shitsuke

Senso de disciplina: como praticar o Shitsuke do 5S

publicado em | atualizado em

O senso de disciplina é uma das ferramentas necessárias para a implementação de projetos de melhoria contínua.

É fato que nenhuma empresa ou profissional pode avançar na carreira ou nos negócios sem um elevado sentido de organização.

Seja qual for o ramo, tenha certeza de que ninguém prospera sem que a casa esteja em ordem, ao menos não por muito tempo.

Pois é disso que o senso de autodisciplina trata: ele é o caminho para colocar as coisas em seus devidos lugares.

Agora você tem a chance de conhecê-lo melhor para começar uma nova trajetória profissional.

Avance na leitura e saiba mais sobre isso.

O que é senso de disciplina Shitsuke no 5S?

Também conhecido como Shitsuke ou 5S, o senso de autodisciplina é uma das ferramentas usadas para implementação de projetos pela metodologia Lean.

Faz todo o sentido, já que não há como implantar um método que para combater o desperdício e aumentar a eficiência quando a empresa não está minimamente organizada.

Seria como iniciar uma reforma em uma casa ou apartamento enquanto o imóvel está repleto de objetos espalhados e fora do lugar.

Portanto, o 5S nada mais é do que uma ferramenta para alinhar o ambiente de modo que, a partir disso, a cultura Lean possa ser incorporada e continuada.

👉 E-book gratuito: Como implementar uma cultura de melhoria contínua!

Entendendo o 5S

Cabe ressaltar que o senso de autodisciplina, embora esteja enquadrado nos 5S, é o resultado da aplicação dos outros “S”.

Ele é o resultado esperado da prática diária da disciplina consciente, em que cada membro de uma equipe entende o seu papel dentro de uma organização.

Dessa forma, os colaboradores passam a ser agentes na promoção de um ambiente mais limpo, organizado e funcional.

Confira então quais são os 4S que antecedem o senso de disciplina e o que cada um deles representa na implementação da metodologia Lean.

Senso de Utilização (Seiri)

O programa de TV “Acumuladores” mostra a dura realidade das pessoas que sofrem de acumulação compulsiva.

Incapazes de se livrar dos bens que compram (a maioria totalmente supérfluos), elas passam a criar verdadeiras “montanhas” de objetos dentro de suas casas.

Embora seja um exemplo extremo, serve para ilustrar o risco de manter no ambiente de trabalho ou em casa bens sem qualquer utilidade.

É isso que busca eliminar a aplicação do “S” de Seiri, que diz respeito ao senso de utilização.

Senso de Ordenação (Seiton)

Já o “S” de Seiton se refere à necessidade de manter objetos, ferramentas e itens de uso diário sempre nos seus devidos lugares.

Desta forma, poupa-se tempo gasto na procura deles e evita-se atraso na rotina.

O Seiton também tem uma relação com o espaço, que passa a ser organizado em função das atividades nele realizadas.

Note que, para isso, é fundamental ter aplicado antes o Seiri, de maneira que permaneçam no ambiente apenas os objetos estritamente necessários.

Senso de Limpeza (Seiso)

Manter um local limpo é muito mais do que uma questão de higiene.

Na verdade, a limpeza é parte indissociável de uma cultura que busca reduzir ou eliminar o desperdício.

Isso porque um ambiente sem asseio é o primeiro sinal de desorganização, ou seja, é a porta de entrada para o desperdício.

Além do mais, sujeira faz mal para a saúde, sendo um potencial causador de problemas respiratórios e doenças infectocontagiosas.

Senso da Saúde (Seiketsu)

Por falar em saúde, esse é o quarto “S” e que, como tal, resulta da prática diária dos outros até aqui destacados.

Não restam dúvidas de que um local de trabalho produtivo e saudável é, necessariamente, limpo, organizado e, nele, as ferramentas e objetos são fáceis de encontrar.

Senso da Autodisciplina (Shitsuke)

Uma vez que todos os outros “S” sejam incorporados ao dia a dia, eles se transformam em hábito e, assim, a tendência é que a disciplina seja praticada espontaneamente. 

Qual a função do Shitsuke?

Em última análise, o Shitsuke é muito mais do que um meio de organizar empresas.

Se aplicada na rotina pessoal, essa ferramenta pode trazer grandes benefícios, ajudando a organizar melhor a rotina e, acima de tudo, o uso do tempo.

👉 E-book gratuito: Gestão do tempo e dicas para manter uma rotina de estudos

Como praticar o senso de disciplina?

Se a desorganização é um hábito, o mesmo se aplica à disciplina.

Dessa forma, ela só é adquirida com a prática diária e constante, um dia de cada vez.

Ela pode começar com pequenas tarefas do cotidiano na empresa, sendo com isso gradativamente incorporada a sua cultura.

O mais importante é que seja dado o primeiro passo, não importa o quão modesto ele venha a ser.

Conclusão

Outra maneira de começar a desenvolver o senso de disciplina é por meio da qualificação profissional.

A Escola EDTI oferece formação na metodologia Lean Six Sigma e outras voltadas ao desenvolvimento ágil, padronização de processos e melhoria contínua, com cursos EAD e presenciais.

Baixe agora o Guia do 5S e comece a mudança na sua empresa!

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]