Desperdícios Lean

Conhecendo os Desperdícios Lean

publicado em | atualizado em

Eliminar os desperdícios das operações é o pilar fundamental da Filosofia Lean Manufacturing. Os Desperdícios Lean são situações que consomem recursos, não agregam valor ao consumidor e devem ser evitados.

Eles estão presentes em maior ou menor grau em toda empresa e é importante trabalhar para identificá-los e resolvê-los.

Para ajudar você a reduzir custos e otimizar os recursos da sua empresa, neste artigo vamos ajudá-lo a compreender as categorias de desperdícios, além de apresentar ferramentas e processos para eliminá-los. Boa leitura!

O que é Desperdício Lean?

O que é Desperdício Lean?

Desperdício Lean é quando uma atividade consome recursos (sejam eles financeiros, materiais ou intelectuais) e não gera valor para o cliente. Para ter um negócio de sucesso, é muito importante reduzir esses desperdícios ao máximo para investir esforços em ações eficientes e melhorar os resultados.

É impossível ter um processo com 0% de desperdícios, mas é necessário buscar pela melhoria de forma contínua (Kaizen). Esse princípio não é bom apenas para a empresa, mas também para os consumidores, que são atendidos com mais qualidade, e para o meio ambiente, que se beneficia com a economia dos recursos naturais.

Combater os desperdícios é válido para melhorar a competitividade da empresa no mercado, além de gerar economia e sustentabilidade.

Os indícios foram encontrados na linha de produção de automóveis, na fábrica Toyota, mas podem servir para  empresas de todos os tamanhos e nichos. Para conseguir identificá-los e eliminá-los da sua empresa, o primeiro passo é conhecer quais são esses desperdícios.

Quais são os 8 Desperdícios Lean?

Quais são os 8 Desperdícios Lean?

De acordo com a filosofia Lean, existem 8 focos principais que geram desperdícios para as empresas e precisam ser observados com atenção. Alguns desperdícios já estão tão enraizados na rotina e cultura da empresa, que nem sempre é fácil percebê-los.

A seguir, vamos apresentar e explicar cada um deles.

Transporte

Existem vários tipos de transportes que podem ser realizados no ambiente empresarial, com o transporte de materiais, funcionários, informações, entregas de produtos. Se não for realizado de forma estratégica, essa atividade pode ser uma fonte de desperdício

É óbvio que mesmo que não agregue valor diretamente, muitas vezes o transporte pode ser necessário para que o processo se conclua. O que precisa ser evitado é que isso aconteça de forma não inteligente.

Uma forma de realizar isso é escolher bem o percurso de cada transporte para reduzir os custos totais. Além disso, é possível repensar as possibilidades de meio de transporte para analisar se existe uma alternativa mais econômica.

Até mesmo o transporte dentro da empresa merece atenção. Fazer um material ou equipe se deslocar por uma grande distância para concluir uma sequência operacional, por exemplo, é um desperdício de tempo, mão de obra e dinheiro. Planejar melhor as rotas, organizar melhor o layout da empresa, entre outros estudos logísticos, pode resolver o problema.

Estoque

O estoque é um setor fundamental, mas que pode gerar inúmeros problemas se não for gerido de forma adequada. O desperdício ligado ao estoque tem relação com armazenamento em excesso de materiais e produtos (sejam eles já finalizados ou não).

Na Cultura Lean, não é indicado manter um estoque acima do necessário para atender a demanda. Isso é interessante para evitar problemas, como a necessidade de menos esforço (e dinheiro) para resolver problemas em lotes defeituosos, com o prazo de validade ultrapassado ou danificações.

Isso sem contar, é claro, que um estoque grande requer um espaço preparado para recebê-lo e uma equipe maior para gerenciá-lo, ou seja, torna o processo mais custoso ao cofre da empresa.

Espera

A ociosidade é um dos grandes problemas nos processos de produção. Se a produção para por conta da espera de mão de obra, máquinas, burocracias, entre outros problemas, a empresa é prejudicada e existe um desperdício.

