TODOS OS CURSOS DA EDTI POR R$ 169,90/MÊS.
INCLUINDO GREEN E BLACK BELT!!
Comece agora e cancele quando quiser.

RH 4.0: uma nova direção para gerenciar talentos!

por Marcelo Petenate
publicado em | atualizado em

Já percebeu que a tecnologia deu um grande salto em relação ao que tínhamos 10 anos atrás? Ou melhor, se olhar apenas nesse último ano, certamente vai encontrar alguma novidade que já impacta nossas vidas. Essa velocidade vem impactando diversas áreas de atuação. E é justamente nesse contexto que surge o RH 4.0.

Mas você já ouviu falar do RH 4.0? Bom, saiba que esse conceito vem ganhando cada vez mais força em todo o mundo, passando por organizações dos mais variados mercados.

Já sabemos que os algoritmos, na parte computacional, podem avaliar a autenticidade de documentos. Mas agora eles também estão chegando para automatizar o processo de avaliação de entrevistas por vídeo, só para citar um exemplo. E tem muito mais já sendo aplicado na prática.

Para as áreas que trabalham com treinamentos, já existem soluções que conseguem antecipar quais são as necessidades individuais de cada colaborador. No entanto, essas possibilidades ainda não estão sendo ativamente aplicadas.

A verdade é que os processos manuais tradicionais ainda predominam em muitos departamentos de RH. Mas isso é só questão de tempo. A área de Recursos Humanos 4.0 é a chave para a digitalização nas empresas ocorrer em todas as áreas.

Se quer entender melhor esse contexto e conhecer os impactos da chegada do RH 4.0, veja a partir de agora os detalhes sobre o que ele é de fato, quais as novas tendências e benefícios que pode proporcionar para todas as empresas.

Boa leitura!

Como a revolução 4.0 está impactando o mercado?

Como a revolução 4.0 está impactando o mercado?

Usar 4.0 parece que é algo que está na moda já a algum tempo, não é mesmo? Esse conceito surgiu com a Indústria 4.0, e pode ser descrito como um aumento na quantidade de digitalização em toda a cadeia de produção, assim como na estruturação de transferência de dados entre as pessoas, objetos e sistemas em tempo real.

O quarto período industrial surgiu quando as máquinas utilizadas na produção passaram a gerir por si próprias os processos de produção, sem a necessidade de ações humanas. Ou seja, fica claro que essa transformação da indústria afetará profundamente os processos de gerenciamento de recursos humanos devido ao seu ambiente de mudanças.

Em cada mudança, surgiu o medo de que os processos integrados à tecnologia fariam com que os funcionários perdessem seus empregos. Mas o movimento visto atualmente é a busca por profissionais mais qualificados, que serão cada vez mais necessários.

O desafio atual é encontrá-los e mantê-los no trabalho. O que pode ajudar é a entrada dessas mesmas soluções utilizadas na área da indústria para o RH 4.0.

Nos últimos anos, a digitalização raramente se concentrou na administração e, por extensão, nos recursos humanos. Empresas de todos os setores estavam preocupadas principalmente com a implantação de tecnologias digitais nas áreas de produção e mais próximas ao cliente.

No entanto, está cada vez mais claro que a digitalização só poderá ser bem-sucedida a longo prazo se também abranger a área de back office, principalmente o departamento de RH.

O que é o RH 4.0?

O que é o RH 4.0?

Tecnologias inovadoras como IoT (Internet das Coisas), Big Data e Inteligência Artificial já estão ajudando a automatizar a maioria dos processos de RH, resultando em equipes mais eficientes e enxutas. Acima de tudo, essas aplicações de tecnologia de ponta estão transformando o RH tradicional no que chamamos de RH 4.0.

O conceito de RH 4.0 está intimamente ligado à Indústria 4.0. Se ela representa uma grande transformação na maneira como as empresas abordam a manufatura, da mesma forma a troca de dados entre diferentes sistemas aumentou drasticamente a eficiência e os processos de tomada de decisão relacionados à gestão de pessoas.

Embora o mundo veja mudanças ainda maiores nos próximos anos, grande parte da tecnologia necessária já foi desenvolvida para substituir grande parte das atividades atuais relacionadas a RH.

