtivo e não prejudica o clima organizacional. Invista nessa ideia e colha os benefícios!

Para mais conteúdos, continue acompanhando nosso blog!

Quer se desenvolver ainda mais? Inscreva-se já em um dos nossos cursos!

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]