Afinal, tempo é dinheiro e a continuidade dos processos é determinante para a eficiência do trabalho. A sequência das atividades precisa ser bem ajustada, os funcionários bem treinados e a comunicação interna bem alinhada para que o tempo seja aproveitado da melhor forma possível.

Superprodução

A superprodução pode ser causada por falhas de comunicação entre os setores da empresa, ou por problemas na organização das demandas feitas pelos clientes, por exemplo.

A produção excessiva, seja de produtos, documentos, serviços,  ou informações, também é algo que precisa ser combatido. Apesar de poder parecer uma boa situação em um primeiro momento, ela leva a vários outros desperdícios, como um aumento de estoques, defeitos, movimentação, transporte.

Isso sem contar que a superprodução leva a um uso indevido da mão de obra da empresa. É sempre muito melhor produzir com qualidade e a quantidade adequada de produtos para que a produção não se torne um problema. Produzir sem qualidade pode levar a retrabalhos, que vão fazer com que mais materiais e outros tipos de recursos sejam usados.

Defeitos

Quando um produto não é produzido de acordo com as especificações que deveria, ou seja, apresenta defeitos, vai ser necessário usar mais recursos para que ele seja consertado. O erro gera desperdícios de materiais, esforços de trabalho e, em alguns casos, transporte.

O retrabalho é algo que precisa ser combatido dentro das empresas. Isso pode ser feito trabalhando na prevenção dos defeitos, usando ferramentas de controle de qualidade e realizando treinamentos com os funcionários, por exemplo.

Excesso de processamento

Executar atividades que não são necessárias para a produção do produto, é o que chamamos de excesso de processamento. Gastar tempo, materiais e dinheiro com processamentos que não agregam qualidade ou são obrigatórias para o desenvolvimento do produto é inútil.

É preciso repensar os processos para identificar que esse excesso de processamento existe e questionar a necessidade de atividades que podem ser enquadradas como desnecessárias.

Movimentação

Existem diversas movimentações que são realizadas dentro de um processo produtivo e são necessárias para que as etapas sejam concluídas. Equipamentos e colaboradores, por exemplo, precisam se deslocar pelo ambiente de trabalho. No entanto, se essas movimentações acontecerem de forma desnecessária, temos um desperdício.

Afinal, o tempo e energia gastos com essas movimentações poderiam estar sendo investidos em ações que agregam valor final ao cliente. Resolver isso passa pela organização do ambiente de trabalho, seja alterando a disposição de setores ou repensando o local de armazenamento de ferramentas e materiais.

Intelectual

Não é clichê dizer que os colaboradores são imprescindíveis para o sucesso da organização. Desperdiçar as habilidade e o conhecimento dos funcionários é um grande desperdício.

É interessante para todos que cada colaborador se sinta à vontade para apontar problemas e propor soluções. Quem lida diretamente com o problema ou dificuldade certamente deve ter algo interessante para acrescentar na discussão sobre como melhorar esse aspecto.

Um fator importante para isso é manter a motivação da equipe, com uma boa remuneração e feedbacks na medida certa. Além disso, é essencial investir no desenvolvimento intelectual dos funcionários com treinamentos, cursos, palestras.

Como eliminar desperdícios em uma empresa?

Como eliminar desperdícios em uma empresa?

Agora que você já conhece os Desperdícios Lean, provavelmente está analisando e repensando formas de resolvê-los na sua empresa, correto?

Não é uma tarefa fácil eliminar os Desperdícios Lean. Para isso, é preciso planejar e agir de forma estratégica, identificando e analisando cada problema como uma oportunidade de otimizar o processo de produção.

É importante trabalhar para identificar os desperdícios que estão acontecendo e trabalhar de forma contínua para resolvê-los. Além de reduzir o custo dos produtos, eliminar os desperdícios é interessante para reduzir a escala de tempo da produção e entregar mais valor ao cliente.