Portanto, podemos dizer que o RH 4.0 é uma revolução na área de Recursos Humanos. Nele, o RH se torna mais automatizado, concentrando suas atividades em questões estratégicas e não mais em ações manuais, burocráticas e repetitivas.

Esse movimento é visto tanto na criação de ferramentas pelo setor de TI quanto nas novas demandas do governo em relação às relações de trabalho. O surgimento de obrigações como o eSocial no Brasil, para citar um exemplo, levou os departamentos de RH a utilizar a tecnologia nas rotinas que sempre eram feitas com documentos em papel.

Em resumo, o RH 4.0 passa pelo processo de digitalização nessa área, deixando de lado o gerenciamento de RH analógico.

Quais as novas tendências para esse mercado?

Quais as novas tendências para esse mercado?

A equipe de RH está sempre focada em frentes como atrair talentos qualificados, melhorar o clima organizacional e outras abordagens que contribuem diretamente para os resultados estratégicos da empresa.

Mas como o RH 4.0 é caracterizado pelo uso de novas tecnologias, é preciso conhecer o que há de tendência para esse mercado para continuar alinhado com os novos cenários que surgem.

Uma dessas tendências mostra que, no RH 4.0, existe o entendimento de que os profissionais hoje têm outras necessidades além de simplesmente o seu salário, e muitos deles recebem ofertas de emprego de outras empresas com muito mais frequência do que há 10 anos.

Portanto, é necessário trabalhar para obter a melhor experiência, tornar o ambiente de trabalho mais atraente e menos monótono. Isso é uma tendência principalmente para as gerações que nasceram imersas em tecnologia, e contar com inovação e novas soluções é extremamente importante para o dia a dia.

Automatizar os processos é a grande tendência

Como o departamento pessoal tradicional é voltado para a gestão estratégica de pessoas, as empresas já perceberam que seu principal ativo são os seus times. Elas também entenderam que a tecnologia desenvolvida ou adquirida de terceiros – com bastante facilidade e a preços razoáveis ​​- permite automatizar atividades burocráticas.

O que diferencia o RH tradicional do 4.0 é realmente o que chamamos de transformação digital. As empresas agora estão mais inclinadas a adotar ferramentas, métodos e serviços online, e essa tendência já está atingindo diversos processos.

Soluções e recursos virtuais inovadores auxiliam nas operações de gerenciamento de pessoas, automatizando processos manuais e otimizando tarefas estratégicas. Desde a busca de talentos até as avaliações de desempenho, os processos já são realizados com o mínimo de intervenção humana.

Nesse quesito, são dois os grandes benefícios que surgem para os profissionais acostumados ao RH tradicional:

  • Mais tempo para um desempenho mais analítico;
  • Diminuição do trabalho operacional e manual.

Soluções que são tendência para o mercado do RH 4.0

As soluções voltadas para a área de RH 4.0 continuarão aparecendo. Alguns exemplos de tendências são:

  • Softwares de recrutamento
  • Plataformas de teste de desenvolvimento de funcionários;
  • Aplicativos de pesquisa de satisfação (E-NPS);
  • Ferramentas de comunicação interna;
  • Sistemas de feedback e avaliação.

E todas essas ferramentas são ancoradas por tecnologias inovadoras como Cloud Computing, Big Data, Internet das Coisas e até Inteligência Artificial.

Quais são os benefícios do RH 4.0?

Quais são os benefícios do RH 4.0?

Passando por cada uma dessas tendência, já deu para perceber que há muitos benefícios surgindo pelas iniciativas do RH 4.0 para os departamentos de RH mais tradicionais, e até para os próprios negócios como um todo.

Mas dentre esses impactos positivos, existem 10 benefícios que se destacam e que podem ser alcançados pelas empresas que investirem nessa nova iniciativa:

  1. Processos otimizados e mais ágeis;
  2. Diminuição de erros;
  3. Redução do trabalho manual;
  4. Redução de custos com materiais;
  5. Facilidade para a tomada de decisões de gerentes e analistas baseadas em dados;
  6. Crescimento do poder estratégico na gestão de pessoas;
  7. Maior probabilidade de atrair e reter os melhores talentos do mercado;
  8. Contribuição do RH para o aumento da produtividade;
  9. Abertura de um leque de possibilidades para inovar na área antes da concorrência;
  10. Aumento do trabalho colaborativo do RH com as outras áreas da empresa.

