SGA

Sistema de Gestão Ambiental (SGA): como e por que implantar na sua empresa

publicado em | atualizado em

Se você não sabe exatamente o que é SGA, o Sistema de Gestão Ambiental, vale aprender sobre o assunto.

Afinal, estamos falando sobre uma ferramenta essencial para empresas que desejam se enquadrar na era do desenvolvimento sustentável.

Seguir esse programa traz diversos benefícios não só em relação aos impactos ambientais, mas também quanto aos processos e às finanças de uma organização.

Quer conhecer mais sobre o SGA e saber como implementá-lo para manter sua empresa dentro das leis, normas e boas práticas do setor?

Leia este artigo até o fim e descubra tudo o que precisa.

O que é Sistema de Gestão Ambiental (SGA)?

O Sistema de Gestão Ambiental (SGA) é um programa que estabelece uma estrutura organizacional ligada ao desenvolvimento sustentável.

Dessa forma, serve para ajudar empresas a serem mais efetivas e bem-sucedidas no controle de seus impactos ambientais.

Além de guiar os negócios na relação de suas atividades próprias com o meio ambiente, o SGA também ajuda a evitar penalizações por ações de responsabilidade de stakeholders, como os fornecedores.

Isso ocorre por conta do enquadramento da empresa como co-responsável pelas infrações ambientais que seu parceiro comercial comete.

Um conjunto de procedimentos para administrar a empresa forma o SGA e tem o objetivo de amenizar os impactos ambientais nos processos da organização.

Ao seguir o Sistema de Gestão Ambiental, a empresa conta com métodos para selecionar e monitorar toda a cadeia de abastecimento e distribuição.

O Sistema de Gestão Ambiental na ISO 14001

O SGA ganhou destaque depois da Conferência da ONU para o Meio Ambiente em Estocolmo, na Suécia, em 1972. 

Atualmente, o Sistema de Gestão Ambiental tem seus requisitos especificados no Brasil pela norma ABNT NBR ISO 14001.

Seguindo esse programa, uma empresa consegue trabalhar em uma estrutura que gera um impacto menor no meio ambiente.

Como destacamos antes, a ISO 14001 considera tanto os fatores ambientais que são de responsabilidade da empresa, quanto ações de parceiros, desde que o negócio tenha condições de controlar.

Como outras normas ISO, sua abordagem é sistêmica e permite que a organização alcance um padrão de sucesso sustentável.

Além disso, suas especificações incluem boas práticas para que haja proteção ao meio ambiente por meio da prevenção e da redução de impactos ambientais.

Para que serve o SGA em empresas

Em primeiro lugar, cabe esclarecer que o Sistema de Gestão Ambiental pode ser aplicado a qualquer tipo de empresa, considerando porte e segmento de atuação.

Adotar o SGA traz diversos benefícios, como melhora na sua imagem junto ao público e também nos processos, redução de riscos e de gastos, além do cumprimento de leis ambientais.

Enquanto programa, o SGA mostra aos gestores e colaboradores o que deve ser feito e como realizar a partir de práticas sustentáveis.

Objetivos do SGA

Você já deve ter entendido que o SGA tem por objetivo aprimorar a gestão de uma organização e incluir iniciativas de desenvolvimento sustentável na sua cultura e políticas.

Uma vez que o foco de toda empresa é obter lucros, estar alinhado com o desenvolvimento sustentável melhora a reputação da empresa no mercado, o que não raro resulta em retorno financeiro.

Veja abaixo alguns dos objetivos específicos do Sistema de Gestão Ambiental:

  • Redução de custos: gastar menos com o consumo de energia e água e gerar receita ao comercializar e reutilizar resíduos
  • Reputação da marca: ter uma imagem transparente e ecologicamente responsável  e transmitir uma ideia de limpeza e confiabilidade
  • Controle de riscos: cumprir as normas por meio da ISO 14001, resultando em menos multas e passivos ambientais.

Importância do SGA

Já falamos sobre os benefícios do SGA para uma empresa, por reduzir riscos, eliminar desperdícios, reciclar resíduos e aumentar os retornos financeiros.

Mas a importância do sistema não para por aí.

Com a gestão de resíduos prevista no SGA, as empresas podem reduzir os riscos ambientais relacionados a descartes, aumentando a sustentabilidade.

Além disso, o programa promove um melhor monitoramento de todo o ciclo de vida desses resíduos no meio ambiente.

Por fim, o Sistema de Gestão Ambiental tem uma importância ainda maior por conta das leis ambientais.

Ao seguir suas diretrizes, uma empresa se sentirá mais segura ao entregar relatórios e documentos exigidos pela legislação relacionada.

Como funciona a implantação de um SGA?

Ao aplicar o Sistema de Gestão Ambiental em uma empresa, o primeiro passo é informar adequadamente todo o quadro de funcionários sobre a implementação.

O SGA usa a metodologia PDCA para ser executado.

PDCA é a sigla em inglês para Plan, Do, Check, Action, que significa Planejar, Executar, Verificar e Agir.

Nesse caso, confira como a metodologia é aplicada ao SGA na prática:

  • Planejar: os processos e as metas para atingir os objetivos
  • Executar: aplicar os processos do SGA
  • Verificar: supervisionar as ações e registrar em relatórios
  • Agir: com os resultados da supervisão, aplicar ações corretivas e de melhoria.

A partir daí, podemos resumir em cinco os passos para a implementação do SGA:

1. Política Ambiental

Neste primeiro passo, a organização deve tomar ciência do que precisa ser colocado em prática, quais são as metas e as exigências de acordo com a política ambiental aplicável.

A empresa deve criar um documento trazendo os objetivos relacionados a seu desempenho global e se comprometendo a cumprir o SGA.

2. Planejamento

De acordo com a ABNT NBR ISO 14001, a empresa deve elaborar um plano de ação visando o cumprimento da política ambiental de acordo com seus impactos e resultados.

Aspectos ambientais, requisitos legais, objetivos e metas e os programas de gestão ambiental devem ser incluídos nele.

3. Implementação do SGA

Para atingir os objetivos descritos no plano de ação, a etapa de implementação do SGA é essencial.

Confira as principais ferramentas que devem ser utilizadas:

  • Estrutura organizacional e responsabilidade
  • Treinamento, conscientização e competência
  • Comunicação
  • Documentação do sistema de gestão ambiental
  • Controle de documentos
  • Controle operacional
  • Preparação e atendimento a emergências.

4. Monitoramento e verificação

O monitoramento deve incluir análises qualitativas e quantitativas.

Já a parte de verificação precisa checar se a empresa segue corretamente o programa de gestão ambiental.

Essas ações são guiadas por etapas como medição, não-conformidades, ações corretivas e preventivas, além de registros e auditoria.

5. Revisão gerencial 

A revisão gerencial colabora com a melhoria contínua das ações ambientais da empresa, por conta da checagem constante delas.

Dessa forma, a empresa consegue melhorar suas tomadas de decisão em relação a possíveis mudanças na política ambiental e suas metas.

Conclusão

O Sistema de Gestão Ambiental é um programa que estrutura, organiza e contribui com o desenvolvimento sustentável de uma empresa.

As vantagens do SGA incluem redução no impacto ambiental, melhora no desempenho, menos consumo, custos e desperdícios, além de adequação às leis.

Quer saber mais sobre como gerenciar seus processos com os melhores recursos?

Baixe agora este Kit de Normas e Metodologias de Qualidade e Melhoria de Processos que preparamos para você.

[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]