Os 8 Desperdícios do Lean Manufacturing são muito frequentes, em maior ou menor escala, em toda empresa. Além disso, como você também deve ter notado, eles estão relacionados um ao outro, ou seja, um desperdício abre brechas para outras falhas.

As consequências deles são um aumento de custo e uma redução no lucro. Portanto, é fundamental trabalhar para resolver essas questões e diminuir ao máximo as falhas. Veja algumas dicas que podem ser úteis para isso:

  • mantenha o estoque organizado;
  • cronometre o set-up (tempo que os colaboradores levam para iniciar de fato o seu trabalho após chegar a empresa);
  • analise as atividades que estão sendo executadas e questione se todas elas são importantes para a entrega final;
  • mantenha a qualidade e evite o retrabalho.

Ferramentas que você pode usar para evitar desperdícios

Ferramentas que você pode usar para evitar desperdícios

Felizmente, a filosofia Lean é repleta de ferramentas que podem ser aproveitadas durante o trabalho de eliminação dos desperdícios. Veja algumas delas:

Relatório A3

O Relatório A3 é uma definição de gerenciamento de projetos desenvolvido em uma folha de papel de tamanho A3. O papel é dividido em duas partes. Do lado esquerdo os problemas da organização são identificados e é feita uma análise da situação atual e suas consequências.

No lado direito as possíveis soluções para os problemas são descritas. Isso inclui as propostas de melhorias, o plano de ação (que mostra o que será feito, quando e por quem), além de quais indicadores vão ser usados para acompanhar as atividades.

Balanceamento de Linha

O principal objetivo do Balanceamento de Linha é manter o ritmo de trabalho dentro de um processo produtivo, evitando momentos de ociosidade e desperdícios. A ferramenta consiste em organizar as atividades realizadas e fazer mudanças necessárias para adequar o tempo de produção em cada posto de trabalho.

Determinadas tarefas individuais são combinadas para que o tempo exigido para a produção de cada estação de trabalho seja aproximadamente o mesmo.

Kanban

Kanban é um termo japonês que significa quadro de sinais. Trata-se de uma ferramenta visual ordenar as ações dos processos empresariais, evitando atrasos e aumentando a eficiência.

Basicamente, ele é divido em três categorias:

  • To Do (para fazer);
  • Doing (em execução);
  • Done (finalizado).

Cada um desses campos é composto por cartões que trazem informações sobre a ação que precisa ser executada, como o que precisa ser feito, os profissionais e materiais envolvidos. Conforme o desenvolvimento da atividade, o cartão de cada tarefa vai mudando de lugar para se encaixar nas categorias.

Essa metodologia foi muito usada para dentro da Toyota, na década de 70. Para evitar o excesso de produtos, a produção de peças foi coordenada com a produção das demandas. Cada etapa só tinha autorização para ser executada quando uma etapa anterior fosse concluída — o que deu mais dinâmica e organização a rotina da empresa.

5S

A famosa metodologia 5S também pode ser aproveitada para a redução dos desperdícios. A ferramenta foi criada com base em pensamentos simples e objetivos, mas pode ter grandes efeitos dentro das empresas se for implementada adequadamente.

Veja quais são os seus princípios:

  • SEIRI – Senso de Utilização;
  • SEITON – Senso de Organização;
  • SEISO – Senso de Limpeza;
  • SEIKETSU – Senso de Padronização e Saúde;
  • SHITSUKE – Senso de Disciplina ou Autodisciplina.

Jidoka

Jidoka é um termo japonês que significa “automatização com um toque humano”. O método consiste em oferecer aos  operários a capacidade de detectar problemas que exigem a paralisação do trabalho.

A intenção é evitar que os produtos sejam produzidos fora da realidade ideal. Além disso, é necessário para o trabalho analisar o que está causando o problema e criar formas para que ele não aconteça novamente.

Os passos para implantar o Jidoka consiste basicamente em:

  • identificar um problema;
  • pare o trabalho;
  • corrija o problema;
  • analise a anormalidade, descubra e corrija o que causou o problema.