No passado não tão distante, todas as tarefas de RH de uma organização eram realizadas por equipes internas ou por terceiros 100% dedicados. O modelo 4.0 agora está fornecendo tecnologias que incluem ações automáticas em processos como recrutamento e seleção, gerenciamento de desempenho, administração de benefícios e assim por diante.

Um benefício além desses já citados para o RH 4.0 é que os líderes de todas as esferas da hierarquia participam do gerenciamento diário das pessoas. Eles agora contam com ferramentas e métodos que os ajudam a colaborar com o RH, inserindo boas práticas na cultura organizacional.

Projetos Lean Six Sigma no RH 4.0

Fundamentalmente, a metodologia Lean Six Sigma é orientada a dados para melhorar a qualidade de um processo, ou seja, qualquer função repetitiva nos negócios, reduzindo a variação em torno da média do processo. E essa iniciativa de incluir as metodologias ágeis faz parte dos principais projetos para implementar o RH 4.0.

Como vimos, essa nova área é bem diferente do modelo tradicional de RH. Por isso, é preciso que existam um processo estruturado para que, mesmo com uma série de mudanças e entrada de novas soluções, as funções mais críticas do time de RH continuem com um ótimo nível de qualidade.

Em outras palavras, projetos de uso do Lean Six Sigma vai garantir que o processo esteja dentro da faixa de desempenho aceitável para que os resultados finais apenas cresçam.

Como a cultura Lean pode impulsionar o novo RH?

Se o marketing, as vendas e a manufatura já estão em plena transformação digital, também é importante que o RH entre nesse novo modelo de negócios. E se a cultura Lean já desponta nessas outras áreas, por que não utilizá-la também dentro do RH 4.0?

Através do uso de testes estatísticos, definição de indicadores estratégicos e levantamento de hipóteses, o conceito Lean fornece evidências antes de fundamentar qualquer tipo de mudança mais drástica. Isso o torna extremamente confiável e universalmente aplicável em todas as áreas.

Então comece descobrindo os processos que ainda são feitos manualmente e passe a refletir sobre como seria possível economizar tempo, reduzir custos e otimizar resultados com a estruturação de ferramentas e métodos tecnológicos a partir da metodologia Lean também. Esse é um passo que pode impulsionar de vez seu time de RH!

Novidades para implementar no RH 4.0

Agora que entendemos melhor os benefícios e os impactos que pode causar na área de RH, vamos conhecer quais são de fato as novidades do mercado que podem ser implementadas nessa área para entrar de vez na era 4.0.

  1. Soluções para aumentar a agilidade no setor

Olhando de longe, parece que esse setor específico não se beneficiaria da implementação de soluções ágeis já que não produz um produto tangível. Essa característica acaba tornando as coisas mais difíceis de medir quantitativamente. Mas não é bem assim.

No RH, a equipe entrega para a empresa um serviço com operações de rotina. E onde há operações de rotina, há espaço para aprimoramentos de processos que podem levar a um serviço mais eficiente e eficaz para os clientes (nesse caso, os funcionários da própria empresa).

Por isso, uma das novidades é a entrada de soluções focadas em agilidade, como as ferramentas de acompanhamento dos fluxos de atividades. Mas junto a isso, surge também a necessidade de contar com profissionais capacitados e preparados para lidar com essa metodologia.

Os cursos e formações Lean vão ajudar os profissionais da área a lidar também com todo o avanço e entrada de novas ferramentas na área.

  1. Inteligência artificial

Tecnologias que utilizam Inteligência Artificial já existem no mercado para a área de RH 4.0. Elas ajudarão a analisar montanhas de currículos da mesma forma que você terá a capacidade de obter informações sobre o desempenho histórico de antigos empregadores para refinar seus parâmetros de recrutamento.

A disponibilidade de novos dados também ajudarão as agências a entender o que torna uma empresa atraente para cada um dos candidatos que estão em busca de um novo emprego.

