Plano de Negócios

Tudo o que você precisa saber sobre Plano de Negócios!

publicado em | atualizado em

Abrir uma nova empresa definitivamente não é uma tarefa fácil, ainda mais nesse período delicado que vivemos. Afinal, entre planejar o orçamento, encontrar clientes e contratar funcionários, é preciso ter muita organização para não se perder entre essas diversas demandas. Sabendo disso, criar um plano de negócios é vital para se consolidar no mercado.

Através desse documento é possível não apenas ter uma estimativa de crescimento da companhia, mas também compreender quais os primeiros passos que precisam ser dados para que ela alcance o sucesso. Portanto, ele pode ajudar bastante quem almeja conquistar um bom patamar com a sua empresa.

Com base nisso, neste artigo detalharemos tudo o que você precisa saber sobre o plano de negócios e dicas práticas para produzi-lo. Desse modo, não será difícil fazer da sua empresa uma verdadeira referência no mercado. Confira abaixo um passo a passo de como elaborar um plano de negócios!

O que é um Plano de Negócios?

O que é um Plano de Negócios?

O conceito de plano de negócios nada mais é do que uma espécie de projeto sobre a trajetória da sua empresa. Ele contém diversas informações importantes, que vão desde os primeiros passos da companhia até os seus dados financeiros e principais clientes.

Quanto mais detalhado for o plano de negócios, mais ele poderá ser útil na empresa. Afinal, ele servirá também como um mapa para consulta, orientando em momentos de tomada de decisão e até mesmo em possíveis fases de expansão.

Qual a importância do Plano de Negócios?

Qual a importância do Plano de Negócios?

Uma empresa que não possui um plano de negócios está fadada ao fracasso. Essa matemática pode parecer assustadora, mas se comprova verdadeira em quase todos os casos.

Afinal, é inegável que para que uma empresa alcance o sucesso, é preciso que ela realize ações de forma assertiva, calculada e acima de tudo, baseada em dados reais, depois de muito planejamento e pesquisa.

Além disso, quando uma empresa não possui um norte a seguir, é comum que ela acabe se perdendo no meio do caminho.

Com isso, atitudes insensatas podem ser realizadas em todos os momentos, resultando muitas vezes em becos sem saída. Com o passar do tempo essas perdas podem resultar em prejuízos financeiros, levando o negócio a falência.

Nesse cenário, ter um plano de negócios é importante não apenas no início do projeto, mas em todo o seu percurso. Com ele o empreendedor garante que sempre terá em mente os objetivos pelos quais começou, bem como as razões pelas quais precisa manter sua empresa em ação.

Quando e quem deve elaborar o Plano de Negócios da sua empresa?

Como você pode perceber, o plano de negócios é um documento muito importante em todas as fases da empresa.

Nesse sentido, o ideal é que ele seja escrito logo na abertura da organização, para que possa se fazer útil já nos primeiros passos.

O desenvolvimento do conceito do plano de negócios deve ser realizado pelo próprio empreendedor, já que ele será a pessoa mais adequada para repassar seus objetivos.

No entanto, a ajuda de um contador, de um administrador e de um publicitário podem ser bem úteis, tendo em vista alguns pontos específicos do documento.

Nesse sentido, o bacana é criar uma equipe que esteja a par da ideia do negócio e que possa fazer um brainstorming em seu processo de construção. Assim, garante-se que será explorado o potencial máximo da empresa e que o plano ficará o mais completo possível.

Como elaborar o Plano de Negócios?

Até aqui você já conseguiu perceber que esse documento é muito importante e, em alguns casos, determinante para o sucesso ou para o fracasso de uma empresa. Nesse cenário, saber como fazer um plano de negócios é essencial para os empresários que estão ingressando no mercado agora.

Abaixo separamos algumas dicas de pontos que devem ser levados em consideração na hora de criar o seu documento. Acompanhe!

1. Início

O início do plano de negócios corresponde à visão geral da empresa. Nesse momento fatores como missão, visão, valores e cultura organizacional devem ser informados, visando fornecer um panorama amplo sobre o cenário desejado para a companhia.

2. Análise de Mercado

A análise de mercado nada mais é do que um estudo sobre o nicho no qual a empresa irá se inserir. Esse com toda a certeza é um dos pontos mais importantes do documento, já que proporciona uma visão geral sobre a concorrência, seus pontos fracos, fortes e também seu público alvo.

Por meio desse estudo o empreendedor ganha a chance de, antes mesmo de começar as suas atividades, entender o que faz sucesso na área. Dessa forma, pode moldar sua atuação de modo a agradar o público e conseguir seu espaço rapidamente.

3. Plano de Marketing

O plano de marketing se trata da estratégia que será utilizada para a divulgação da companhia. Aqui é importante dizer que esse item não será um ponto fixo e sim uma ideia mutável, que pode ser adaptada conforme a performance do negócio dentro do mercado e também conforme as mudanças dos consumidores.

4. Plano Operacional

Já o plano operacional se trata dos passos de trabalho da companhia. Ou seja, o modo como ela realizará as suas atividades, captará seus clientes e cumprirá com suas demandas.

Além disso, o plano operacional também inclui fatores como possíveis expansões, contratação de colaboradores e construção de carreira para gestores.

5. Plano Financeiro

Como o próprio nome indica, o plano financeiro trata da organização dos custos e investimentos realizados com a empresa. Ou seja, o cálculo de quanto a empresa poderá investir e principalmente suas expectativas de retorno.

Para a área financeira do plano de negócio é muito importante contar com a ajuda de um contador. Apenas desse modo será possível garantir que a companhia terá um plano sustentável e não enfrentará problemas a curto e médio prazo e nem processos na justiça.

6. Análise de Cenários e Avaliação Estratégica

A análise de cenários dentro do plano de negócios funciona como uma perspectiva de possíveis contextos nos quais a empresa pode se desenvolver. Ou seja, circunstâncias onde ela rende lucro nos primeiros meses, onde o prejuízo predomina no primeiro ano e até mesmo uma possível crise de mercado.

Junto com esse fator é incluída uma avaliação estratégica, onde os gestores criam planos de como agir em cada um dos cenários imaginados. Com isso será possível evitar diversas crises e principalmente ter um alicerce para a tomada de decisão em momentos difíceis.

7. Avaliação do Plano de Negócios

A avaliação é a fase final do plano de negócios e funcionará como uma análise de tudo que foi pensado, escrito e descrito ao longo do documento. Nesse momento deve ocorrer uma busca por erros e falhas, os quais devem ser solucionados antes do encerramento da atividade.

Portanto, é bacana contar também com a consultoria de pessoas que possam apresentar exemplos de planos de negócios. Desse modo pode-se receber diversas dicas que farão toda a diferença no planejamento e consequentemente na execução das atividades da empresa.

E aí, já está preparado para construir o seu plano de negócios? Se sim, continue acompanhando o nosso blog e descubra ainda mais conteúdos que vão te ajudar a realizar o seu sonho de ter uma empresa de muito sucesso!

[index]
[index]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[523.251,659.255,783.991]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d
[CDATA[ function read_cookie(a){var b=a+"=";var c=document.cookie.split(";");for(var d=0;d<c.length;d++){var e=c[d]