Mapa do Fluxo de Valor (VSM)

O Mapa do Fluxo de Valor é o mapeamento do fluxo de materiais, produtos e informações para identificar quais atividades geram mais ou menos valor na cadeia produtiva. A intenção é enxergar a produção de forma macro para melhorar os processos, aumentar a produtividade e reduzir erros.

Trata-se de um fluxograma que ilustra os fluxos de valor da empresa e é um importante aliado para identificação de desperdícios.

Quais os benefícios de realizar um curso Lean?

A filosofia Lean é um assunto extremamente amplo e profundo. Entender e aplicar os seus conceitos, ferramentas e metodologias pode transformar a maneira com que a empresa lida com a sua produção.

Realizar um curso de Lean Manufacturing pode ser algo extremamente transformador para profissionais e líderes que desejam agir de forma mais estratégica e assertiva na gestão de projetos.

O Curso de Lean Manufacturing da Escola EDTI, por exemplo, traz conhecimentos práticos e acadêmicos sobre o assunto, proporcionando uma experiência completa e enriquecedora para cada aluno.

Confira, a seguir, quais benefícios podem ser conquistados ao realizar o curso:

Atender as demandas dos clientes com mais qualidade

Como não poderia ser diferente, atender as necessidades dos clientes é uma das principais metas de qualquer negócio. Para conseguir isso, é muito importante desenvolver um produto ou serviço que gere valor e realmente atenda as demandas reais dos clientes.

Isso é muito importante para evitar gastar tempo e esforços realizando tarefas que no fim das contas não contribuem para a satisfação do cliente. Ao resolver isso, também aumentam as chances de conquistar novas oportunidades de negócios.

O Curso Lean será útil para ajudar você a melhorar esses processamentos e implementar o pensamento enxuto.

Melhorar a produtividade

Organizar os fluxos de trabalhos de maneira que a produção seja contínua e eficiente, ou seja, entregue os produtos no tempo adequado e sem defeitos. Entendo como planejar e executar essa otimização nos processos é um dos objetivos do curso de Lean Manufacturing.

Você vai compreender como Mapear o Fluxo de Valor e quais ferramentas podem ser aproveitadas para organizar os processos da melhor forma possível, sempre visando a satisfação dos clientes.

Dessa forma, todos os recursos da empresa vão ser aproveitados ao máximo para gerar mais valor ao produto e, consequentemente, deixar o cliente mais satisfeito.

Entender como eliminar os Desperdícios Lean

Como já foi dito, é muito comum que os desperdícios sejam práticas já inseridas dentro da cultura organizacional. Portanto, é muito importante conhecer técnicas para ajudar as empresas a identificar essas falhas e conseguir trabalhar para que elas sejam reduzidas ou eliminadas.

No curso de Lean Manufacturing você vai conhecer conceitos e ferramentas fundamentais para conseguir realizar isso.

Ter um perfil profissional desejado pelo mercado

Quem se torna um especialista na filosofia Lean é visto como um agente de transformação para as empresas e isso é algo muito valorizado hoje em dia. Afinal, toda organização quer aproveitar melhor os seus recursos e tornar os processos mais eficientes.

Portanto, quem decide fazer um curso na área está investindo na ascensão profissional e vai ganhar conhecimentos valiosos para a sua carreira.

Conclusão

Combater os 8 Desperdícios Lean é muito importante para empresas que sejam se manter competitivas no mercado e conquistar mais sucesso. Além disso, evitar o uso indevido de recursos materiais, financeiros e intelectuais é algo que beneficia não apenas a empresa, mas também os consumidores e o meio ambiente.

Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a compreender como identificar essas falhas e aproveitar os recursos da filosofia Lean para eliminá-las.

Se tem interesse em se aprofundar ainda mais no assunto, não deixe de conhecer o Curso de Lean Manufacturing da Escola EDTI!

[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]