Consequentemente, o RH terá a capacidade de assumir um papel principal na formação da cultura e dos valores corporativos para abastecer esses sistemas com as melhores informações. Da mesma forma, os profissionais de RH potencialmente aprenderão mais sobre onde e como se conectar com candidatos qualificados para suas vagas.

  1. Gestão Remota

Com o avanço do acesso à internet e a tendência de ampliar os espaços de trabalho, a gestão remota dos profissionais já é das novidades implementadas com o RH 4.0. Na prática, tudo vai passar por uma estrutura mais transparente de acompanhamentos e de entregas.

Os canais de comunicação nas empresas já estão evoluindo para uma plataforma completa onde os profissionais podem compartilhar suas informações de entrega e de  tarefas. Nesse ponto, os gestores podem, junto dos times de RH, participar em todos os níveis, para acompanhar desempenho e adaptação dessa novidade.

A partir das necessidades de cada área, é cada vez mais comum que não sejam cobradas horas de trabalho, mas sim uma relação de entregáveis e de interações para alinhamentos de expectativas.

Essa democratização do trabalho vai dificultar o trabalho de empresas que possuem uma hierarquia mais forte, já que os profissionais buscam ambientes organizacionais mais horizontais em termos de gestão e liderança. A verdade é que hoje todos já buscam essa flexibilidade que ajuda no comprometimento e na produtividade do trabalho.

Essa interação remota também vai fazer as empresas encontrarem caminhos e alternativas de avaliação. O fato é que todos passam a assumir um nível maior de responsabilidade por seu trabalho. Essa nova ordem será iniciada na parte organizacional, mas vai entrar na parte operacional o quanto antes nas empresas.

  1. Profissionalização de RH

Nenhuma das tendências ou das novidades citadas acima se poderão ser implementadas se o nível geral de profissionalismo dos profissionais de RH permanecer o mesmo. Nesse caso, surge a novidade e daí a necessidade contínua de profissionalização de RH focada em novas tecnologias.

O foco atual nas competências, nos novos padrões e nas métricas de acompanhamento de RH nas empresas reforça que ainda há a necessidade de gerar maiores esforços para a profissionalização dessa área, já seguindo as mudanças de mercado.

Elevar a capacidade dos profissionais para gerir essa entrada de inovação avançada no dia a dia das empresas deve ser a principal prioridade para os próximos anos – ou até meses. É a partir disso que as organizações vão conseguir ver os resultados de um trabalho profissional de RH, tornando o ambiente mais dinâmico.

Quais são os desafios e o novo papel da área de Recursos Humanos?

Não há dúvida de que contratar e capacitar a equipe de profissionais certa para se preparar para as muitas mudanças que estão por vir é uma prioridade de muitas organizações ao redor do mundo. E também é um grande desafio.

Hoje, as perguntas que as equipes de RH desejam responder sobre contratação e gestão são muito mais complexas do que nas últimas décadas. Para entender melhor esse cenário, você pode conferir nosso material completo sobre o case de sucesso do Projeto Contratações:

Também é crucial ajudar os profissionais de RH a entrar neste novo mundo. Cada empresa precisa abrir espaço e criar a mentalidade do RH 4.0. Sem isso, os profissionais vão relutar em inovar, além de encontrar diversas dificuldade em se adaptar, podendo até mesmo boicotar algumas iniciativas.

Conclusão

Por tudo que vimos até aqui sobre o surgimento e implementação do RH 4.0, o primeiro passo para todas as empresas é apresentar aos profissionais quais são as novas tendências na área.

Não perca tempo e incentive a implementação de cursos de atualização, promova a participação em palestras e até mesmo em grande eventos da área. Ao entender qual é a nova mentalidade da empresa, os próprios profissionais da área terão sugestões para que o RH 4.0 seja realmente implementado.

Para isso, você pode recorrer a uma formação completa que entrega todos os passos necessários para aplicar essa metodologia na sua empresa e nas suas equipes.

E a melhor opção do mercado é a formação Lean Six-Sigma Green Belt para aprender todo o passo a passo do Lean Six-Sigma, indo desde a definição, mensuração, análise e teste até a implementação de fato.