Como selecionar projetos de melhoria: case real da Escola EDTI

Projetos de melhoria são essenciais para que empresas realizem mudanças em qualquer processo, que nada mais são do que um conjunto de ações que tem um prazo e uma finalidade especifica, seja para resolver um problema ou melhorar uma situação.

Para uma organização saber se determinada mudança trouxe ou não benefícios para a produção, como redução de tempo em um processo, ou a redução de desperdícios de recursos em geral, é necessário mensurar os impactos das alterações.

Essa medição é realizada através de verificações e controle de indicadores, por exemplo. Nos cursos oferecidos pela Escola EDTI o aluno aprende a executar esses projetos e a mensurar a eficácia dessas mudanças.

eBook: Como é o GREEN BELT da Escola EDTI na visão de seus alunos?

Entrevistamos três alunos que dividiram sua trajetória ao longo desse processo, desde a decisão de se tornar um Green Belt, até a experiência ao longo das aulas. Escolher uma instituição de ensino adequada é primordial para uma experiência completa de aprendizado, não basta tomar a decisão de realizar cursos para se destacar se isso não gerar, de fato, conhecimento ao aluno.





Capa eBook: Como é o GREEN BELT da Escola EDTI na visão de seus alunos?

Como esses projetos de melhoria são adotados?

Para que uma sugestão de melhoria seja realmente adotada pela empresa como parte integrante de um processo, é preciso que essa ideia seja testada e implementada.

Um exemplo de método utilizado para fazer a seleção de futuros projetos de melhoria é o que foi aplicado aqui mesmo na Escola EDTI em uma de nossas reuniões semestrais, e quem conta mais sobre essa experiência é nossa head de cursos e operações Maíra.

Processo utilizado pela Escola EDTI para a seleção de projetos de melhoria.

Em uma reunião estratégica semestral que acontece na Escola, onde cada equipe apresenta seus projetos finalizados e ganhos obtidos a partir deles, foi também utilizada uma estratégia para que toda a empresa pensasse de forma coletiva em projetos de melhoria para o semestre seguinte.

Primeiramente começamos com um brainstorming em que toda a empresa foi dividida em grupos heterogêneos, com três integrantes, variando entre os profissionais de todas as áreas. Essa divisão foi realizada justamente com o intuito de que as ideias fossem criadas a partir de diversos pontos de vistas.

O tempo médio dado aos funcionários para pensar em novos projetos de melhoria foi de 30 minutos. Ao final desse tempo os grupos apresentavam suas ideias e todas foram listadas em uma planilha.

A partir deste brainstorming todos ficaram com uma lição de casa, classificar cada um dos projetos com notas de 0 a 5 de acordo com o custo do projeto e quanto ao impacto desses projetos, sendo que 0 representaria projetos com custo ou impactos menores e 5 com maiores custos ou maiores impactos.

Após todos enviarem suas avaliações, nosso diretor ficou encarregado de analisar estas avalições e com base nessas notas fazer a seleção dos projetos mais promissores para o próximo semestre, levando em consideração a visão sistêmica da empresa.

Resultados obtidos com a experiencia:

Esse tipo de atividade permitiu a seleção dos projetos que seriam iniciados no próximo semestre em todas as áreas, levando em conta a opinião e experiência de todos os colaboradores, além de deixar os funcionários mais envolvidos com as ações da Escola EDTI.

Este é um método eficaz e por levar em conta a visão de seus colaboradores, o gestor terá mais subsídio para tomada de decisão, como a implementação de melhorias.



0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *