Entenda a importância do networking na área da saúde

Você já deve saber o quanto o mercado de trabalho é competitivo. Uma boa faculdade e pós-graduação são bastante úteis na hora de procurar um emprego, mas, muitas vezes, a competição por uma vaga é acirrada e o seu currículo acaba não sendo selecionado. Em alguns casos, as oportunidades disponíveis nem chegam até você. Daí vem a importância do networking.

Tomar a atitude de fazer contatos valiosos pode ser complicado para quem é mais reservado, mas isso tem muito a acrescentar tanto no círculo profissional quanto no conhecimento para a sua área. Para quem acha que a importância do networking é só para fazer vínculos para o próprio benefício, é bom saber que é fundamental fazer laços verdadeiros, com a confiança e respeito de ambos os lados.

E se você já está dentro de uma vaga, saiba que essa relação permite que você tenha uma visão mais abrangente da sua carreira e possa progredir mais na vida profissional. Mas, agora que você já sabe a importância do networking, fica a dúvida: como fazer essa rede de relacionamentos? Confira cinco dicas para fazer sua rede de contatos na área da saúde!

Aproveite os contatos de cursos que já fez

Sabe as pessoas que você conheceu quando estava na faculdade ou na especialização? Não perca o contato delas! Mantenha-se informado sobre o que estão fazendo e tente conversar de vez em quando com elas, especialmente para parabenizá-las em conquistas importantes.

Contudo, como ninguém quer se passar por falso, tenha um interesse verdadeiro pela pessoa ou ela descobrirá logo que aquilo não é real. Se você não gostava daquele colega ou nunca trocou uma palavra com ele nas aulas, vai ser mais complicado expressar atenção de repente.

Por isso, o ideal é analisar o quão próximo você é daqueles contatos antes de investir nesses relacionamentos. Para facilitar, comparecer às reuniões com a antiga turma e manter conversas são boas ideias para começar a aproximação.

Seja mais ativo nas redes sociais

As redes sociais são uma forma de marketing pessoal, já que é lá que é projetada a imagem que as pessoas têm de você, mesmo que não seja a sua intenção. Você pode até se perguntar qual a importância do networking nas redes em que você conhece todo mundo.

A resposta é simples, mas muito significativa: porque isso pode fazer a diferença entre você ser indicado para uma vaga ou ignorado em uma seleção. Duvida disso? Imagine que uma pessoa das suas redes sociais posta conteúdos violentos, preconceituosos e sempre se refere a todos de forma desrespeitosa. Você arriscaria a sua reputação para indicar alguém assim ao seu chefe?

Por isso, antes de postar, reflita em qual imagem você quer passar aos seus amigos e, por consequência, aos conhecidos deles. Porém, para ir além do atual círculo de amizades, o ideal é você fazer a sua conta no LinkedIn, uma rede social voltada para contatos profissionais e que pode se tornar uma excelente ferramenta para se aproximar de pessoas que têm tudo a ver com a sua área.

Participe mais de eventos

Para buscar novas parcerias na área da saúde, nada melhor do que comparecer a eventos como palestras, workshops, simpósios, congressos, entre outros. E o mais importante: não fique conversando somente com as pessoas que você já conhece. A importância do networking se dá em ampliar o seu universo.

Você mesmo pode se apresentar para aqueles que desejam conhecer ou pedir a um colega que faça o intermédio. O importante é fazer uma abordagem amigável, sem parecer forçada ou agressiva demais. Se você for entregar o seu cartão profissional, ótimo, mas converse com a pessoa, preste atenção no que ela tenha a dizer e procure tópicos que você possa colaborar.

Se você fica com muito nervosismo antes desse tipo de situação, treine em casa o que possa falar de interessante. Saber interagir com as pessoas é uma importante habilidade profissional, mas não precisa fingir ser alguém que não é. Provavelmente, o seu interlocutor vai notar e isso pode significar uma oportunidade perdida.

Procure parcerias similares a você

Fazer networking não é buscar um relacionamento profissional aleatório e descartá-lo quando for conveniente. É sobre construir uma relação verdadeira que possa ajudar a ambos os lados e que se mantenha firme com o tempo.

Isso é especialmente útil na hora de conhecer a pessoa, já que os tópicos em comum, como dissemos, serão essenciais para a conversa fluir melhor. Mas também é bom ter um relacionamento profissional com pessoas similares a você porque assim fica mais fácil confiar nelas para uma indicação ou até começar um negócio.

Por isso é tão importante que você não tente ser outra pessoa, porque isso estragaria a chance de contato com alguém que gostaria da sua personalidade. Portanto, converse com o seu contato e procure saber se ele compartilha da sua visão de mundo e dos seus princípios.

Mantenha o seu networking constante

Se for seguir todas as dicas anteriores, é preciso dar atenção especial para esta última. Muitas vezes, o profissional da saúde, quando já tem uma clínica ou um consultório próprio, acaba abandonando os contatos que fez um dia. Com isso, ele perde a oportunidade de aprimorar os negócios e de estabelecer parcerias.

Isso vale também para médicos, enfermeiras ou outros profissionais que não sejam autônomos. Entrar na vaga que você sempre quis não significa esquecer a importância do networking. Como dissemos, você pode aumentar o seu conhecimento da área da saúde, estar por dentro das inovações do mercado e consolidar a sua reputação.

Porém, se você não mantiver o networking, os contatos vão esfriar e tentar retomá-los pode demandar maior esforço da sua parte. Afinal, um relacionamento profissional também precisa ser verdadeiro para que continue a existir.

Antes de começar a fazer o seu networking, pense em como vai querer contar a sua própria história. Não precisa exagerar as suas conquistas, apenas saiba valorizá-las para que elas possam soar agradáveis e interessantes.

A importância do networking pode ser comprovada no mercado de trabalho, mas é preciso cultivá-la desde cedo, na sala de aula, com amizades ou parcerias honestas, que colaborem para a produtividade geral. É por isso que é importante investir na sua especialização, não acha? Confira como ela faz a diferença na área da saúde.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.